Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Senhor Primeiro Ministro, Senhores Deputados, caros Governantes e dirigentes públicos.

A dita senhora ministra da Cultura, de um governo, que se diz do meu País, coisa que por certo não cabe na sua cultura urbana e obscena, ainda por cima um governo do Partido Socialista, que agora com este novo chefe, António Costa, Senhor que se diz querer longe do cadastrado, perdão, indiciado, Sócrates, veio agora em discussão do O.E., fazer um frete aos seus 'amiguinhos' que têm como relação privilegiada aqueles que não são racionais. os cães e os gatos, já que os passarinhos, esses, vem podem piara nas gaiolas, que as suas bicadas nunca serão línguas de conveniência.

Pode a senhora graça gostar do que gosta. Respeitamos o seu gosto ou desgosto. E porque respeitamos o seu gosto, como ministra de um governo socialista, partido humanista, plural e democrático, isto é um governo de um país Ocidental, livre, Europeu, não pode a dita senhora, por muito que a desgoste o gosto de mais de DOIS Milhões de PORTUGUESES, servir de mote para os agredir com ofensivos dislates, como o fez hoje mesmo na Assembleia da Republica.

Senhor Primeiro Ministro, Senhores Deputados, caros Governantes e dirigentes públicos, parece que os exemplos da Polónia, da Hungria, do Brasil, e até das eleições de domingo passado na Alemanha, que motivaram a declaração de ontem da Senhora Merkel, parece que não entenderam o sinal. Se não travam este tipo de asneira... e já, vem podem depois fazer amigos com fardas. A PIDE e o Carmo, também caíram.

Mandem esta senhora pedir desculpa... e façam da Democracia, um acto de Liberdade... para todos, porque a maioria assim o quer.

Aceitem o meu Protesto... e mandem a senhora dona graça a  banhos... de Cultura Democrática, de História, de Civismo.

Com os cumprimentos

josé andrade