Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

NEM COM A DEMOLIÇÃO DA PRAÇA DE TOIROS DE VIANA DO CASTELO NOS MOVIMENTAMOS?

08.04.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

olharvianadocastelo.pt

Viana do Castelo, capital do Minho e as suas Festas em Honra de Nossa Senhora da Agonia habituaram-se durante largas dezenas de anos a terem milhares de locais e forasteiros a deslocar-se até à sua Praça de Toiros, imponente nos seus quase 5 mil lugares de lotação, para assistir a grandes corridas de toiros com grandes figuras de todos os tempos e até com a presença das câmaras da televisão.

Um dia, um determinado Presidente de Câmara decidiu, com os seus pares, deitar borda fora e tentar apagar um passado riquíssimo a nível cultural com a declaração de cidade anti-taurina. E, depois tomou as rédeas e comprou o tauródromo aos seus proprietários, os quais, segundo julgo saber, nunca a procuraram vender a pessoas ligadas à tauromaquia ou não obtiveram destes alguma resposta positiva. Um dia, porque foi público o negócio, veio a saber-se que tinha sido vendida!...

Volto a repetir: a praça era de privados que a venderam á Câmara não se sabe muito bem a troco de quê... uns milhares de euros? Ou ??? Todos sabiam que o presidente da Câmara era anti...  As minhas questões, de ontem, de hoje e sempe são: alguém fez alguma coisa? Tentaram reverter a venda? Poiis, não podiam porque tinha sido a Câmara a adquirir o imóvel… Foi mais um deixar andar. Corrida em praça desmontável, uma vez e ponto!... O Tribunal disse que a decisão da Câmara declarar a cidade e, por arrasto, o concelho como anti-taurino era anti-constitucional. E depois? A Câmara manda, o Presidente manda e o resto são histórias da carochinha.

Sabiam que Viana tinha um Clube Taurino? Por alguma razão o teria: a cultura tauromáquica tinha apoiantes e era uma força viva…

Viana desde 2009 que não dava toiros na sua praça, fechada e a caminho da demolição. Depois de Espinho havia que inverter as coisas.

A seguir será a Póvoa de Varzim... dizemos muitas coisas mas fazemos bem pouco.

Foto: olharvianadocastelo.pt