Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

DAS RÁDIOS PIRATA AOS DIA DE HOJE - RESISTIMOS E CONTINUAMOS EM FRENTE

MAIS DE 30 ANOS DE AMIZADE

27.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

composição .jpg

É, seguramente, uma das mais duradouras amizades, verdadeira e sincera, dos mais de 30 anos que levo de crítico tauromáquico. Tudo começou na saudosa Leitaria Jockey, ali numa das esquinas do Mercado Municipal de Vila Franca ou ainda antes disso. Posso dizer que já nem me lembro de há quantos anos nos conhecemos e iniciámos esta nossa amizade. Nas rádios pirata dos finais da década de 80 que o Beja, o Paulo Beja, começou a ouvir a minha voz e já antes quando fazia as publicidades de corridas de toiros com o meu pai, eu gravava os cartéis numa cassete com passodobles e por aí andava a “fazer barulho”, a publicitar esses espectáculos.

Levo-lhe a dianteira nisso. E na rádio também porque tenho mais uns anitos de alternativa do que ele. Vila Franca, Azambuja, Pinhal Novo, Marinhais, Sobral de Monte Agraço, em algumas das rádios fomos colaboradores e ajudámos a divulgar a nossa festa brava, num espírito de total colaboração, desinteressada, procurando levar mais longe o nosso trabalho. E entrevistei algumas figuras, fiz alguns programas em mesa-redonda com diversos convidados a que, depois, o Paulo Beja dava voz nos seus programas. Foram anos fantásticos e cimentaram a nossa amizade. Somos os “manos”…

Na Jockey aprendi muito a ouvir alguns toureiros que por ali passavam. O Beja alinhavava na sua máquina de escrever as páginas que sairiam dias mais tarde num dos jornais em que colaborava. Fui acompanhando e colaborando por vezes com ele nesses textos. A sua veia para criar sopts publicitários era notória. Eu gostava mais da rádio em bruto, de estúdio, dos directos, das entrevistas. Fomo-nos completando. Se o Beja precisava de entrevistar alguém, lá estava eu no estúdio para o fazer. Eu entrevistava toureiros, empresários e ganadeiros e partilhávamos esses áudios.

Foi companheiro de muitas viagens, algumas delas longas como quando o consegui convencer a ir à Feira Mundial do Toiro a Sevilha… Grandes momentos que vivemos. Ou as nossas Feiras do Toiro em Santarém… Inovámos, tivémos um dos primeiros sites nacionais de tauromaquia, o Toiros&Cavalos, liderando nesses 2 anos a informação digital taurina. Obrigado ao nosso saudoso director Eduardo Leonardo, QDEP.

Fora das arenas, fora da loucura das corridas, a nossa amizade cimentou-se e mantém-se, firme, porque só o que é genuíno perdura no tempo.

Nesta temporada voltámos a partilhar algumas corridas em conjunto, como nos velhos tempos do século passado e do início deste. Estamos a ficar velhotes, mas resistentes e resilientes. Foi bom voltar a essas rotinas ainda que em poucos espectáculos.

Hoje, o Alma do Fado da Valor Local (www.valorlocal.com) aos sábados à noite, tem mais de 70 mil ouvintes on-line. Um motivo de enorme orgulho, com ouvintes em todo o Mundo e a tauromaquia sempre presente com o apontamento “Barreira de Sombra”. Hoje como há mais de 30 anos, juntos somos mais fortes.

Um forte abraço ao mano Paulo Beja!

Texto: António Lúcio

Fotos: D.R.

Nova PAC aprovada sem discriminação da raça brava

24.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Foi ontem dia 23 de Novembro de 2021 aprovada, em Bruxelas, a nova Política Agrícola Comum para o período de 2023 - 2027.

Com o esforço conjunto das associações de ganadarias de Portugal, Espanha e França foi possível que não fossem aprovadas todas as medidas que visavam discriminar a raça brava de lide das restantes raças de bovinos, medidas essas propostas pelos grupos políticos europeus anti taurinos e que visavam a extinção desta raça.

Convém recordar que não existem apoios europeus para os toiros bravos mas somente às vacas aleitantes das raças portuguesas autóctones, onde se incluem as vacas da raça brava de lide.

Agradecemos o apoio recebido pela Srª Ministra da Agricultura e também da Confederação dos Agricultores de Portugal, que foi muito relevante para o bom êxito desta nossa acção.

A Direção da A.P.C.T.L.

João Santos Andrade

António Raul Brito Paes

ÊXITO TOTAL NA VACADA DOS FORCADOS AMADORES DE ARRUDA

21.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Mais de 400 pessoas marcaram presença na 1ª vacada do G.F.A. Arruda dos Vinhos e que teve lugar ontem na praça de toiros local.

Famílias completas, jovens e menos jovens, disseram sim a esta iniciativa dos Forcados de Arruda e houve diversão e algumas marradas para os mais afoitos e atrevidos, registando-se 40 candidatos nas duas voltas da mesa da tortura e que proporcionaram momentos anedóticos.

Uma tarde para criar aficion e que contou com 5 excelentes vacas da ganadaria Dias.

Fotos: António Lúcio

 

ESPECIAIS TEMPORADA 2021 - BARREIRA DE SOMBRA (6)

CAVALEIROS - O QUE ESCREVEMOS SOBRE AS ACTUAÇÕES - LUÍS ROUXINOL JR, ANTÓNIO TELLES, RUI FERNANDES

18.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

LUÍS ROUXINOL JR

Moita -16/09/21 - O quinto da noite que não fez jus ao ditado, um manso de solenidade a defender-se constantemente em tábuas e com ele o jovem Luís Rouxinol Jr assinou um triunfo de lei pois arriscou e teve argumentos para cravar quase sempre a sesgo e rematando em terrenos de muito peso e compromisso. Aguentou, ainda, uma investida intempestiva do toiro e cravou um grande ferro. Se dúvidas houvesse, estavam dissipadas. Uma grande lide, com argumentos claros e inequívocos.

Azambuja – 18/09/21 - Luís Rouxinol Jr foi autor de uma boa lide a um manso de Herds. Paulino Cunha e Silva que na saída fez alguns estranhos. Conseguiu dar-lhe a volta e deixou ferragem de muito boa nota, finalizando com um bom ferro de palmo.

 

9 Luis Rouxinol Jr.JPG

ANTÓNIO RIBEIRO TELLES

 Vila Franca de Xira – 07/05/21 -  O primeiro foi devolvido por invalidez e António Telles lidou o que seria o seu segundo, numa actuação morna e sem romper. Mas na lide ao bom toiro que estava como sobrero, um toiro bravo e que foi muito bem aproveitado nas suas investidas francas pelo cavaleiro da Torrinha que lhe deixou dois curtos de muito boa nota e que lhe valeram chamada especial aos médios.

 

Salvaterra de Magos – 09/05/21 - António Telles esteve em António Telles. Simplesmente isso. E se lidou bem o primeiro da tarde, com bons momentos também na cravagem da ferragem, foi frente ao toiro de Canas que abriu uma vez mais o livro e disse o porquê do seu estatuto de figura e mestre reconhecido por todos quantos amam o toureio de verdade, a lide precisa, a colocação do toiro e o desenho das sortes. Tudo foi feito com conta, peso e medida, dando importância ao toiro e colocando ferros de elevado nível numa actuação que foi aplaudida de pé por todos quantos esgotaram a lotação possível em Salvaterra de Magos. Foi um triunfo gordo que vai ficar gravado nos momentos estelares desta temporada.

 

Alcochete – 05/06/21 - António Ribeiro Telles teve uma grande lide frente ao que abriu praça e que começou pro dar importância ao toiro logo desde os três compridos. Foi, de novo, um compêndio de bem lidar, a dar distâncias ou a pisar mais os terrenos do toiro quando tal era exigido e a série de curtos teve momentos de muito valor com segundo, quinto e sexto a serem de elevado nível pela sua execução e consumação.

 

RUI FERNANDES

Moita – 16/09/21 -   Rui Fernandes, na sua primeira e provavelmente única actuação da temporada 2021 em Portugal, esteve em muito bom plano na lide do que abriu praça. Bregou bem e rematou como mandam as regras, deixando boa ferragem curta em sortes cambiadas e com remates com piruetas em dois dos ferros, animando o público nas bancadas. Mostrou que deveria estar em mais cartéis nesta temporada.

 

ESPECIAIS TEMPORADA 2021 - BARREIRA DE SOMBRA (5)

CAVALEIROS - O QUE ESCREVEMOS SOBRE AS ACTUAÇÕES - JOÃO R. TELLES E SALGUEIRO DA COSTA

17.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

JOÃO RIBEIRO TELLES
Campo Pequeno – 10/09/21 -
João Ribeiro Telles  não deixaria créditos por mãos alheias, com boas actuações e onde logo no primeiro mostrou as suas credenciais com dois curtos de muito boa nota; mantendo esse nível no segundo do lote com câmbios bem executados e que chegaram ao público, rematando com dois de violino e um de palmo, aquecendo as bancadas e dando volta efectiva à arena entre o clamor do público. No seu terceiro voltou a marcar pontos e com dois ferros finais com expressivas batidas ao pitón contrário que resultaram emotivas ma onde também houve um pouco de velocidade a mais. No final, como referimos foi sacado em ombros e saiu pela Porta Grande.

SALGUEIRO DA COSTA

Chamusca – 13/05/21 - João Salgueiro da Costa cumpriu com classe no seu primeiro, com alguns bons ferros curtos e boa brega. Mas seria frente ao bom quinto da tarde, um toiro codicioso e com raça, que teve os seus melhores momentos após deixar dois bons compridos. Com o toiro pronto para investir em todos os terrenos, deixou 3 bons curtos em sortes bem executadas e rematadas. Uma actuação em muito bom tom e que deixa antever coisas boas para o decurso da temporada.

 

Arruda dos Vinhos – 14/08/21 - Tarde de muito calor e triunfo forte de Salgueiro da Costa com duas lides de muito mérito e muito bom toureio, daquele que faz com que as pessoas se emocionem, com verdade, a pisar terrenos de compromisso e a dar tudo de si para assinar o triunfo da tarde. Esteve francamente bem a lidar, a colocar os toiros e a cravar ferragem de muito mérito com ferros entrando recto e reunindo justo para cravar dois curtos de excelente execução frente ao seu primeiro, um toiro que cumpriu e teve qualidade. No que foi sexto, sobrero de José Luís Pereira Dias e que teve qualidade, voltou a mostrar que podia com o toiro em todos os terrenos e deixou de novo bons ferros com destaque para o terceiro que foi excelente e com uma reunião muito ajustada, e finalizou com um bom palmito e com o público a tributar-lhe forte ovação.

Vila Franca de Xira - 30/09/21 - Grande triunfador da noite, dando a volta e com classe e raça ao seu toiro foi Salgueiro da Costa. Mexeu bem no toiro, tirou-o das crenças e a sua lide foi em crescendo, com boa de mérito e a cravagem de ferros curtos de  muito boa nota nomeadamente os três últimos em eu pisou terrenos de muito compromisso que o público soube premiar e exigira volta, real, á arena como prémio dessa grande exibição.

 

Vila Franca de Xira – 05/10/21 - Duas lides de grande intensidade, desde logo pela importância que deu aos compridos, depois pela forma como lidou e cravou a ferragem, com verdade, a pisar terrenos dos toiros e a sair limpamente das sortes. Foi assim o toureio de Salgueiro da Costa que, inclusive, executou excelente sorte de gaiola a receber o sexto da ordem. Houve boa brega, deixando o toiro colocado onde quis para cravar os ferros da forma como entendeu ser a mais idónea e chegando ao público com essa alegria, essa entrega em cada ferro e com momentos de muito valor quer no de Veiga Teixeira que foi o seu primeiro quer no de Palha que encerrou a corrida. Várias foram as vezes que o público se levantou d/as bancadas pelas entradas frontais, ferros bem cravados e rematados. No seu segundo, de Passanha, assinou outra lide muito bem estruturada e que lhe valeu os fortes aplausos do público. Triunfo de lei!

 

ESPECIAIS TEMPORADA 2021 - BARREIRA DE SOMBRA (4)

CAVALEIROS - O QUE ESCREVEMOS SOBRE AS ACTUAÇÕES - FRANCISCO PALHA

15.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Alcochete, 06/06/21 -  Mas no quinto da ordem Francisco Palha conseguiu os melhores momentos da tarde e a partir do segundo curto foi em crescendo. O terceiro em que saiu a passo para o toiro e cravou como mandam as regras, seguindo-se um outro curto de boa nota em viagem recta e o quinto, em tudo igual ao terceiro foram fortemente aplaudidos pela qualidade e impacto que tiveram.

Campo Pequeno – 05/08/21 - O momento mais empolgante e vibrante da noite foi protagonizado por Francisco Palha ao receber o seu primeiro numa ajustada e arriscada sorte de gaiola em que quase não se quarteou para cravar, numa sorte emocionante e superiormente rematada. Acertou nas distâncias e a série de 4 curtos foi de muito boa nota, cravando com classe e o público chamou-o uma segunda vez á arena para o ovacionar. Repetiu a sorte de gaiola no segundo, bem executada mas sem o impacto da primeira. Mais uma lide de bom gosto bregando bem e  cravando bons ferros curtos que o público aplaudiu.

Caldas da Rainha – 15/08/21 - Francisco Palha esteve em grande plano no seu primeiro que recebeu com emotiva sorte de gaiola bem rematada  e na ferragem curta teve o mérito maior de aguentar as investidas de largo do bravo toiro – chamada do ganadeiro à arena – rematando as sortes e com o 4º curto a ser o melhor com batida ao pitón contrário e reunião bem ajustada. Ao iniciar a lide do seu segundo, de António Raúl Brito Paes, que teve classe, nobreza e suavidade, voltou a abrir com um excelente ferro em sorte de gaiola e uma série de 6 curtos com sortes bem desenhadas, bom critério na escolha dos terrenos e a chegar forte ao público.

 

ESPECIAIS TEMPORADA 2021 - BARREIRA DE SOMBRA (4)

CAVALEIROS - O QUE ESCREVEMOS SOBRE AS ACTUAÇÕES - LUÍS ROUXINOL

15.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

A praça de Alcochete foi talismã para Luís Rouxinol e aí assistimos a duas das suas grandes actuações. Nas nossas crónicas escrevemos:

Alcochete, 05/06/21 -  Em segundo lugar actuou Luís Rouxinol que rubricou uma grande lide a um toiro que melhorou ao longo da sua passagem pela arena. O terceiro curto foi de muito boa nota e na série de curtos, onde bregou com critério, teve um terceiro ferro de excelente execução com entrada ao pitón contrário e reunião muito justa. No quinto da ordem, que se adiantava de início, teve de porfiar para se impor. Foi uma actuação de bom nível, com critério, com remates de elevado valor e rematando com um par de bandarilhas e um palmito. Deu importância ao toiro, lidou primorosamente.

Alcochete – 08/08/21 - Luís Rouxinol cumpria o seu 53º aniversário e foi brindado pela Banda de Alcochete com o “parabéns a você” mal entrou na arena. Brindou a lide a seus pais e esteve bem na lide do de Vale Sorraia que recebeu com um bom comprido em sorte de gaiola. Lidou bem e cravou 4 bons curtos para rematar com um bom palmito. Mas seria frente ao bravo de Passanha que atingiu os melhores momentos da tarde e saiu como triunfador entre os seus pares. Recebeu bem o toiro, dobrando-se com ele e deixando dois bons compridos rematados em curto. Na série de curtos voltou a bregar bem e a deixar bons ferros para finalizar com um bom par a duas mãos e com o toiro nos médios.

 

ESPECIAIS TEMPORADA 2021 - BARREIRA DE SOMBRA (3)

OS GRUPOS DE FORCADOS AMADORES QUE VIMOS EM 2021

13.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Grupos de Forcados Amadores

Vinte e cinco Grupos de Forcados pegaram os toiros lidados nos 42 espectáculos que presenciamos:

GRUPO DE FORCADOS

CORRIDAS

TOIROS

Vila Franca

7

24

Alcochete

5

16

Azambuja

7

15

Aposento da Moita

3

13

Lisboa

4

12

Montemor

4

12

Caldas da Rainha

3

11

Coruche

3

9

Santarém

3

9

Arruda dos Vinhos

4

8

Arronches

3

6

Chamusca

3

6

Moita

2

6

Ribatejo

2

5

Alenquer

2

4

Monforte

2

4

Aposento da Chamusca

2

3

ABV Alcochete

1

3

Beja

1

3

Académicos de Coimbra

1

2

Cartaxo

1

2

Cascais

1

2

Portalegre

1

2

Redondo

1

2

Vila Franca, Alcochete e Azambuja ocuparam os 3 primeiros lugares nesta nossa classificação, no primeiro e no terceiro caso por força do elevado número de actuações nas praças das suas terras, havendo a somar ainda mais uma actuação aos de Azambuja no festival de 7 de Novembro e que não havíamos contabilizado quando iniciámos esta nossa análise.

Nesta temporada, segunda da pandemia, nem todos os Grupos de Forcados mostraram uma rodagem e uma consistência nas ajudas e nos forcados de cara que justificassem grandes destaques. Contudo, houve uma série de corridas em que as actuações do ou dos grupos em praça mereceram o nosso destaque. De todas as pegas que vi executar, quiçá a de David Solo, dos Amadores da Moita, na corrida de 14 de Setembro na Daniel do Nascimento tenha sido a melhor das muitas que foram executadas.

TRIUNFADORES 2021 DA TERTÚLIA FESTA BRAVA

13.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

A entrega dos Troféus terá lugar no próximo dia 26 de Novembro, como previsto, no decurso de um jantar de homenagem aos triunfadores, no Restaurante Oficina  dos Sabores em Aveiras de Cima. 

As inscrições, estão desde já abertas e deverão ser realizadas até ao próximo dia 22 para o contacto mencionados no cartaz.

O valor do jantar é de €28 p/p.

Contamos com a vossa adesão e divulgação, já que desejamos que esta Festa dignifique a Tauromaquia Portuguesa,  honre os seus triunfadores, a tauromaquia e a Tertúlia, andreneste ano em que celebramos o nosso 75° aniversario. 

255518565_434852844872542_4923114185843516123_n (2

 

DIA DE SÃO MARTINHO É NA GOLEGÃ

13.11.21 | António Lúcio / Barreira de Sombra

11 de novembro é a data em que se comemora o São Martinho na Golegã, capital do cavalo. como habitualmente, deslocámo-nos até à Golegã e mostramos um pouco do que vimos.

 

Pág. 1/2