Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

VILA FRANCA – 07/10/18 - A TARDE FOI DE FRANCISCO PALHA

12.10.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros “Palha Blanco” – Vila Franca de Xira – 07/10/2018 – Concurso de Ganadarias

Diretor: João Cantinho – Veterinário: Jorge Moreira da Silva – Lotação: ½ praça

Cavaleiros: Manuel Telles Bastos; Francisco Palha e Luís Rouxinol Jr

Forcados do Ribatejo, do Aposento do Barrete Verde e do Ramo Grande

Ganadarias: António Silva; São Torcato; Silva Herculano; Higino Soveral e Veiga Teixeira (2)

IMG_5569 (1).JPGVILA FRANCA – 07/10/18 - A TARDE FOI DE FRANCISCO PALHA

 

Às 17h00 e depois de uma incursão pela arena da banda do Ateneu Artístico Vilafranquense deu-se início às cortesias.

 

A tarde foi de Francisco Palha, a lide ao segundo da tarde foi espetacular, boa colocação, fantásticos remates, tudo lhe saiu perfeito nesta lide, até o toiro que lhe coube em sorte que também teve direito a volta.

 

Manuel Telles Bastos, tentou a sorte de gaiola ao seu primeiro e cravou um comprido de boa nota, nos curtos o toiro metia-se muito por dentro e embora com alguns apontamentos de nota não conseguiu com certeza o êxito esperado. No 4º da tarde, um toiro com arrancadas de manso, que não se parava e não investia por direito, Manuel Telles Bastos bem tentou, trocou de montada para levar a melhor mas não conseguiu.

 

Francisco Palha teve mais uma das suas tardes. Frente a um exemplar de São Torcato teve uma lide daquelas que nos fazem estar inquietos na bancada, cites frontais, colocação como mandam as regras e remates de nos tirar o fôlego, há já algum tempo que não assistia a uma lide tão bem conseguida, volta para toureiro, forcado e ganadero. No 5º da tarde e “no hay 5º malo” mas este mostrava-se bastante desinteressado da lide, Francisco Palha mostrou-lhe quem mandava e conseguiu uma vez mais tirar-lhe tudo o que havia para tirar e levantar novamente a “Palha Blanco”

 

Luís Rouxinol Jr, creio que não entendeu o seu oponente, ressaltando apenas ao seu primeiro o ferro de palmo com que encerrou a lide. Já no 6º da tarde Luís Rouxinol Jr colocou 2 compridos de boa nota, dando primazia ao toiro e nos curtos, com um toiro que foi sempre em crescendo colocou 4 curtos de boa nota, um bom ferro de palmo e terminou a pedido do público com um par de bandarilhas também de boa nota. Na minha opinião faltou ao cavaleiro um pouco mais de calma, de temple, de forma a dar-nos tempo de apreciar o que de bom tinha feito.

 

Pelos Forcados do Ribatejo pegaram Pedro Espinheira à 2ª tentativa numa pega rija e Rafael Costa à 1ª aguentando fortes derrotes.

 

Pelos Forcados do Barrete Verde de Alcochete pegaram Diogo Amaro numa muito boa pega à 2ª tentativa, e Marcelo Loia numa boa pega à 1ª tentativa.

 

Pelos Forcados do Ramo Grande dos Açores pegaram Luis Valadão, numa complicada pega à 3ª tentativa e Manuel Pires à 1ª numa pega de garra.

 

O prémio de apresentação foi para a ganadaria de António Silva, sendo o prémio de bravura atribuído em ex-áqueo às ganadarias de São Torcato e Veiga Teixeira.

 

Texto e Foto: Susana Leitão de Oliveira

NOTA: pedimos desculpa aos nossos leitores pelo atraso na publicação desta crónica que ficou a dever-se a problemas com o nosso email.