Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

CONTRA A DITADURA DO GOSTO E O SER GOVERNO A QUALQUER PREÇO

05.11.20 | António Lúcio / Barreira de Sombra

normal.jpg

Apesar de me encontrar em recuperação da cirurgia a que fui sujeito, não posso deixar passar em claro mais um atentado contra a nossa cultura, os nossos direitos, dos nossos filhos, sobrinhos, netos, e das sucessivas tentativas de nos castrarem naquilo que é a nossa identidade cultural, local, regional e nacional, ao arrepio das normas constitucionais e até de legislação como a Convenção sobre os Direitos da Criança da ONU.

O Bloco de Esquerda veio agora a dar entrada na Assembleia da República com o Projecto de Lei N.º 580/XIV/2ª, o qual pretende interditar a menores o trabalho em actividades tauromáquicas, profissionais ou amadoras, assim como a assistência a eventos tauromáquicos.

Mais uma vez, um arrazoado de ideias e de preconceitos deturpados sobre a actividade tauromáquica e a pretensa violência exercida contra os animais e instigada pelos maiores (pais, avós, tios, pessoas encarregues da educação dos menores) aos jovens que frequentam as escolas de toureio, os grupos de forcados ou, tão simplesmente, assistem a um espectáculo na companhia de familiares.

A hipocrisia desta gente é tão grande quanto a possibilidade de um jovem com 16 anos poder mudar de sexo ou, na incapacidade destes partidos de vedarem o acesso a jogos de violência extrema, a imagens que as televisões mostram sem pudor a qualquer hora do dia, a conteúdos pornográficos etc, esses sim bem maios violentos e perturbadores do que assistir a uma corrida de toiros…

É a ditadura do gosto, do preconceito e da ignorância, a querer sobrepor-se a tudo e a todos sem qualquer pudor e sem respeito pelos direitos constitucionalmente protegidos. Sabemos todos e há muito da apetência de António Costa pelo poder, pela forma sem pudor e desprovida de ética com que formou o seu primeiro Governo com a geringonça, como cedeu ao PAN no orçamento do ano passado a questão do IVA a 23% nos espectáculos tauromáquicos e agora, com esta proposta do Bloco da Esquerda para tentar a todo o custo a aprovação do orçamento e manter-se no poder não importa como nem contra quem…

É tempo de dizer basta a estas tentativas ditatoriais de cerceamento de direitos, liberdades e garantias protegidas pela Constituição. E não basta dizer que é agora que temos de tomar decisões de força, vir para a rua numa manifestação de peso. Como referi num comentário que que fiz no Facebook, O grande problema é que não há coragem para tanto. Há anos que falo nisso...lembram-se do que aconteceu no Terreiro do Paço quando houve a recriação histórica de una tourada?

E porque é que se aproveitou o Dia da Tauromaquia para essa grande manifestação?

Porque trazer campinos e cavalos e cabrestos custa dinheiro?...

Porque todos os estamentos taurinos se deixaram cair no comodismo e ninguém está para se chatear?

Porque a logística é complicada e as associações do sector preferem jogar nos bastidores (será que jogam nesmo???) a vir para a rua dar a cara e lutar pelos seus e nossos direitos?

No tempo de Moita Flores presidente da C M Santarém recolheram-se mais de 50 mil assinaturas em defesa da Festa Brava. Serviram para quê?

O ano passado o Iva dos bilhetes das corridas subiu para 23%. Fizemos o quê?

Falamos, falamos, falamos... temos sim de AGIR, AGIR, AGIR.