Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Perguntas sem resposta na Assembleia Municipal de 28 de Novembro

            No propósito de impedir que se tome uma decisão que enterra para sempre uma parte da nossa memória poveira, da sua tradição e cultura, já que o ponto 3 da Assembleia Municipal da passada quinta-feira, dia 28 de Novembro visava a destruição da nossa Praça de Touros, este Clube Taurino, Povoense, isto é, um Clube criado e composto por gente da Póvoa de Varzim, ali compareceu, e no momento próprio, colocou à Assembleia a seguinte pergunta: - “Boa noite excelentíssimo Presidente da Assembleia Municipal, presidente da Câmara, Senhores Vereadores Municipais, Presidentes de Junta de Freguesia e restantes Cidadãos presentes.

Estamos naquela que é tida como a Casa da Democracia dos Poveiros. Como cidadão Poveiro, e como representante do Clube Taurino Povoense, um Clube da nossa Terra, estamos nesta Assembleia Municipal para questionar o Presidente da Assembleia Municipal, eu presidente da Câmara, sobre a demolição de uma parte da nossa História. Referi-mo-nos, à demolição da nossa Praça de Touros.

Pergunto: - como é possível demolir um património Cultural e Histórico da nossa cidade?

Um Património Histórico que faz parte da nossa história cultural, das nossas raízes centenárias, das nossas tradições como terra livre ao gosto de todos?

A Praça de Touros da nossa cidade, é um marco no património com reconhecimento nacional e internacional, classificado com a categoria E2, a mesma categoria que o nosso Casino, o Grande Hotel, e algumas das nossas mais conhecidas Igrejas e outros monumentos do Concelho!

Afinal onde está a justificação tão propagandeada, Póvoa, Cidade da Cultura?

Senhores Presidentes, como Poveiro, e como representante de um Clube onde os Valores da Cultura e Tradição, a par do respeito pelo património, são cultivados, gostávamos de sair daqui esclarecidos.

Boa noite”

Fomos à Assembleia Municipal, e perguntamos!

Não podemos é receber como resposta do Senhor Presidente da Assembleia Municipal: - ‘a decisão está tomada. Foi democraticamente tomada pela Assembleia’.

Isto não é Democracia. Isto é tropelia! Isto é abuso de um artificio, muito pouco são e democrático. É abuso de poder!

Os Poveiros não foram consultados, não foram ouvidos. Os Poveiros foram e estão a ser enganados. Nunca a destruição da Praça de Touros foi mencionada nas promessas eleitorais que levaram esta maioria ao poder na Câmara. Mentiram e esconderam, como escondem o querem enterrar as memórias e as tradições da nossa terra.

Continuamos, e continuaremos a defender a Festa dos Toiros, como Cultura, Património e um Direito, Livre e manifestação de Liberdade.

Póvoa de Varzim, 30 de Novembro de 2019

                                                                                                          Rui Porto Maia