Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ANÁLISE DA TEMPORADA 2018 DO "BARREIRA DE SOMBRA" - PEÕES DE BREGA E BANDARILHEIROS

29.10.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

PEOES DE BREGA.JPGBNDARILHEIROS.JPG

 

PEÕES DE BREGA E BANDARILHEIROS

São elementos que compõem as quadrilhas de cavaleiros e matadores de toiros e novilheiros e que se cumprirem bem a sua missão, são auxiliares imprescindíveis para o êxito dos toureiros às ordens de quem actuam e na colocação dos toiros para os forcados poderem efectuar as pegas.

 

Lances de capote bem dados, bons pares de bandarilhas, intervenções oportunas e os sempre importantes quites quando algum toureiro ou forcado é colhido deveriam ser objecto de alguma análise nas crónicas das corridas. E muitas vezes são, injustamente, esquecidos.

 

Não temos uma estatística de bandarilheiros e peões de brega idêntica àquela que fazemos para outros toureiros mas podemos sempre dar algum destaque aos que mais se evidenciaram.

 

Nos mais veteranos mantiveram um nível elevado João Ribeiro Curro, Diogo Malafaia, Manuel dos Santos Becas, Nuno Oliveira, João Prates Belmonte, João Pedo “Açoriano”. António Telles Bastos e Duarte Alegrete, a par de Filipe Gravito, consolidaram a sua posição e qualidade na brega para os cavaleiros. E no que ao toureio a pé diz respeito, destacaram-se Cláudio Miguel, Joaquim e João Oliveira, João Pedro Martins e João Ferreira.

 

Em termos de alternativa, assistimos à de Pedro Noronha, numa temporada em que se registaram duas despedidas: João Boieiro em Lisboa e Pedro Gonçalves em Santarém.