Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Nota à comunicação social sobre o fim das Touradas na Póvoa de Varzim

10.07.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

O Movimento contra o fim das touradas na Póvoa de Varzim enviou a seguinte comunicação após conhecer-se no edital que a Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim vai reunir no dia , amanhã, e votar sobre o fim das touradas em todo o concelho poveiro.

“Qual a pressa que leva a que a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim tenha pedido ao Senhor Presidente da Assembleia Municipal para incluir no meio dos muito pontos da reunião da Assembleia, marcada e anunciada já para o dia 12 de Julho, isto é, daqui a três dias, e só agora publicamente anunciada, que “Ponto 6” - ‘Apreciação e votação de proposta de interdição da realização, na área do Município da Póvoa de Varzim, de corridas de touros ou outros espectáculos que envolvam violência sobre animais’, seja já ali tomada?

Depois de confiar nas declarações públicas dos responsáveis autárquicos da cidade da Póvoa de Varzim, que em Outubro passado diziam que ‘as obras a realizar na Praça de Touros, em nada afectariam a continuação de futuras corridas de touros’, é legitimo que o Movimento a favor da Festa dos Toiros na Póvoa de Varzim, composto por pessoas, aficionados e amigos, da tauromaquia, Poveiros e não só, se
interrogue publicamente sobre o que leva a esta pressa, sem discussão pública, sem qualquer séria fundamentação social, sem respeito pela memória, tradição e história da Póvoa.

Abstemo-nos de qualificar politicamente a medida, mas convirá por certo lembrar que este nunca foi tema ou mereceu qualquer menção, quer no Programa, que nas promessas verbais, apresentadas aos Poveiros pelo partido vencedor, na recente campanha eleitoral autárquica. Aliás, se tal fosse com verdade prometido, ou anunciado, por certo que os resultados eleitorais não teriam sido os que foram, pois estavam em causa Valores e Memórias e, não seria pelo voto que os Poveiros, gente com respeito pela Tradição, e gosto pela Cultura, Arte e Estética, sem mais, as renegariam. No baú da história dos usos e costumes poveiros, os 70 anos, tantos os que completa e comemora a Praça de Touros da Póvoa de Varzim, merece outra celebração e o destino que lhe querem dar.

O Movimento a favor da Festa dos Toiros na Póvoa de Varzim, livre, vai continuar, com serenidade, mas com firmeza, a acompanhar o evoluir da concretização da situação, tanto mais, agora que até no Parlamento da República, por expressiva maioria dos deputados, se votou a favor da Tradição e respeito pelas as fortes raízes nos usos e costumes dos Portugueses, onde os Poveiros, com orgulho, se incluem.

Vamos estar presentes na noite do próximo dia 12 da sessão da Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim.  Como Cidadãos de Direito, sem qualquer sinal exterior de marca. Somos gente responsável, ordeira e civilizada. E porque assim somos, queremos ser testemunhas daqueles que discutirão e votarão esta Proposta de afronta ao Direito ao Constitucional.

Estaremos lá na Assembleia, e convidamos todos aqueles que com o seu incentivo nos têm acompanhado e apoiado, a também estarem presentes, nomeadamente os Clubes que de algum modo têm estado ligados ao gosto pela Festa dos Toiros.”

povoa varzim edita1l.jpg

 

Após triunfo no Parlamento, os valores da democracia e tolerância voltam a derrotar proposta antitaurina do PAN

10.07.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Lisboa, 10 de julho de 2018 – A PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia assinala com satisfação o resultado da votação na Assembleia Municipal de Lisboa, que reprovou a recomendação de acabar com as touradas na capital do País, proposta apresentada pelo partido das Proibições, das políticas Anti e Não respeitadoras da diversidade social e cultural.

A recomendação foi chumbada esta terça-feira (dia 10) pelos partidos CDS, PSD, PS, PCP e PPM, num total de 45 votos contra e apenas 25 a favor.

Esta é a segunda vitória da Tauromaquia, em apenas cinco dias, sobre projetos proibicionistas que se suportam numa visão distorcida e alterada da verdade. A primeira foi obtida com os votos dos deputados dos partidos de Abril (PS, PCP, PSD e CDS-PP) que chumbaram o Projeto de Lei do PAN que pretendia acabar com a tourada em Portugal. Trata-se inclusive de um desrespeito à própria Constituição da República Portuguesa, uma vez que nenhum órgão do Estado, central ou local, pode proibir o acesso à cultura.

Com estes resultados, quer na Assembleia da República, quer na Assembleia Municipal de Lisboa, a PróToiro reitera o compromisso de defender e promover os valores da cultura e da liberdade, denunciando todas as ações que visem comprometer a legitimidade e respeito por este setor cultural e económico tão importante para o País.

OS TOIROS DE OLIVEIRAS, IRMÃOS PARA A XXX CORRIDA DE TOIROS EM SÃO CRISTÓVÃO

10.07.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

No próximo sábado, dia 14 de Julho pelas 22:00 horas, a localidade de São Cristóvão recebe a sua tradicional corrida de toiros integrada nas festas em honra de São Cristóvão e São Sebastião.

 

A corrida que marca a comemoração do 30º aniversário da primeira corrida aí realizada, contará com um cartel de enorme categoria – presença dos cavaleiros Luis Rouxinol – pai e filho-, bem como o amador António Ribeiro Telles – filho -, que repete nesta localidade após a magistral atuação aí alcançada na temporada passada -, que se enfrentam as quatro toiros da emblemática ganadaria de Oliveiras, Irmãos e um novilho de Prudêncio.

 

As pegas estarão a cargo dos amadores de Montemor e Évora.

 

De seguida apresentamos as imagens dos toiros a lidar nesta noite.

 

 

Fotos: Florindo Piteira

Academia de Toureio do Campo Pequeno na ganadaria de Gregório Oliveira

10.07.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

No passado dia 1 de Julho o Ganadero Gregório Oliveira recebeu, na Herdade da Comenda do Coelho (Montemor-o-Novo), a Academia de Toureio do Campo Pequeno.

 

A arte e simpatia de bem receber conjugaram-se com a simplicidade e fineza no trato, numa simbiose que foi determinante para o magnífico dia de campo que, alunos, professores (Matador de Toiros Antonio João Ferreira e Bandarilheiro Américo Manadas) e familiares puderam desfrutar.

 

Foi uma “jornada campera” em que as componentes didáctica e lúdica estiveram lado-a-lado, permitindo um franco convívio. Os alunos da Academia de Toureio do Campo Pequeno demonstraram os progressos alcançados, perante a grande qualidade das bezerras disponibilizadas pelo ganadero.

 

A cavalo exibiu-se o João Gregório, neto do ganadero.

 

Foi um agradável dia de campo, só possível pela disponibilidade do ganadero e sua família, a quem a academia e a empresa do Campo Pequeno expressam o seu agradecimento.