Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ASCENSÃO É NA CHAMUSCA - “CUQUI” E SALGUEIRO DA COSTA NOS MOMENTOS MAIS DESTACADOS DA TARDE

13.05.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

CHAMUSCA CORTESIAS.jpg

Praça de Toiros da Chamusca – 13/05/21 – Corrida Mista

Director: Manuel Gama – Veterinário: José Luís Cruz

Cavaleiros: Luís Rouxinol, João Salgueiro da Costa

Forcados: Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca

Matador: Joaquim Ribeiro “Cuqui”

Ganadaria: São Torcato

“CUQUI” E SALGUEIRO DA COSTA NOS MOMENTOS MAIS DESTACADOS DA TARDE

Quando há toureio a pé e este é bom, o público reage, porque gosta, porque tem poucas oportunidades de ver e sentir e o valoriza mais e as empresas têm, com esta resposta do público, um papel importante a desempenhar e devolver ao público a corrida mista. Este é o momento! E o matador de toiros moitense Joaquim Ribeiro “Cuqui” mostrou, uma vez mais, o quão injusto esta modalidade de toureio tem sido esquecida… E foram de “Cuqui” e de Salgueiro da Costa os momentos mais destacados desta tarde de Quinta-Feira de Espiga, ou de Ascensão, na Chamusca.

Abriu praça Luís Rouxinol com um toiro cumpridor, apontando três bons compridos em sortes á tira e um excelente primeiro curto em sorte ao pitón contrário. A lide viria a menos com dois ferros de menor impacto e finalizou com outro de boa nota, preocupando-se na brega e tentando deixar o toiro nos melhores terrenos. No seu segundo, que por vezes se adiantou e colocou mais problema, Rouxinol encontrou soluções e deixou 3 bons curtos e um palmito para rematar com um bom par de bandarilhas.

João Salgueiro da Costa cumpriu com classe no seu primeiro, com alguns bons ferros curtos e boa brega. Mas seria frente ao bom quinto da tarde, um toiro codicioso e com raça, que teve os seus melhores momentos após deixar dois bons compridos. Com o toiro pronto para investir em todos os terrenos, deixou 3 bons curtos em sortes bem executadas e rematadas. Uma actuação em muito bom tom e que deixa antever coisas boas para o decurso da temporada.

Os Forcados Amadores da Chamusca consumaram ao primeiro intento ao que abriu praça e uma boa emenda também à 1ª depois do forcado inicialmente escolhido ter recolhido à enfermaria após uma única tentativa. Os Forcados do Aposento da Chamusca consumaram duas boas pegas de caras à primeira tentativa.

O matador de toiros Joaquim Ribeiro “Cuqui” recebeu o seu primeiro com alguns lances de capote em que o toiro fez alguns estranhos. Depois de bem bandarilhado por Cláudio Miguel e João Martins que saudaram, o toiro melhorou um pouco e o matador de toiros moitense começou por se dobrar bem com ele, pro baixo, metendo-o na muleta e, depois sacou-lhe boas naturais com um bom entendimento das distâncias e, em seguida, alguns derechazos com o toiro a su aire. Mas seria no nobre e suave sexto da tarde que conseguiria os seus melhores momentos numa faena de bom nível, com excelentes naturais, de largo traço, profundos e que fizeram soar os olés e as ovações. Uma grande faena que havia sido brindada ao presidente da Câmara Municipal da Moita.

Os toiros de São Torcato, bem apresentados e cinquenhos de idade, tiveram comportamentos diversos, destacando-se positivamente os lidados em quinto e sexto lugares, este a valer a chamada à arena do ganadeiro Joaquim Alves..

Direcção correcta de Manuel Gama assessorado pelo veterinário José Luís Cruz.

Duas notas: não se pode demorar tanto tempo na colocação e retirada dos burladeros. Não temos fotos nem nomes dos forcados porque ficámos na sexta fila…  Pedimos desculpa aos nossos visitantes e a toureiros e forcados.

Texto: António Lúcio