Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

PÓVOA DE VARZIM: MAIS UMA VITÓRIA DO CIVISMO, DA CULTURA, DA LIBERDADE

12.08.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

P1040534.JPGO atentado aos direitos, liberdades e garantias da esmagadora maioria dos Poveiros e das gentes da região Norte que aclamam a tauromaquia e a Póvoa de Varzim como capital taurina do Norte, que foi perpetrado pelo Presidente da Câmara e referendado pelos deputados municipais, vá lá saber-se com que interesses, voltou a ter uma efectiva e esmagadora resposta na segunda corrida da temporada poveira com a lotação da Monumental a ficar cheia de um público que reclama que respeitem as suas tradições, a sua cultura, a sua liberdade e o direito a gostarem de corridas de toiros e a puderem delas desfrutar na sua terra.

 

Estes gestos despóticos de autarcas que, depois de eleitos se esquecem daqueles que os elegeram, e que se afirmassem claramente aquilo que fizeram agora, depois de eleitos, nunca teriam chegado aos cargos que ocupam, são actos que devem ser claramente repudiados porque vivemos em democracia e o povo tem de ser respeitado, para além de que a tauromaquia está legalmente protegida.

 

P1040541.JPGProvavelmente Aires Pereira e o seu séquito já terão percebido o quão errada foi a decisão que tomaram e que, mais tarde ou mais cedo, terão de arrepiar caminho e revogar a decisão tomada. A resposta dos poveiros e vizinhos foi clara e inequívoca. Foram, em duas corridas, cerca de 11 mil pessoas que passaram nas bilheteiras (contra pouco mais de 20 manifestantes anti) e que deixaram, no comércio e restauração da Póvoa, muitos milhares de euros em dormidas, comidas e bebidas, para além de passarem 2 dias nas praias poveiras. E com um preço médio de 30 euros por cada bilhete para as touradas, deixam em IVA para o Estado mais de 37000 euros. Quase nada nos dias que correm…

 

Mas a grande lição foi o civismo demonstrado por todos quantos foram aos Toiros na Póvoa ao não responderem aos insultos torpes dos anti e aplaudindo fortemente tudo o que de bom e muito bom aconteceu nestas duas corridas de toiros que aconteceram na Póvoa. Esperamos que 2019 seja, de novo, ano de toiros na Póvoa de Varzim.

 

Força Poveiros!!!

 

Texto: António Lúcio

Fotos: José Andrade