Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Nota à comunicação social sobre o fim das Touradas na Póvoa de Varzim

10.07.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

O Movimento contra o fim das touradas na Póvoa de Varzim enviou a seguinte comunicação após conhecer-se no edital que a Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim vai reunir no dia , amanhã, e votar sobre o fim das touradas em todo o concelho poveiro.

“Qual a pressa que leva a que a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim tenha pedido ao Senhor Presidente da Assembleia Municipal para incluir no meio dos muito pontos da reunião da Assembleia, marcada e anunciada já para o dia 12 de Julho, isto é, daqui a três dias, e só agora publicamente anunciada, que “Ponto 6” - ‘Apreciação e votação de proposta de interdição da realização, na área do Município da Póvoa de Varzim, de corridas de touros ou outros espectáculos que envolvam violência sobre animais’, seja já ali tomada?

Depois de confiar nas declarações públicas dos responsáveis autárquicos da cidade da Póvoa de Varzim, que em Outubro passado diziam que ‘as obras a realizar na Praça de Touros, em nada afectariam a continuação de futuras corridas de touros’, é legitimo que o Movimento a favor da Festa dos Toiros na Póvoa de Varzim, composto por pessoas, aficionados e amigos, da tauromaquia, Poveiros e não só, se
interrogue publicamente sobre o que leva a esta pressa, sem discussão pública, sem qualquer séria fundamentação social, sem respeito pela memória, tradição e história da Póvoa.

Abstemo-nos de qualificar politicamente a medida, mas convirá por certo lembrar que este nunca foi tema ou mereceu qualquer menção, quer no Programa, que nas promessas verbais, apresentadas aos Poveiros pelo partido vencedor, na recente campanha eleitoral autárquica. Aliás, se tal fosse com verdade prometido, ou anunciado, por certo que os resultados eleitorais não teriam sido os que foram, pois estavam em causa Valores e Memórias e, não seria pelo voto que os Poveiros, gente com respeito pela Tradição, e gosto pela Cultura, Arte e Estética, sem mais, as renegariam. No baú da história dos usos e costumes poveiros, os 70 anos, tantos os que completa e comemora a Praça de Touros da Póvoa de Varzim, merece outra celebração e o destino que lhe querem dar.

O Movimento a favor da Festa dos Toiros na Póvoa de Varzim, livre, vai continuar, com serenidade, mas com firmeza, a acompanhar o evoluir da concretização da situação, tanto mais, agora que até no Parlamento da República, por expressiva maioria dos deputados, se votou a favor da Tradição e respeito pelas as fortes raízes nos usos e costumes dos Portugueses, onde os Poveiros, com orgulho, se incluem.

Vamos estar presentes na noite do próximo dia 12 da sessão da Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim.  Como Cidadãos de Direito, sem qualquer sinal exterior de marca. Somos gente responsável, ordeira e civilizada. E porque assim somos, queremos ser testemunhas daqueles que discutirão e votarão esta Proposta de afronta ao Direito ao Constitucional.

Estaremos lá na Assembleia, e convidamos todos aqueles que com o seu incentivo nos têm acompanhado e apoiado, a também estarem presentes, nomeadamente os Clubes que de algum modo têm estado ligados ao gosto pela Festa dos Toiros.”

povoa varzim edita1l.jpg