Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

sem título-54.jpgPraça de Toiros "Manuel dos Santos" - Caldas da Rainha - 28/07/18

Director: Francisco Calado - Veterinário: Jorge M. Silva - Lotação: cheia

Cavaleiros: João Moura, António Telles, Luís Rouxinol, Miguel Moura, Luís Rouxinol Jr, António Telles filho

Forcados: Lisboa, Moura, Caldas da Rainha

Ganadarias: Fernandes de Castro e Prudêncio (6o.)

 

FINAL APOTEÓTICO EM CALDAS DA RAINHA

Foi em apoteose que terminou a corrida de toiros que ontem teve lugar em Caldas da Rainha. Um ambiente extraordinário durante todo o espectáculo, com praça cheia e homenagens a João Moura e o Caldas Sport Clube e que teve como epílogo uma volta à arena de todos os toureiros, forcados, bandarilheiros, ganadeiros e empresário, com o público de pé a aplaudir e os artistas a agradecerem essa manifestação em defesa da nossa cultura, da liberdade e da tauromaquia. Um momento singular, único e que encerrou uma grande noite de toiros.

 

Com praça cheia de um público entusiasta e participativo, a corrida começou com uma homenagem a João Moura pelos seus 40 anos de alternativa e ao Caldas Sport Clube pelo seu feito histórico na Taça de Portugal.

 

João Moura lidou à João Moura, com boa brega e rematando as sortes como mandam as regras e conseguindo bons ferros curtos para rematar com 2 de palmo que o público aplaudiu.

 

António Telles esteve em bom plano no seu estilo clássico, com boas escolhas de terrenos e dando importância ao toiro. Bons ferros, com destaque para segundo e quarto em sortes frontais em que pisou terrenos de compromisso, saindo em plano de triunfo.

 

Luís Rouxinol não perde nem a feijões e esse seu espírito combativo levou-o a, uma vez mais, pisar terrenos de compromisso, a cravar bons ferros, a bons remates e a finalizar a sua actuação com um bom par de bandarilhas e um de palmo. Grande actuação também para Rouxinol.

 

Na segunda parte os mais novos das 3 dinastias fizeram-se credores do reconhecimento do público. Miguel Moura entendeu-se bem com o quarto da noite. Abriu com um excelente comprido em sorte de gaiola e deixou bons ferros curtos, mostrando-se também na brega e nos remates dentro do estilo criado por seu pai.

 

Luís Rouxinol Jr está num momento extraordinário e mostra que pode com os toiros. Boa prestação nas Caldas da Rainha, em crescendo. Um terceiro curto de muito nota. E uma série de bons curtos rematada com um excelente par de bandarilhas marcaram uma exibição de triunfo.

 

Para encerrar a corrida o amador António Telles filho que, também ele, marcou pontos nesta corrida lidando bem um excelente novilho de Prudêncio. Não esteve tão afortunado nos compridos mas esteve bastante bem nos curtos, alguns de boa nota.

 

Triunfaram os três Grupos de Forcados Amadores com belas pegas de caras, todas ao primeiro intento e com as do 3º e 5º toiros a serem, em nosso entender, as melhores e de maior impacto da noite. Os Amadores de Lisboa abriram praça com uma boa pega de Pedro Gil e no 4º da noite com João Varanda também muito bem. Os Amadores de Moura tiveram na cara dos toiros os forcados Cláudio Pereira numa dura pega à 1ª e Gonçalo Borges numa pega rija e onde suportou fortes derrotes e o com o toiro a fugir ao grupo mostrando um grande par de braços. Pelos Amadores de Caldas Rainha foi para a cara do 3º toiro Lourenço Palha que também se fechou com raça e aguentou os fortes derrotes do toiro. Encerrou praça Francisco Esteves com uma boa pega.

 

Os toiros de Fernandes de Castro cumpriram no geral e trouxeram emoção ao espectáculo. O ganadeiro deu volta á arena após a lide do 5º.

 

O espectáculo foi dirigido por Francisco Calado assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

Crónica de António Lúcio

Fotos: Mónica Mendes/Porta dos Sustos