Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

TOIROS DE DR. ANTÓNIO SILVA (BRAVURA) E PRUDÊNCIO (APRESENTAÇÃO) VENCEM CONCURSO DE GANADARIAS EM CALDAS DA RAINHA

31.07.22 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros de Caldas da Rainha – 30/07/22 – Corrida de Toiros – Concurso de Ganadarias

Director: Ana Pimenta – Veterinário: Jorge Moreira da Silva – Lotação: ¾

Cavaleiros: Gilberto Filipe, Manuel Telles Bastos, Luís Rouxinol Jr, Joaquim Brito Paes, António Telles filho, Tristão Telles Queiróz

Forcados Amadores de Coruche, Aposento da Chamusca e Caldas da Rainha

Ganadarias: Dr. António Silva, Condessa de Sobral, Prudêncio, Engº Jorge de Carvalho, São Martinho, Canas Vigoroux

IMG_3640.JPG

Uma noite magnífica em termos de temperatura, uma boa moldura humana a compor as bancadas da praça e um espectáculo de bom nível artístico marcaram a primeira corrida da temporada caldense. Seis toiros a concurso, díspares de tipo, de presença e comportamento, em que o segundo da noite, da Condessa de Sobral, foi nitidamente manso e a buscar tábuas; o primeiro, de Dr. António Silva, teve bom comportamento, nobre e suave; o terceiro de Prudêncio com muita presença, mobilidade e qualidade; o quarto, do Engº Jorge de Carvalho, encastado e que foi a mais; o quinto, de São martinho, de menor presença e trapio mas que foi voluntarioso e o sexto, de Canas Vigoroux, de aparatosa cornamenta e que saiu sobre o manso.

No início da corrida foi homenageado o cavaleiro Gilberto Filipe e o seu cavalo Zinque das Lezírias pela conquista do bi-campeonato do Mundo de Equitação de Trabalho. Com o toiro de Dr. António Silva desenvolveu um bom labor na brega e cravou ferragem do agrado do público que lhe exigiu mais um ferro, um bom palmito para encerrar esta sua boa prestação.

Manuel Telles Bastos desenvolveu uma interessante lide para sacar o manso de Condessa de Sobral das tábuas. Foi uma lide bem medida, bem estruturada, para deixar com mérito a ferragem da ordem, destacando-se no 3º curto.

Luís Rouxinol vinha com ganas de triunfo e conseguiu uma bela actuação frente ao cumpridor Prudêncio, recebendo-o com 2 bons compridos e prosseguindo com boa brega e curtos de muito bom nível com entradas ao pitón contrário muito aplaudidas e rematando com 2 de palmo.

Na sua primeira corrida como profissional, Joaquim Brito Paes teve uma boa prestação frente ao encastado toiro do Engº. Jorge de Carvalho. Uma actuação que teve bastante interesse com a ferragem curta e onde voltou a mostrar as suas qualidades toureiras.

Em quinto lugar actuou António Telles filho frente a um toiro de São Martinho que nos pareceu algo inferiorizado dos quartos traseiros, mas que cumpriu. Esteve francamente bem com a ferragem curta, pisando terrenos de compromisso e deixando bons ferros aplaudidos pelo público.

Em último lugar actuou Tristão Telles de Queiróz, frente a um toiro de Canas Vigoroux que denotou mansidão. Uma actução que tardou em chegar ao público e que atingiu o auge na cravagem de dois violinos com que encerrou a sua actuação.

No capítulo das pegas, abriu praça o Grupo de Forcados Amadores de Coruche com uma grande pega a cargo de João Prates, à 1ª e muito bem ajudado, seguindo-se-lhe no quarto toiro João Mesquita com outra boa pega de caras ao primeiro intento. Pelos do Aposento da Chamusca estiveram na linha da frente Vasco Coelho dos Reis à quarta tentativa e com o toiro a bater forte e Alexandre Mira que consumou à 3ª tentativa. Pelos Amadores de Caldas da Rainha, António Appleton e o cabo Duarte Manuel consumaram boas caras ao primeiro intento.

Dirigiu o espectáculo Ana Pimenta assessorada pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

Texto e foto: António Lúcio