Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

TOROS TV.pngAs horas indicadas são as de Espanha, mais uma hora do que em Portugal

FEIRA DE NUESTRA SEÑORA DE SAN LORENZO (Valladolid)

Miércoles 5 de Setembro, 18.00h: Toiros de El Pilar e Moisés Fraile para Juan Bautista, Emilio de Justo e López Simón.

 

FEIRA DO ARROZ (Arlés, Francia)

Sábado 8 de Setembro, 19.00h -Corrida goyesca-: Toiros de Victoriano del Río para Juan Bautista, Sebastián Castella e José María Manzanares.

 

FEIRA DE ALBACETE

Miércoles 12 de Setembro, 18.00h: Toiros de Torrealta para Antonio Ferrera, David Fandila 'El Fandi' e Rubén Pinar.

 

Jueves 13 de Setembro, 18.00h: Toiros de Daniel Ruiz para Enrique Ponce, Julián López 'El Juli' e Roca Rey.

 

Viernes 14 de Setembro, 18.00h: Toiros de Alcurrucén para Paco Ureña, Ginés Marín e Álvaro Lorenzo.

 

FEIRA DA VINDIMA (Nimes, Francia)

Domingo 16 de Setembro, 17.30h: Toiros de Victorino Martín para Octavio Chacón, Emilio de Justo e Pepe Moral.

Federação Portuguesa de Tauromaquia considera que o PAN está a colocar-se “no limite da Democracia”

e manifesta-se incrédula com a sua posição ambígua.

  

Lisboa, 29 de agosto de 2018 – "Que fique muito claro que o PAN não apoia, estimula nem organiza eventos desta natureza. Mas também não os condenamos. O facto de se tratar de uma ação ilegal não nos leva a condená-la", disse o deputado do PAN, André Silva, acerca da invasão ilegal que ativistas fizeram há dias na praça de toiros de Albufeira.

 

Eleito pelo povo para a Assembleia da República, o parlamentar não critica assim a iniciativa e cauciona a sua concretização. Ora a PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia denuncia o PAN e manifesta a sua incredulidade com tal posição. E condena o facto de o PAN se colocar acima dos limites da Lei portuguesa. “Um partido com assento na Assembleia da República e com representação reconhecida não pode compactuar com a ilegalidade, nem demonstrar uma posição ambígua e conivente com o que se passou. Não apoia ações provocatórias deste género, mas também não condena. Em que ficamos?”, destaca Hélder Milheiro, secretário-geral da PróToiro.

 

André Silva afirmou claramente que o partido não condena a invasão, apesar de reconhecer que se trata de uma ação ilegal, justificando esta incongruência com o argumento de que “se tratou de uma ação pacífica, não violenta” e defendendo que qualquer ação, no âmbito do ativismo e da política é admissível se não houver violência, mesmo que seja considerada ilegal.

 

A esta realidade acresce o facto, já denunciado pela ProTóiro, de que um dos ativistas do Vegan Strike Group, responsável pela invasão da praça de Albufeira, foi além de militante do PAN candidato à Câmara Municipal da Moita nas últimas eleições autárquicas, pelo mesmo partido. “É bizarro e absurdo que qualquer partido se coloque no limite da democracia e defenda que a legalidade não é fio condutor da conduta social. Estamos a falar de um crime: a invasão da arena durante a corrida não se insere no direito à manifestação, mas sim no atentado contra a segurança e direitos de quem estava a assistir”, considera Hélder Milheiro.

 

Sobre as alegadas agressões aos manifestantes após a invasão da arena, que já estarão a ser investigadas, a Federação Portuguesa de Tauromaquia recorda que, logo após estalar a polémica, lamentou qualquer excesso que tenha acontecido, tendo dito que, a existirem quaisquer agressões, há que lamentar e reprovar.

 

060918 - Campo Pequeno.jpg“Vinte Anos Depois” …  Podia ser o título imortalizado por Alexandre Dumas na continuação da saga de “Os três Mosqueteiros” (que afinal eram 4: D’Artagnan, Athos, Porthos e Aramis) mas não é, apesar de a história que João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza e Rui Fernandes escreveram ao longo dos últimos vinte anos ser, toda ela, uma saga no mundo do toureio a cavalo.

 

A saga começa com João Moura que, aos 16 anos de idade, impôs o seu conceito de toureio a cavalo e deslumbrou Las Ventas e o mundo aficionado. Foi a 27 de Maio de 1976 e, daí em diante o toureio a cavalo jamais seria o mesmo. Moura revolucionou, criou escola e, no advento da globalização económica, introduziu a globalização no toureio a cavalo. Consequência: toureio a cavalo de escola portuguesa e rejoneio aproximam-se e, hoje em dia, tendem a fundir-se e a confundir-se.

 

A influência de João Moura na evolução do toureio a cavalo é um facto indiscutível e determinante. Dos seus imensos seguidores, Pablo Hermoso de Mendoza alcançou, tal como Moura, o estatuto de primeira figura mundial.

 

Há vinte anos despontava o jovem Rui Fernandes, igualmente cavaleiro de inspiração “Mourista” e um daqueles que mais fielmente interpreta esse conceito de toureio equestre. Vinte anos depois da alternativa que lhe foi concedida no Campo Pequeno, por João Moura, com o testemunho de Pablo Hermoso de Mendoza reúnem-se de novo para, frente a toiros da divisa António Charrua, celebrarem vinte anos de carreia de Rui Fernandes, uma das mais brilhantes da nossa história tauromáquica recente.

 

Data: 6 de Setembro; local: Lisboa, Praça de Toiros do Campo Pequeno; Hora: 21h45.

 

O cartel desta corrida completa-se com a actuação dos grupos de forcados Amadores de Évora e Amadores de Alcochete, capitaneados respectivamente por João Pedro Oliveira e Nuno Santana.

Em Juan José Padilla concentram-se, como em poucos toureiros, a glória e a tragédia.

 

Símbolo de arte, raça, querer e superação, Padilla entendeu retirar-se esta temporada das arenas e quis incluir o Campo Pequeno na sua rota de despedida. Desta forma pretende homenagear os aficionados portugueses, que, sempre, tão calorosamente o receberam nesta praça.

 

Completam o cartel dois dos cavaleiros triunfadores nesta temporada no Campo Pequeno: João Moura Caetano e Duarte Pinto. Lidam-se, a cavalo, quatro toiros de Mário e Herds. M. Vinhas, que serão pegados pelos grupos de forcados de Santarém e Montemor, e dois toiros da ganadaria Varela Crujo, Herds., para o matador J. J. Padilla.

Cartaz 20 Setembro.jpg

 

40317198_2183561711655231_1953806908150251520_o.jpgVillanueva del Fresno

Sexta-Feira, 24 de agosto 9 da noite
Toiros de Herdeiros de Bernardino Píriz para Ana Rita 2 orelhas, Andrés Romero 2 orelhas. 

 

Cogollos de Guadix
Sábado 25 de agosto 7 da tarde
Novilhos da ganaderia “Los Palácios” para Ana Rita 3 orelhas e rabo, e Pencho Solano 3 orelhas e rabo. 

 

Fermoselle
Domingo 26 de agosto 7 da tarde
Novilhos/Toiros da ganadaria “El vellorino" para Ana Rita 4 orelhas e rabo e Emilio Gamero 4 orelhas e rabo.

 

Tomelloso

Terça-feira 28 de agosto 7 da tarde

Toiros de Montalvo para Martín Burgos, 4 orelhas, João Moura jr, 1 orelha e Ana Rita, 4 orelhas.

Vila Franca de Xira, Dia 30 de Setembro de 2018 (1).jpg

 

A Centenária Praça de Toiros Palha Blanco tem o prazer de anunciar a Corrida Comemorativa do 117º Aniversário deste mítico palco e a Feira de Outubro 2018 que contempla duas Corridas de Toiros, uma novilhada e a Grande Final do Concurso de Recortadores.

 

Uma Corrida de Aniversário no dia 30 de Setembro onde se comemora o 117º Aniversario da Centenária Palha Blanco que prima pelo regresso das Corridas históricas mistas e onde a competição entre os intervenientes que competem entre si pela melhor lide e melhor pega é o grande destaque.

 

Uma Feira que integra as figuras emergentes pela performance que atingiram durante a temporada numa Corrida Concurso de Ganadarias onde de destaca a escolha das ganadarias pelos exemplares que sairão a Praça da Palha Blanco e o regresso de Francisco Palha após o grande triunfo da passada corrida do Colete Encarnado.

 

E a célebre terça feira noturna na Corrida sonhada, onde num extraordinário e competitivo mano-a-mano se defrontam o Maestro António Ribeiro Telles, a grande figura da Palha Blanco, com a maior Figura Mundial, Diego Ventura, numa noite de mudança de cabo dos forcados Amadores de Vila Franca de Xira.

 

Apresentamos de seguida as combinações:

 

Vila Franca de Xira, Feira de Outubro de 2018.jpgDia 30 de Setembro (domingo) - 17:00 - Corrida do 117º Aniversário da Centenária Praça de Toiros Palha Blanco

 

Ganadarias: 4 Toiros da Ganadaria Ribeiro Telles (lide a cavalo) e 4 Toiros da Ganadaria Falé Filipe (lide a pé)

Cavaleiros: João Moura jr e João Telles jr

Matadores: António João Ferreira e Nuno Casquinha

Forcados: Amadores de Santarém e Vila Franca de Xira

 

Dia 5 de Outubro (Feriado Nacional) – 17:00 - Novilhada Popular

 

Ganadaria: Mata-o-Demo

Cavaleiros Praticantes: Mara Pimenta e Ricardo Cravidão

Novilheiros Praticantes: Jesus Rivero (Escola Taurina de San Fernando - Cádiz), João d'Alva (Escola José Falcão - Vila Franca de Xira), Álvaro Burdiel (Escola Taurina de Madrid) e Joan Marín (Escola Taurina de Valência)

Forcados: Amadores de Vila Franca de Xira

 

Dia 7 de Outubro (domingo) – 17:00 - Corrida Concurso de Ganadarias

 

Ganadarias: Veiga Teixeira, Dr. António Silva, Passanha, São Torcato, Higino Soveral e Silva Herculano

Cavaleiros: Manuel Telles Bastos, Francisco Palha e Luís Rouxinol jr

Forcados: Amadores do Ribatejo, Aposento do Barrete Verde de Alcochete e Ramo Grande (Açores).

 

Dia 9 de Outubro - Célebre Terça Feira Noturna – 22:00 - Corrida de Mudança de Cabo dos Amadores de Vila Franca de Xira

 

Ganadarias: Palha, Prudêncio e Cortes Moura. Cada Cavaleiro lidará um exemplar de cada Ganadaria

Cavaleiros: António Palha Ribeiro Telles e Diego Ventura

Forcados: Amadores de Vila Franca de Xira 

 

As reservas estão já disponíveis pelo telefone 913 325 158 e a Bilheteira oficial situada na  Tertúlia o Estoque junto ao mercado Municipal de Vila Franca de Xira abrirá na próxima segunda feira, dia 3 de Setembro do horário das 15 as 19 horas.

“Grande Corrida” na TV vista por quase dois milhões de portugueses

 

  • Grande Corrida do 25º Aniversário TVI faz subir o share médio do canal de Queluz em cerca de 4%;

 

  • A audiência da corrida foi superior entre as mulheres, 53% do público, e o Alentejo regista o melhor resultado, 48,3% de share.

 

Lisboa, 27 de agosto de 2018 - O espectáculo tauromáquico voltou à TVI na passada sexta-feira, dia 24 de agosto e revelou-se mais um sucesso de audiências. A Grande Corrida do 25.º Aniversário TVI foi líder de audiências ao longo de quase toda a transmissão, com 1 milhão e 800 mil portugueses a sintonizar o canal de Queluz durante a tourada.

 

Dos quase dois milhões de portugueses, que viram a corrida dos 25 anos TVI, 600 mil viram-na do início até ao fim. Relativamente a esta transmissão, é ainda de destacar que audiência da corrida foi superior entre as mulheres, que representaram 53,6% do público.

 

A Grande Corrida do 25.º Aniversário TVI teve o seu melhor resultado no Alentejo, com 13,2% de audiência média e 48,3% de share. Isto significa que a corrida de touros transmitida permitiu à TVI aumentar o share médio habitual neste horário em cerca de 4%. A transmissão, que decorreu entre as 22h39 e as 00h45, teve uma audiência média de 6,1% e 24,3% de share. A título de exemplo, no mesmo período da semana passada, a TVI não conseguiu ir além dos 16,9% de share, sendo que ao longo do presente ano, o valor médio de share foi de 20,7%, segundo dados da GfK/CAEM.

 

"Uma vez mais os resultados provam a adesão massiva dos portugueses às touradas, elegendo-as como o espectáculo cultural da sua preferência. A aposta da TVI nas touradas resultou num enorme sucesso com elevados ganhos para o canal, pois as touradas lideram audiências e são um produto fundamental em qualquer canal. A aposta nas touradas é um sucesso garantido para quem quer ter audiências", comenta o secretário-geral da ProToiro, Hélder Milheiro, a propósito dos resultados de audiência impressionantes que a tauromaquia regista na televisão. 

 

Já no ano passado a TVI se tinha destacado da concorrência com a transmissão da corrida dos 125 anos do Campo Pequeno, que liderou audiências e entrou diretamente para o top dos programas mais vistos na televisão portuguesa naquele dia.   

 

A quarta e última transmissão televisiva de touradas em 2018 vai acontecer já dia 11 de Outubro. A Corrida de Gala à Antiga Portuguesa, que terá lugar no Campo Pequeno, pelas 21h45, terá transmissão em direto na RTP.

João D'Alva, classificou-se para a semifinal do Certame DESTINO LA GLORIETA, participaram nas eliminatórias 48 novilheiros sem picadores, foram selecionados 32 para 8 novilhadas de 4, o João D'Alva, cortou as duas orelhas ao novilho de Lopez Chávez em Guijuelo(Salamanca) e ficou entre os seis triunfadores.

A semifinal é no dia 8 de Setembro na praça de touros La GLORIETA de Salamanca, sendo a final no dia 10, com os três melhores.

20180826_190224.jpg

 

Pág. 1/8