Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

47.jpg

N.º 1 – ALAMAR – (3.11.2011)

 

Toiro negro mulato, ligeiramente chorreado. Grande, todo ele alto, com muito esqueleto, cara aberta. Sempre teve um comportamento tranquilo no campo evitando lutas com os companheiros. No entanto, nas duas últimas semanas tem tido mais interacção com os outros e já se candidata a alguma briga...

Se é verdade que não sou fã de toiros grandões, não deixo de ter esperança que pode ser, no comportamento, também um grande toiro como é no físico. Em tamanho, é o maior toiro da corrida.

 

 

N.º 15 – GAONA – (18.8.2011)

 

Toiro negro, listón, bragado corrido, salpicado. Toiro baixo, mãos curtas, cornillano. Calmo, por vezes isolado, preguiçoso quando toca a correr a roçar o molengão...talvez a guardar a energia para Almeirim...

 

 

N.º 27 – PATACO – (5.12.2011)

 

Toiro negro, listón, bragado meano. Boas hechuras, tamanho médio, com cara, sem ser ofensivo. Tocado (a meio, direcção dos cornos para cima) apertando um pouco a cara a mostrar a pala dos pitones.

Toiro conflituoso no relacionamento com os companheiros, berreando com frequência e mirando muito.

 

TOIRO 47 DE ALMEIRIM

 

 

N.º 47 – CAMINANTE – (5.12.2011)

 

Toiro negro. Boas hechuras, comprido, de perfil subconvexo, cara aberta e tocado. Como o seu irmão n.º 27, sai um pouco do tipo de toiro da ganadaria. Não está muito rematado, parecendo em boas condições físicas para aguentar uma lide exigente se quiser investir.

 

Joaquim Grave