Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

TERMINA HOJE UM ANO NEGRO...

QUE 2021 NOS TRAGA ESPERANÇA E ALENTO

31.12.20 | António Lúcio / Barreira de Sombra

 

133999897_1191043147964915_7734423844032741044_n.j

Termina hoje um ano negro em todos os aspectos e apenas com uma réstia de esperança com as vacinas para esta terrível pandemia que nos afecta e restringe as nossas liberdades, as nossas relações, e nos levou entes queridos, bem como algumas figuras de referência da tauromaquia. Ano negro que quase paralisou a actividade económica do nosso e de outros países com consequências que a curto e médio prazo podem ser catastróficas.

2020 foi o ano que nos obrigou a ter demasiado tempo e a não termos pessoas á nossa volta, que nos obriga a novos comportamentos sociais - diria quase anti-sociais -, que nos retirou os espectáculos quase na totalidade e levou ao desespero milhares de famílias sem trabalho, sem dinheiro para coisas básicas. 

Parece-me que algumas pessoas ainda não interiorizaram nem compreenderam a gravidade da situação em que vivemos e as repercussões que terá num futuro muito próximo. As famílias viram os seus rendimentos reduzidos, algumas dependem agora apenas do salário de um dos seus elementos;o País espera pelos dinheiros da União Europeia para fazer face a gastos extraordinários motivados pelo apoio à retoma da economia, lento, bem mais lento que o que todos desejamos; as empresas mais pequenas estão falidas ou à beira disso; e apesar da esperança nos resultados positivos das vacinas, tudo será demasiado lento para que em 2021 se retome a anterior normalidade.

Mas nada será como antes será como era antes de 13 de Março de 2020. Os comportamentos e o distanciamento social irão continuar a fazer parte qdo nosso dia a dia. Cada uma de nós pensará duas vezes antes de ir a qualquer espectáculo ou local onde haja grande aglomerado as pessoas. E contará os tostões que sobram para decidir se vai ou se fica em casa... As consequências de tudo o que tem acontecido permanecerão no curto e médio prazo. A evolução será lenta, não tenhamos dúvidas.

2021 poderá conhecer aberturas significativas se a pandemia retroceder e as vacinas forem eficazes e se o nosso comportamento até finais de Março for responsável e evitarmos aumentará as cadeias de transmissão do vírus. Felizmente nos espectáculos tauromáquicos não houv3 um único caso positivo e assim esperamos que se mantenha.

Espero que a partir de Abril os espectáculos tauromáquicos possam ter pelo menos 75% da lotação das praças disponíveis para venda,depois dos assim poderemos aspirarma haja temporada com algumá normalidade a, com redução natural do número de espectáculos á medida da evolução da nossa economia. Só assim haverá a sustentabilidade e em ela ninguém resiste.

É preciso inovar nos cartéis que terão de ser verdadeiros acontecimentos, com competência. É urgente inovar na comunicação e chegar a outros públicos, oferecendo diversidade e qualidade. É imperioso mudar!

Que 2021 nos faça esquecer tudo o que 2020 teve de mau e que seja mesmo ANO NOVO VIDA NOVA.