Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

CAMPO PEQUENO APRESENTA O TRIUNFADOR DA FEIRA DE SANTO ISIDRO (MADRID)

20.06.12 | António Lúcio / Barreira de Sombra

 

O matador de toiros Ivan Fandiño, eleito triunfador da edição deste ano da feira de Santo Isidro (Madrid) pela Telemadrid, estreia-se no Campo Pequeno na corrida de dia 5 de Julho.

A orelha conquistada dia 16 de Maio, uma das três que se concederam durante a “Isidrada” deste ano, atesta o seu valor e a sua determinação em atingir os lugares cimeiros no contexto dos matadores da actualidade, fruto de uma entrega total e de um toureio de grande profundidade.

No passado sábado, em Bilbau, Fandiño protagonizou mais um importante gesto na sua carreira, ao lidar seis toiros de seis ganadarias diferentes, perante o respeito e a admiração do público.

Fandiño alternará com o seu compatriota Antonio Ferrera, hoje em dia um dos diestros espanhóis mais acarinhados pelo público português vencedor, nas temporadas de 2010 e 2011 do “Galardão Campo Pequeno” para o melhor matador de toiros. Artista completo nos três tércios, é no de bandarilhas que a sua conexão com o público atinge o zénite.

Tal como Fandiño em Bilbau, também Ferrera se encerrará domingo, em Badajoz, com seis toiros, desta feita pertencentes à ganadaria de Victorino Martín.

A corrida de 5 de Julho constituirá também a oportunidade para que a empresa do Campo Pequeno homenageie dois importantes matadores de toiros portugueses, António dos Santos e Armando Soares, cujas trajectórias profissionais merecem o reconhecimento de todos os aficionados portugueses e que esta temporada celebram marcos importantes das respectivas carreiras. António dos Santos comemora dia 24 de Junho 60 anos de Alternativa, cerimónia apadrinhada por Luís Miguel Dominguín, tendo por cenário a antiga praça de toiros de Badajoz, ao passo que Armando Soares celebrará 50 anos sobre idêntica cerimónia, realizada em Sevilha (30 de Setembro), apadrinhada por Miguel Mateo “Miguelin”.

A parte à portuguesa está a cargo dos cavaleiros Joaquim Bastinhas e de seu filho, Marcos Bastinhas e ao grupo de forcados amadores de Alcochete, capitaneado por Vasco Pinto.

Lidam-se sete toiros, sendo três para a lide a cavalo, pertencentes à ganadaria de Santa Maria e quatro para a lide a pé, da ganadaria de Falé Filipe.