Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

MANUEL OLIVEIRA E RUI JARDIM TRIUNFARAM NO FESTIVAL DO CARTAXO

02.05.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros do Cartaxo – 01/05/18 – Festival Taurino

Director: Lourenço Lúzio – Veterinário: José Luís Cruz – Lotação: ¼

Cavaleiros: Francisco Correia Lopes, Ricardo Cravidão, Manuel Oliveira

Forcados: Amadores do Cartaxo

Novilheiros: João D’Alva, Rui Jardim, Filipe Martinho

Ganadarias: Silva Herculano (1º e 2º), Dr. António Silva (3º), São Torcato (4º, 5º e 6º)

 

MANUEL OLIVEIRA E RUI JARDIM TRIUNFARAM NO FESTIVAL DO CARTAXO

 

O cavaleiro praticante Manuel Oliveira e o novilheiro praticante Rui Jardim foram os triunfadores do interessante festival taurino de promoção de novos valores que teve lugar na tarde do 1º de Maio na praça de toiros do Cartaxo. Apesar da aragem fria e da brisa que incomodava os toureiros, o público compareceu em número interessante para apoiar estes jovens toureiros que buscaram o triunfo e proporcionaram um agradável espectáculo.

 

Francisco Correia Lopes teve uma actuação algo irregular, sofrendo inclusive um forte encontrão contra tábuas. Foi nos curtos que teve o melhor da sua actuação cravando com facilidade após ter encontrado os melhores terrenos. Lidou um bom erale de Silva Herculano.

 

Em segundo lugar actuou Ricardo Cravidão, também numa prestação irregular na cravagem da ferragem. Os dois últimos curtos foram de melhor nota frente a um também cumpridor erale de Silva Herculano.

 

Manuel Oliveira teve a melhor das actuações dos 3 cavaleiros em praça aproveitando muito bem a boa qualidade do erale do Dr. António Silva. Um bom comprido, o segundo, em tira bem medida. Com os curtos, 1º, 3º e 5 foram os melhores, bem apontados em sortes frontais com ligeiros quarteios.

 

No toureio a pé saíu por diante João D’Alva (Vila Franca) frente a um erale de São Torcato. Algumas verónicas rematadas com 2 meias e um tércio de bandarilhas bem preenchido foram o prólogo para uma faena de muleta que teve interesse, com alguns bons muletazos mas com o vento a incomodar e a prejudicar a ligação essencial à faena.

 

Rui Jardim (Academia Campo Pequeno) viu o seu erale ser devolvido após protestos do público e foi bafejado pela sorte já que o sobrero foi o melhor dos lidados nesta tarde ainda que revelasse tendência para tábuas e para se desligar se não lhe deixassem a muleta bem posta na cara. O jovem toureiro teve alguns lances de capote a provar as investidas e esteve bastante bem com as bandarilhas. Boa faena de muleta, bem estruturada, com passes pelos dois lados a levar o erale muito bem metido na muleta, passes largos e com sabor alguns deles. Uma actuação bem acima da média.

 

Filipe Martinho (Moita) mostrou raça e decisão ao receber o seu erale, que serviu, com duas largas cambiadas de joelhos e algumas verónicas. Esteve bem com as bandarilhas e na muleta, estando ainda num plano de amador, resolveu a papeleta com entrega e mediada a faena, já mais relaxado, conseguiu alguns bons muletazos.

 

Os Forcados Amadores do Cartaxo consumaram de caras as pegas aos 3 novilhos do toureio a cavalo. Foram caras Tiago Carmo à 2ª, José Ribeiro bem à 1ª e Vasco Campino também à 1ª.

 

Direcção acertada de Lourenço Lúzio assessorado pelo veterinário José Luís Cruz.