Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

A MINHA OPINIÃO SOBRE A APRESENTADA TEMPORADA 2018 NO CAMPO PEQUENO

10.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

IMG_2388.JPGConcorridíssima foi a apresentação dos cartéis da temporada lisboeta deste 2018, não apenas por parte da esmagadora maioria dos artistas e ganadeiros contratados, como de comunicação social e abonados, importa fazer uma análise sobre o que ali foi dito e apresentado quanto a cartéis, presenças e ausências.

  1. O discurso da Drª Paula Resende

 

O discurso da Drª. Paula Resende foi cativante. Destacou 3 grandes áreas como as que motivaram a preparação desta temporada e a forma como abordou cada uma destas 3 áreas/temáticas foi interessante. A arte do toureio aliada á emoção, emoções fortes e que estas não faltarão em 2018 numa temporada tourista e de arte.

A comemoração dos 40 anos de alternativa de João Moura, figura que revolucionou o toureio a cavalo e cuja corrida de comemoração da efeméride era um grande desejo da administração do Campo Pequeno. Depois, a forma como se referiu à figura do Forcado, como símbolo e identidade da corrida à portuguesa. Por essa importância terão o devido realce na temporada do Campo Pequeno com a presença inédita nestes 12 anos de 25 Grupos de Forcados já contratados.

Um bom discurso que serviu de aperitivo à apresentação de imagens da temporada de 2017 e de algumas corridas de toiros, alguns curros, para 2018 e que foram apresentados aos presentes logo a seguir à intervenção da administradora do Campo Pequeno.

 

  1. Temporada bem estruturada e com equilíbrio

Esta 12ª temporada após a reinauguração será, quiçá, a mais bem estruturada e equilibrada entre veterania e juventude, ganadarias duras e que prometem emoção e toureiros de arte, entre toureio a pé e toureio cavalo, com várias figuras de peso durante a temporada.

7 corridas à portuguesa, 3 mistas, 1 novilhada e mais duas em aberto. Com cavaleiros veteranos e de valor, com as presenças, de novo, de toureiros como Pablo Hermoso de Mendoza, de António Telles, João Moura, Rui Salvador, Luís Rouxinol., Sónia Matias, Ana Batista, Rui Fernandes. Ou os mais novos Mouras, Moura Caetano, João Telles Jr, Filipe Gonçalves, Francisco Palha, entre outros.

Há garantia de competição e isso é importante para o futuro da festa brava.

  1. O toiro-toiro como base

Anuncia-se um conjunto de ganadarias que não costumam dar facilidades aos toureiros, o que aumenta o interesse e tornará mais importantes os triunfos. Este ano o Campo Pequeno já garantiu curros de ganadarias como António Silva, Ribeiro Telles, Manuel Coimbra, Romão Tenório, Veiga Teixeira, Paulo Caetano, Pinto Barreiros, São Torcato, Vale Sorraia, Murteira Grave, Charrua, Vinhas e Passanha. Serão lidados ainda 7 novilhos de outras tantas ganadarias e que ainda não foram indicados.

Para o toureio a pé não haverá ganadarias espanholas., Lidar-se-ão reses de Paulo Caetano por Morante e Manzanares, de São Torcato por António João Ferreira e Nuno Casquinha, e Torre de Onofre por João Augusto Moura. Resta saber se alguns dos Murteira Grave serão lidados também a pé.

Pelo que se viu em vídeo alguns dos toiros escolhidos são de primeiríssima categoria pela sua presença e trapio.  Esperamos que invistam com qualidade.

  1. As comemorações das alternativas de João Moura (40 anos) e de Rui Fernandes (20 anos)

Prometem ser dois pontos altos da temporada não apenas pelo passado de João Moura e pelo cartel que nessa noite se apresentará na arena lisboeta, mas também pela forma como Rui Fernandes se apresenta nesta temporada em que comemora 20 anos de alternativa e com o mesmo cartel dessa efeméride. Dois momentos que se espera sejam para mais tarde recordar.

  1. O toureio a pé na sua máxima expressão

Sem desprimor para os restantes toureiros contratados, a verdade é que a presença de Morante de la Puebla e de José Maria Manzanares na 1ª corrida de Julho, poderá permitir um grande êxito para o toureio a pé e ser uma daas datas do ano taurino lieboeta. Estas duas grandes figuras do toureio a pé espanholas irão lidar toiros de Paulo Caetano, sinal de confiança na ganadaria portuguesa. E também um sinal de respeito para com a afición portuguesa.

Diz-se também que Juan José Padilla poderá actuar a 23/24 de Agosto ou em Setembro numa corrida mista que serviria para a despedida do matador jerezano da afición lisboeta.

Quanto aos portugueses, António João Ferreira vê-se anunciado depois de a corrida do ano passado ter sido anulada e não ter podido cumprir esse compromisso em Lisboa. Nuno Casquinha virá a Lisboa depois dos triunfos no Perú e do ano passado em Vila Franca. Um prémio à sua luta fora de portas.

  1. Os melhores do toureio a cavalo. Faltam Ventura, Marcos Bastinhas e Rouxinol Jr

No que ao toureio a cavalo se refere estão também os melhores dos melhores, as dinastias Moura e Telles, Pablo Hermoso de Mendoza (com 2 actuações agendadas) e outros que já referimos atrás no ponto2.

Continua a faltar a presença de Diego Ventura, sendo que Rui Bento de forma clara e sucinta explicou as razões da sua ausência. É um toureiro importante e que seria importante tê-lo numa temporada deste timbre. Faltam também cavaleiros que justificam a sua presença em Lisboa: Marcos Bastinhas,  Rouxinol Jr por exemplo e que esperamos entrem numa das corridas cujos cartéis ainda não estão rematadas.

  1. 25 Grupos de Forcados: um prémio á afición dos jovens forcados e dos Grupos consagrados

Pela 1ª vez nestes 12 anos após a reinauguração anunciam-se 25 Grupos de Forcados na temporada lisboeta, sinal da importância e do relevo dado a esta vertente da tauromaquia. Os Grupos mais jovens ao lado dos mis veteranos numa competição que se antevê de bastante saudável.

Os mais consagrados nas corridas de maior peso, mais importantes, da temporada. Os mais novos na busca de oportunidade para repetirem e pegando corridas duras.

Esta aposta da empresa do Campo Pequeno é, também ela, uma boa jogada de marketing, sabendo-se que alguns Grupos levam consigo bastante gente das suas terras e que contam com o apoio das estruturas autárquicas para garantir a deslocação  o público desde essas localidades até Lisboa.

  1. Abertura a possíveis candidatos a um lugar ao sol na corrida extra-abono

Num tempo em que as oportunidades não são tantas quantas alguns desejam e merecem, a realização de uma corrida extra-abono com toureiros que ainda não pisaram a arena de Lisboa, ou outros que há bastante tempo lá não toureiam, dá-lhes a oportunidade de, em caso de triunfo, poderem ocupar um lugar nalguma das outras corridas. Uns aceitaram o desafio, outros não.

A ganadaria promete não dar facilidades – Veiga Teixeira - mas um triunfo terá outra importância.

A competição entre cavaleiros e Grupos de Forcados promete.

  1. Uma temporada para aficionados

Tendo por base o toiro-toiro e alguns toureiros artistas de fino quilate, esta parece ser uma temporada definida para o aficionado que poderá encontrar arte e emoção nos espectáculos anunciados.

Poderá ver toiros de ganadarias mais duras e outros mais condizentes para o toureio a pé, mais suaves quiçá, mas com a presença e o trapio que o Campo Pequeno exige.

Cavaleiros, matadores e forcados em forte competição poderão dar uma dinâmica diferente e deveras interessante ao abono lisboeta. E  a ganhar ficará sempre a festa brava.

Uma boa temporada de 2018 em Lisboa para todos são os nossos votos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ABONO CAMPO PEQUENO - 11 CORRIDAS E UMA NOVILHADA E DESCONTOS SUBSTANCIAIS NO ABONO DO CAMPO PEQUENO

09.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

O Abono de 2018, no Campo Pequeno, terá 11 corridas e uma novilhada de promoção de novos valores, numa temporada que a empresa preparou como Torista, e que contará ainda com substanciais descontos para os subscritores.

 

O habitual desconto de 20 por cento sobre o valor da temporada pode ir até 25 por cento se a liquidação for a pronto pagamento (válido para a Bancada, não acumulável com outras campanhas em vigor).

 

Nas barreiras, contra-barreiras , filas C e D dos sectores 5 e 6 há desconto de 50 por cento para os novos abonados, o mesmo sucedendo nas filas G e H dos sectores 3 e 7 e J e K dos sectores 1 e 2, de 9 a 24 de Março, baixando para 40 por cento a partir de 25 de Março.

 

As datas de subscrição serão: Para Renovações e Trocas, de 9 a 24 de Março, com liquidação até 4 prestações: compra, Abril, Maio e Junho.

 

Além dos descontos, os abonados (excepto Abono jovem) disporão de lugar de estacionamento, visitas grátis ao museu e à arena, oferta do valor novilhada e descontos nos parceiros de temporada.

 

Por outro lado, o Abono jovem (indivíduos até aos 25 anos de idade) contempla um desconto de 50 por cento sobre o valor da temporada, ficando nos seguintes níveis de preço: 75 euros para a galeria de 2ª Ordem - filas B a E, 125 euros para a Galeria de 1ª Ordem - filas B a E, e a 150 euros para a Bancada, fila P dos sectores 4, 5 e 6, estando à venda a partir de 9 de Março, podendo ser liquidado em duas prestações (na compra e em Abril).

 

Todos os espectáculos começarão às 21h45 e não terão intervalo.

 

São as seguintes as datas do Abono: 5 de Abril, 28 de Abril (sábado, novilhada de oportunidade a novos valores), 17 de Maio, 7 de Junho, 5 e 19 de Julho, 2, 9 e 23 ou 24 de Agosto, 6 e 20 de Setembro e 11 de Outubro.

 

A 21 de Junho haverá uma corrida à portuguesa de oportunidade e que está fora do Abono.

TEMPORADA TORISTA E ARTISTA EM 2018 NO CAMPO PEQUENO

09.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Onze corridas e uma novilhada de abono e uma corrida à portuguesa fora de abono constituem a temporada tauromáquica do Campo Pequeno, apresentada a fim da tarde de hoje e que a empresa classifica de “uma temporada torista”, pelas características da maioria das ganadarias que vão ser lidadas.

 

Para Rui Bento, Director de Actividades Tauromáquicas, “estão reunidas as condições para que a emoção seja uma constante nas corridas do Campo Pequeno e estou certo que a componente artística será também muito forte, como se poderá constatar pelos nomes que figuram nos cartazes”.

 

“É uma temporada feita com nomes consagrados, mas onde fica também patente a preocupação da empresa em dar oportunidade a jovens cavaleiros (tanto praticantes como profissionais) e a novilheiros, sem esquecer os grupos de forcados”, referiu.

 

Acrescentou que as figuras do toureio de Portugal estarão lado a lado com as maiores figuras do toureio mundial como são os casos do rejoneador Pablo Hermoso de Mendoza e dos matadores “Morante de la Puebla” e José Maria Manzanares”.

 

Rui Bento disse ainda que, para os cartéis em aberto, conta com nomes grandes do toureio e manifestou a esperança de que, “ao longo da temporada, surja uma ou mais revelações de toureiros, que possam ser incluídos na segunda parte do Abono”.

 

A Administradora do Campo Pequeno, Paula Resende salientou os três vectores segundo os quais foram preparados os cartéis de 2018: “Ganadarias toristas, Efemérides (40 anos de alternativa de João Moura e 20 de Rui Fernandes) e o forcado como imagem de referência da corrida à portuguesa”.

 

As datas da temporada de 2018 são: 5 e 28 (novilhada) de Abril, 17 de Maio, 7 e 21 (fora de Abono) de Junho, 5 e 19 de Julho 2, 9 e 23 ou 24 de Agosto, 6 e 20 de Setembro e 11 de Outubro.

 

Todas as corridas terão início às 21h45 e prosseguirão sem intervalo.

 

São os seguintes os cartéis;

 

5 de Abril (corrida à portuguesa), inauguração da temporada: Cavaleiros Rui Fernandes, João Moura Jr. e João Telles Jr. Forcados Amadores de Santarém e de Montemor. 6 Toiros de Antonio Silva;

 

28 de Abril (Sábado, novilhada de oportunidade a novo valores, integrada no IV Certame de Novilhadas das Escolas Taurinas). Cavaleiros-praticantes António Prates, Soraia Costa e Ricardo Cravidão. Novilheiros-praticantes Sérgio Nunes, João d’Alva, Luis Silva e Rui Jardim. Forcados amadores da Moita, tertúlia Tauromáquica do Montijo e Arruda dos Vinhos. Novilhos de várias ganadarias.

 

17 de Maio (corrida à portuguesa. 12º Aniversário da Reinauguração do Campo Pequeno): Cavaleiros António Ribeiro Telles, Pablo Hermoso de Mendoza e João Moura Caetano. Forcados Amadores de Lisboa e de Coruche. Toiros de David Ribeiro Telles;

 

7 de Junho (Comemoração dos 40 anos de alternativa de João Moura. Corrida Mista). Cavaleiros João Moura, João Moura Jr. e Miguel Moura. Novilheiro João Augusto Moura. Forcados Amadores de Portalegre, Monforte e Arronches. 3 toiros de Manuel Coimbra, 3 de Romão Tenório e um novilho da Torre d’Onofre.

 

21 de Junho (Corrida à portuguesa, fora de Abono): cavaleiros Marco José, Gilberto Filipe, Gonçalo Fernandes (confirma a alternativa); Marcelo Mendes, “Parreirita Cigano” e Verónica Cabaço. Forcados Amadores de Coimbra, Monsaraz e Cartaxo. Toiros Veiga Teixeira;

 

5 de Julho (Extraordinária corrida mista): Cavaleiro João Teles Jr. Matadores: Morante de la Puebla e José Maria Manzanares. Forcados Amadores do Aposento da Chamusca. Toiros de Paulo Caetano.

 

19 de Julho (Corrida à portuguesa, Concurso de Pegas). Cavaleiros Luis Rouxinol, Filipe Gonçalves e Francisco Palha. Forcados Amadores do Ribatejo, Amadores da Chamusca e Amadores de Cascais. Toiros de Pinto Barreiros;

 

2 de Agosto (Sensacional corrida mista). Cavaleiras: Sónia Matias e Ana Batista. Matadores: António João Ferreira e Nuno Casquinha. Forcados Amadores das Caldas da Rainha. Toiros de São Torcato;

 

9 de Agosto (Corrida à portuguesa, “Corrida do Emigrante”): Cavaleiros: Rui Salvador, Brito Paes, Manuel Telles Bastos, Duarte Pinto; Andrés Romero ( Rejoneador, que confirmará a alternativa) e David Gomes (que confirmará a alternativa). Forcados: Real Grupo de Forcados Amadores de Moura, Amadores do Montijo e Amadores de Turlock. Toiros Vale do Sorraia.

 

23 ou 24 de Agosto (Magnifica corrida de toiros). Cartel em aberto). Forcados Amadores de Vila Franca de Aposento da Moita. Toiros de Murteira Grave;

 

6 de Setembro (Corrida à portuguesa. Comemoração dos 20 anos de Alternativa de Rui Fernandes).

Cavaleiros João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza, rejoneador e Rui Fernandes. Forcados Amadores de Évora e de Alcochete. 6 Toiros de uma ganadaria a anunciar;

 

20 de Setembro: Grande corrida de toiros, com cartel a anunciar

 

11 de Outubro: Corrida de Gala à Antiga Portuguesa para encerramento do Abono. Cartel a anunciar.

CAMPO PEQUENO – APRESENTADA A TEMPORADA 2018

08.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Serão 13 os espectáculos que comporão o ciclo  2018 da Praça de Toiros do Campo Pequeno e que esta tarde, na arena, foram apresentados pelo Director de Actividades Tauromáquicas Rui Bento, antecedido de um curto discurso da Drª Paula Resende e imagens da anterior temporada e de algumas das ganadarias que lidarão na praça lisboeta nesta 12ª temporada pós-reinauguração.

 

As datas e cartéis são os seguintes:

 

5 de Abril – Rui Fernandes, João Moura Jr e João Telles Jr. Forcados de Santarém e Montemor. Toiros de António Silva

 

28 de Abril – Novilhada. António Prates, Soraia Costa e Ricardo Cravidão. Forcados da Moita, T.T.Montijo e Arruda dos Vinhos. Sérgio Nunes, João D’Alva, Luis Silva e Rui Jardim. 7 novilhos de diversas ganadarias.

 

17 de Maio – Corrida do 12º aniversário da reinauguração. António Ribeiro Telles, Pablo Hermoso de Mendoza e Moura Caetano. Forcados de Lisboa e Coruche. Toiros de Ribeiro Telles

 

7 de Junho – 40º aniversário da alternativa de João Moura. João Moura, João Moura Jr, Miguel Moura. João Augusto Moura (novilheiro). Forcados de Portalegre, Monforte e Arronches. Toiros de Manuel Coimbra, Romão Tenório e Torre de Onofre

 

21 de Junho – Corrida fora de abono. Marco José, Gilberto Filipe, Gonçalo Fernandes, Marcelo Mendes, Parreirita Cigano, Verónica Cabaço. Forcados de Coimbra, Monsaraz e Cartaxo. Toiros de Veiga Teixeira

 

5 de Julho – João Telles Jr. Forcados Aposento da Chamusca. Morante de la Puebla, José Maria Manzanares. Toiros de Paulo Caetano

 

19 de Julho – Concurso de Pegas. Forcados de Ribatejo, Chamusca e Cascais. Luis Rouxinol, Filipe Gonçalves, Francisco Palha. Toiros de Pinto Barreiros

 

2 de Agosto – Sónia Matias, Ana Batista. Forcados de Caldas da Rainha. António João Ferreira, Nuno Casquinha. Toiros de São Torcato

 

9 de Agosto – Corrida do Emigrante. Rui Salvador, Brito Paes, Manuel Telles Bastos, Duarte Pinto, Andrés Romero, David Gomes. Forcados Moura, Montijo e Turlock. Toiros de Vale Sorraia

 

23/24 de Agosto – Toiros de Murteira Grave. Forcados de Vila Franca e Aposentoda Moita. Artistas a designar

 

6 de Setembro- 20º aniversário de alternativa de Rui Fernandes. João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza e Rui Fernandes. Forcados de Évora e Alcochete. Toiros  a anunciar

 

20 de Setembro – Cartel a anunciar (pode ser a despedida de Padilla)

 

11 de Outubro – Corrida de Gala à Antiga Portuguesa – cartel a designar

 

Amanhã daremos mais informação sobre a apresentação da temporada 2018 em Lisboa.

AÍ ESTÃO OS CARTÉIS DE SANTO ISIDRO 2018

07.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Rui Fernandes, João Moura Jr, João Ribeiro Telles são os 3 cavaleiros lusitanos na primeira corrida de rejoneio do Sant Isidro 2018 enquanto o luso-espanhol Diego Fentura actuará em dois mano-a-mano.

Aqui ficam  todas as combinações:

TERÇA-FEIRA 8 DE MAIO. Novilhos de Guadaira para David Garzón, Carlos Ochoa e Ángel Téllez.

QUARTA-FEIRA 9. Toiros de La Quinta para Juan Bautista, El Cid e Morenito de Aranda.

QUINTA-FEIRA 10. Toiros de Fuente Ymbro para Joselito Adame, Román e José Garrido.

SEXTA-FEIRA 11. Toiros de Pedraza de Yeltes para Manuel Escribano, Daniel Luque e Fortes.

SÁBADO 12. Toiros de Fermín Bohórquez para Martín Burgos, Rui Fernandes, João Moura jr, Leonardo Hernández, João Ribeiro Telles e Andrés Romero.

DOMINGO 13. Toiros de Baltasar Ibán para Alberto Aguilar, Sergio Flores e Francisco José Espada.

SEGUNDA-FEIRA 14. Toiros de Las Ramblas para David Mora, Juan del Álamo e José Garrido.

TERÇA-FEIRA 15. Toiros de Puerto de San Lorenzo e La Ventana del Puerto para El Fandi, Paco Ureña y López Simón.

QUARTA-FEIRA 16. Toiros de Núñez del Cuvillo para Antonio Ferrera, José María Manzanares e Alejandro Talavante.

QUINTA-FEIRA 17. Toiros de Juan Pedro Domecq e Parladé para Finito de Córdoba, Román e Luis David.

SEXTA-FEIRA 18. Toiros de Jandilla e Vegahermosa para Juan José Padilla, Sebastián Castella e Roca Rey.

SÁBADO 19. Toiros de Alcurrucén para Curro Díaz, Joselito Adame e Juan del Álamo.

DOMINGO 20. Toiros de San Mateo, San Pelayo, Carmen Lorenzo e Pedro y Verónica Gutiérrez Lorenzo para Diego Ventura e Leonardo Hernández, mano a mano.

SEGUNDA-FEIRA 21. Novilhos de Conde de Mayalde para Pablo Atienza, Toñete e Alfonso Cadaval.

TERÇA-FEIRA 22. Toiros de El Ventorillo para Curro Díaz, Morenito de Aranda e David Mora.

QUARTA-FEIRA 23. Toiros de Victoriano del Río e Toros de Cortés para Miguel Ángel Perera, Alejandro Talavante e Roca Rey.

QUINTA-FEIRA 24. Corrida de la Cultura. Toiros de Domingo Hernández-Garcigrande, Alcurrucén e Victoriano del Río-Toros de Cortés para El Juli e Ginés Marín, mano a mano.

SEXTA-FEIRA 25. Toiros de Núñez del Cuvillo para Juan Bautista, Paco Ureña e López Simón.

SÁBADO 26. Novilhos de Fuente Ymbro para Marcos, Alejandro Gardel e Francisco de Manuel.

DOMINGO 27. Toiros de Dolores Aguirre para Rubén Pinar, José Carlos Venegas e Gómez del Pilar.

SEGUNDA-FEIRA 28. Toiros de Partido de Resina para Javier Castaño, Ricardo Torres e Thomas Duffau.

TERÇA-FEIRA 29. Toiros de Torrehandilla para Daniel Luque, David Galván e Álvaro Lorenzo.

QUARTA-FEIRA 30. Toiros de Domingo Hernández e Garcigrande para Enrique Ponce, Sebastián Castella e Jesús Enrique Colombo, que confirmará alternativa.

QUINTA-FEIRA 31. Corrida das 6 Nações.- Toiros de El Pilar para Juan Bautista, Luis Bolívar, Juan del Álamo, Joaquín Galdós, Luis David e Jesús Enrique Colombo .

SEXTA-FEIRA 1. Toiros de Victoriano del Río e Toiros de Cortés para Sebastián Castella, José María Manzanares e Cayetano.

SÁBADO 2. Toiros de San Mateo, San Pelayo, Carmen Lorenzo y Pedro y Verónica Gutiérrez Lorenzo para Hermoso de Mendoza, Sergio Galán e Lea Vicens.

DOMINGO 3. Toiros de Miura para Rafaelillo, Pepe Moral e Román.

SEGUNDA-FEIRA 4. Toiros de Saltillo para Octavio Chacón, Esaú Fernández e Sebastián Ritter.

TERÇA-FEIRA 5. Toiros de José Escolar para Rafaelillo, Fernando Robleño e Luis Bolívar.

QUARTA-FEIRA 6. Corrida da Beneficência. Toiros de Alcurrucén para Antonio Ferrera, Miguel Ángel Perera e Ginés Marín.

QUINTA-FEIRA 7. Desafío Ganadeiro. Toiros de Rehuelga e Pallarés para Iván Vicente, Javier Cortés e Javier Jiménez.

SEXTA-FEIRA 8. Toiros de Adolfo Martín para El Cid, Pepe Moral e Ángel Sánchez, que tomará a alternativa.

SÁBADO 9. Toiros de Los Espartales para Diego Ventura e Andy Cartagena, mano a mano.

DOMINGO 10. Corrida de la Prensa. Toiros de Victorino Martín para Manuel Escribano, Paco Ureña e Emilio de Justo.

FEIRA DA COMUNIDADE

Nos días 1 e 2 de Maio, celebrar-se-á a FEIRA DA COMUNIDADE com os seguintes cartéis:

TERÇA-FEIRA 1. Novilhos de Antonio López Gibaja para Amor Rodríguez, Pablo Mora e Francisco de Manuel.

QUARTA-FEIRA 2. Toiros de El Tajo y La Reina para Iván Vicente, Javier Cortés e Gonzalo Caballero.

 

14 DE AGOSTO: DIA DAS TERTÚLIAS MÓVEIS DE ARRUDA DOS VINHOS

06.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Na sequência do processo de reconhecimento das Tertúlias Móveis de Arruda dos Vinhos como Património Cultural Imaterial, cabe-nos informar que o Executivo Municipal aprovou, ontem, a institucionalização do dia 14 de Agosto como DIA DAS TERTÚLIAS MÓVEIS DE ARRUDA DOS VINHOS.

 

A deliberação foi aprovada por unanimidade.

 

O reconhecimento visa difundir, fortalecer e perpetuar esta tradição, que constitui uma manifestação cultural que mobiliza toda a comunidade arrudense, como parte de um processo de socialização.

DSCF0120.JPG

 

PRÓTOIRO E ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE TOUREIROS LAMENTAM PERDA DE TRÊS FIGURAS DA TAUROMAQUIA

05.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

A Prótoiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia e a Associação Nacional de Toureiros lamentam profundamente a morte de três figuras emblemáticas associadas à tauromaquia, o forcado vilafranquense Vitor Pereira "Mané", o cineasta Francisco Rocha e  Manuel Pereira Cipriano (Badajoz), histórico bandarilheiro e uma das últimas referências da época de ouro dos toureiros de prata nacionais.

 

Manuel Badajoz tinha 86 anos, era natural de Coruche, e integrou a célebre Quadrilha Maravilha de Manuel dos Santos com José Tinoca e o também já falecido Manuel Barreto. Tomou a alternativa de bandarilheiro a 15 de setembro de 1953 na praça de toiros da Moita, concedida por Pedro Gorjão, após ter prestado provas para bandarilheiro no Cartaxo a 1 de Novembro de 1952.

 

Ontem realizou-se o funeral de uma inesquecível figura do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira, Vítor Pereira.  Tinha 57 anos e era pai dos actuais forcados vilafranquenses José Francisco e Vasco Pereira.

 

Outra figura da tauromaquia que partiu foi o cineasta Francisco Rocha, que registou nas últimas décadas os momentos mais marcantes da corridas nacionais. Editou inúmeros documentários, como "Mestre Batista", "O Toiro" e "A Mítica Catedral" e foi autor de dezasseis séries editadas, tendo vencido o Festival Mundial de Cinema Amador de Montpellier, em França, com o filme "Campo em Festa". Célebre é também o seu documentário da famosa corrida de toiros de morte em Vila Franca de Xira, em 7 de maio de 1977.

 

Às famílias e amigos destes  vultos da tauromaquia nacional, a Prótoiro e a Associação Nacional de Toureiros apresentam as mais sentidas condolências.

25 A 29 DE ABRIL: XVIII ROMARIA A CAVALO MOITA - VIANA DO ALENTEJO

05.03.18 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Apresentação da Romaria a Cavalo na BTL.jpgA XVIII Romaria a Cavalo Moita - Viana do Alentejo, que este ano decorre entre 25 e 29 de abril, foi apresentada à comunicação social e ao público em geral, a 3 de março, na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, no espaço da Entidade Regional de Lisboa e Vale do Tejo e no espaço da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

 

Na ocasião, o presidente da Câmara Municipal da Moita, Rui Garcia lançou o desafio para que todos façam “a ligação entre o Tejo e o coração do Alentejo”, passando “pelos caminhos e pela essência do que é este território entre o Tejo e o Alentejo”. O presidente, Rui Garcia, afirmou que “a organização pretende que, ano após ano, este evento cresça e que os mais de 600 cavaleiros e cavalos que no ano passado chegaram a Viana do Alentejo, sejam superados, assim como os que vão partir da Moita, no dia 25 de abril”. “Fica o convite a todos, para que não percam esta experiência, não há outra igual em Portugal”, concluiu.

 

A iniciativa contou ainda com a presença de outros representantes da Comissão Organizadora da Romaria a Cavalo Moita - Viana do Alentejo: a Câmara Municipal de Viana do Alentejo, a Associação dos Romeiros da Tradição Moitense, a Associação Equestre de Viana do Alentejo e o pároco Manuel Manso, de Viana do Alentejo.

 

A partida da romaria está marcada para dia 25 de abril, pelas 9:00h, na Moita. Os romeiros partem do Pavilhão Municipal de Exposições, na Moita, rumo à Igreja Paroquial da Moita e, após a bênção da imagem de Nossa Senhora da Boa Viagem, seguem para Viana do Alentejo. Pelo caminho, os romeiros vão pernoitar nas localidades de Poceirão, Casebres, Alcáçovas e junto ao Santuário de Nª Srª. de Aires. A chegada a Viana do Alentejo, um dos pontos altos da romaria, acontece por volta das 17:30h, no dia 28 de abril.

 

A Romaria a Cavalo é um dos maiores eventos equestres nacionais que voltou a realizar-se em 2001, depois de um interregno de mais de 70 anos, recuperando no tempo a tradição dos lavradores da Moita, que se deslocavam com os seus animais ao Santuário de Nossa Senhora D’Aires, para pedir proteção e boas colheitas.

 

As inscrições para participar na Romaria a Cavalo podem ser efetuadas através da Divisão de Desenvolvimento Económico da Câmara Municipal da Moita (Largo Dr. Joaquim Marques Elias, na Moita; telefone 210 816 910).