Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Protoiro lança Guia de Votação para os aficionados nas Legislativa

24.01.22 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Guia Votação_Touradas.jpeg

A Federação Portuguesa de Tauromaquia criou um guia para permitir aos aficionados conhecer a posição e propostas dos principais partidos em relação à tauromaquia, nas eleições legislativas de 30 de Janeiro.

Aproximando-se um momento de grande importância para o país, com as eleições Legislativas do próximo dia 30, a Protoiro vem divulgar este guia eleitoral, de modo a esclarecer os mais de 3 milhões de aficionados e todos os amantes da cultura portuguesa, os eleitores do país real, estejam em ambiente rural ou urbano, sobre as posições dos principais partidos sobre a cultura tauromáquica e o que propõem para a mesma. 

A Tauromaquia não tem partidos, é de todos e para todos, mas importa fazer um esclarecimento aos eleitores, de modo a permitir uma decisão esclarecida no momento de votar. 

Para os aficionados o momento de votar é também uma momento de exercício cívico da defesa da sua cultura, dos seus direitos e liberdades, dos seus filhos e família, pois o seu voto vai contribuir para a salvaguarda da cultura tauromáquica e o respeito pelas liberdades culturais em Portugal.

Mais que nunca, no momento de votar, vote com a sua Aficion! 

 

AS POSIÇÕES E PROPOSTAS DOS PARTIDOS SOBRE AS TOURADAS

PSD

Totalmente a favor das Touradas

Com a liderança de Rui Rio o PSD reforçou ainda mais a sua defesa da tauromaquia. Na última legislatura foi uma voz proactiva em defesa da tauromaquia no Parlamento. No OE de 2019 propôs e aprovou o IVA de 6% para a tauromaquia. Voltou a propor a mesma medida em 2020 e 2021. Não refere a temática no seu programa eleitoral. Durante o debate com o Pan, Rui Rio colocou a caça, pesca e touradas como linhas vermelhas para qualquer acordo na formação de um governo. Na campanha, interpelado por dois grupos de forcados, Rui Rio afirmou que a tauromaquia pode contar sempre com o PSD. 

PS

Contra as Touradas

Apesar de sempre ter sido um partido defensor da tauromaquia, tal como a sua bancada parlamentar, com António Costa o PS aliou-se ao PAN e vendeu a tauromaquia como moeda de troca para a sobrevivência do governo. O governo PS discriminou o IVA da tauromaquia para 23%, tentou que os municípios pudessem proibir touradas (na descentralização), acordou proibir os menores de 16 entrarem sozinhos em touradas (mas não chegou a fazê-lo), tentou proibir as touradas na RTP… tudo com o PAN. A Ministra da Cultura classificou os aficionados como incivilizados e António Costa pretende passar a governar com o PAN. Só não está classificado como “Totalmente Contra” porque a bancada parlamentar tem uma atitude diferente do governo. 

CDS
Totalmente a favor das Touradas

É um partido histórico na defesa da tauromaquia. No Parlamento tem uma postura proactiva em favor das touradas. No OE de 2019 propôs e aprovou o IVA de 6% para a tauromaquia. Voltou a propor a mesma medida em 2020 e 2021. No seu programa para as Legislativas de 2022 propõe a descida do IVA da tauromaquia para 6% em igualdade com todo o setor cultural, para corrigir a discriminação aprovada pelo PS, BE, PEV e Pan. Nos debates e na campanha, Francisco Rodrigues dos Santos defendeu várias vezes a tauromaquia.

 

PCP
Totalmente a favor das Touradas

É um partido discreto mas muito importante na defesa da tauromaquia no Parlamento, votando sempre a favor das touradas. Propôs e aprovou a descida do IVA da Tauromaquia para 6% no OE de 2019, e voltou a propor a mesma medida em 2020 e 2021. Não refere esta temática no seu programa e apresenta-se a eleições coligado com o PEV na CDU. 

CHEGA
Totalmente a favor das Touradas

Desde a sua formação que se mostrou um partido defensor da tauromaquia e tem-o expressado repetidamente. No Parlamento tem uma atitude proactiva a favor da Festa. No OE de 2020 e 2021 propôs a descida do IVA da Tauromaquia. Refere a defesa e valorização da tauromaquia no seu programa eleitoral. Nos debates e em campanha André Ventura tem referido em várias ocasiões a defesa da tauromaquia. 

IL 
A Favor das Touradas mas…

O Presidente da Iniciativa Liberal afirmou que defende a liberdade das touradas existirem e de os cidadãos escolherem assistir às mesmas, numa lógica liberal. As votações da IL no Parlamento nem sempre confirmaram esta posição: a IL votou a favor da proibição de apoios públicos às touradas (2020), junto com BE, PEV e PAN e absteve-se na votação de aumento do IVA das touradas para 23% (2020), tendo-se abstido também nas propostas do PCP, PSD, CDS e Chega para reposição do IVA em 6% (2020). A IL defende a liberdade de existência de touradas mas vota contra o seu tratamento de igualdade fiscal e de apoios perante as restantes áreas culturais. 

  

PAN 
Totalmente Contra das Touradas

É um partido que convive mal com a democracia e liberdade. Tem feito do ataque à tauromaquia uma das suas estratégias para obter visibilidade mediática. Há duas legislaturas que vive das migalhas que o PS lhe dá nos Orçamentos de Estado, onde tenta sempre fazer ataques às touradas. Pretende proibir a tauromaquia e como não o consegue, até porque é inconstitucional, pretende continuar a fazer todo o tipo de ataques que o PS lhe permitir, não só às touradas mas à caça, pesca, agricultura…

 

LIVRE
Totalmente Contra das Touradas

É o partido que elegeu Joacine Katar Moreira. É um partido de esquerda radical marcado pelo preconceito ideológico contra a cultura popular do país real. No seu programa eleitoral defende a proibição das touradas. Coligou-se com o PS nas eleições autárquicas para atacar touradas em Lisboa e foi derrotado. Pretende agora fazer acordos com o PS para impor a sua agenda animalista.

 

PEV
Totalmente Contra as Touradas

Um partido que nunca foi a eleições sozinho, concorre coligado com o PCP. Vota sempre contra a tauromaquia no Parlamento. Com o surgimento do PAN iniciou uma disputa para ver quem é o maior na aldeia a fazer ataques à tauromaquia. 

 

BE
Totalmente Contra das Touradas

É o partido historicamente antitaurino, no Parlamento, nas últimas décadas, mas que com o surgimento do PAN, teve de aumentar os seus ataques contra a tauromaquia para batalhar pelo micro eleitorado animalista. Vota sempre contra a tauromaquia no Parlamento, mas no programa eleitoral, por estratégia eleitoral oportunista, não defende a proibição de touradas, mas sim a proibição da participação de menores nos espectáculos e também a proibição de apoios públicos (que quase não existem).