Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

MAIS DE 3 DÉCADAS DEPOIS, SOBRAL ESGOTA A SUA CORRIDA DE TOIROS DAS FESTAS E FEIRA DE VERÃO

11.09.16 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros de Sobral de Monte Agraço - 11.09.16 – Corrida de Toiros

Director: Rogério Jóia – Veterinário: José M. Lourenço – Lotação: ESGOTADA

Cavaleiros: Luís Rouxinol, Filipe Gonçalves, Brito Paes, Salgueiro da Costa, Luís Rouxinol Jr, António Prates

Forcados: Amadores de Lisboa e de Coruche

Ganadaria: Canas Vigoroux

IMG_9115.JPG

Provavelmente há mais de 30 anos que não víamos a praça de toiros de Sobral de Monte Agraço a abarrotar de gente e com a sua lotação esgotada para presenciar uma corrida de toiros que teve momentos muito agradáveis. Mas, e acima de tudo, há que ressaltar o facto de que ESGOTOU!!!

 

A corrida teve início com a lide de Luís Rouxinol que, em bom plano, aproveitou as suaves e nobres investidas de um bom toiro que saiu com pouca força. O cavaleiro de Pegões deu-lhe a lide adequada, deixando-lhe três compridos á tira e uma série de bons curtos rematados com um de palmo.

 

Em segundo lugar actuou Filipe Gonçalves. Uma actuação vibrante frente a um toiro algo tardo e que Filipe soube aproveitar para atacar a provocar a investida, com bons remates e um terceiro curto de muito boa nota. Rematou com um bom par de bandarilhas.

 

Brito Paes teve por diante um toiro que serviu e teve alguma qualidade. Foi uma lide regular, destacando-se no primeiro curto e rematando com um palmito a sesgo.

 

O quarto da tarde foi para Salgueiro da Costa que substituiu Ana Batista. Um toiro sonsote e tardo e frente ao qual a sua actuação foi subindo de tom com o terceiro e o quarto curtos a serem de boa nota e bem rematados.

 

Luís Rouxinol Jr lidou um toiro que teve alguma qualidade e esteve em bom plano quer nos compridos quer nos curtos, segundo e quarto de muito boa execução, sortes bem marcadas e cravando a preceito. Rematou com um ferro de palmo.

 

Para encerrar o capítulo das lides a cavalo esteve António Prates que substituiu Mara Pimenta. Uma tarde desafortunada do jovem cavaleiro praticante frente a um toiro mansote e tardo. Outras tardes, melhores, virão.

 

Quanto aos forcados, quer os Amadores de Lisboa quer os de Coruche executaram boas pegas de caras. Por Lisboa foram forcados de cara João Galamba que consumou à primeira, João Varandas bem e ao primeiro intento e Pedro Gil que se fechou com determinação à segunda. Por Coruche, Paulo Oliveira fechou-se à primeira, seguido por Vítor Cardante também à primeira e a encerrar praça com a melhor pega da tarde João Ferreira.

 

Os toiros de Canas Vigoroux, de muito boa apresentação, tiveram comportamentos distintos e o ganadeiro foi chamado a dar volta à arena após a lide do quinto. Critérios…

 

Dirigiu a corrida Rogério Jóia assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.

 

Antóio Lúcio (texto e foto)

CARTAZ DE TOIROS: TODOS OS ESPECTÁCULOS JÁ ANUNCIADOS ATÉ FINAL DE SETEMBRO

11.09.16 | António Lúcio / Barreira de Sombra