Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ANTÓNIO JOÃO FERREIRA, O MAIS DESTACADO DA QUENTÍSSIMA NOITE LISBOETA; VOLTA PARA O GANADEIRO NO 5º TOIRO

03.08.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros do Campo Pequeno – Lisboa – 02/08/18 – Corrida Mista

Director: Pedro Reinhardt – Veterinário: Jorge Moreira da Silva – Lotação: ½ casa

Cavaleiros: Sónia Matias, Ana Batista

Forcados: Amadores de Caldas da Rainha

Matadores: António João Ferreira, Nuno Casquinha

Ganadaria: São Torcato (7)

 

ANTÓNIO JOÃO FERREIRA, O MAIS DESTACADO DA QUENTÍSSIMA NOITE LISBOETA; VOLTA PARA O GANADEIRO NO 5º TOIRO

ganadeiros volta.JPGUma noite de temperatura tropical, bem acima dos 30 graus á hora de começar o espectáculo que teve cerca de meia casa preenchida e alguns bons momentos de toureio. Emoção não faltou com os toiros de São Torcato e o ganadeiro foi premiado com volta á arena após a lide do 5º da ordem.

 

Na lide a duo que abriu praça, Ana Batista superiorizou-se á sua colega de cartel e teve alguns bons ferros enquanto a prestação de Sónia Matias foi sofrível.

 

Ana Batista lidou os outros dois toiros destinados ao toureio a cavalo por indisposição da sua colega de cartel e esteve francamente bem. Foi fiel ao seu conceito de toureio clássico, alguns dos ferros foram de muito nota em ambos os toiros e assinou uma boa passagem pela arena lisboeta.

 

Os Forcados Amadores de Caldas da Rainha sentiram a dureza dos toiros nas pegas, como cabo Francisco Mascarenhas a consumar uma rija cara à segunda tentativa, seguido por António Cunha que á segunda levou de vencida o toiro e emendou o seu colega Lourenço Palha que se lesionou na única tentativa que fez. No último toiro uma pega de cernelha com interesse a cargo de Duarte Palha e José Maria Abreu.

 

António João Ferreira, que esteve bem de capote em ambos os toiros, foi o autor da melhor faena da quente noite, precisamente frente ao quinto da ordem e que teve mobilidade, codícia e recorrido. A faena teve uns quantos derechazos de muito boa nota, correndo bem a mão e meia dúzia de naturais que foram aplaudidos. Foi uma faena de muito interesse para o aficionado. E Ferreira cumpriu frente ao segundo da ordem que lhe permitiu uma afena com algum interesse.

 

Também andou bem com o capote Nuno Casquinha, e cumpriu dois tércios de bandarilhas com exposição e dois bons pares a quiebro. Com a muleta andou esforçado e conseguiu alguns bons momentos no seu primeiro, em especial pelo lado direito e onde uma série bem ligada em redondo mereceu aplausos do público. O sexto da ordem tinha pouca qualidade e cedo mostrou que não era claro nas suas investidas. A meio de uma série colheu de má maneira o diestro vila-franquense que se encastou e apesar de fisicamente diminuído conseguiu sacar duas meritórias séries pelo lado direito e receber os aplausos do público.

 

Dirigiu o espectáculo Pedro Reinhardt assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

Texto e foto: António Lúcio