Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

YOUTUBER ANTITAURINO DESPEDIDO POR COMENTÁRIOS INSULTUOSOS SOBRE A MORTE DE VITOR BARRIO

13.07.16 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Juan Miguel Flores Martín é conhecido como JPelirrojo. Actor, rapper, locutor de rádio e Youtuber, acaba de ser despedido pela Nestlé, depois de manifestar regozijo pela morte do toureiro espanhol Victor Barrio.

 

JPelirrojo dava a cara por um dos gelados da marca, o Maxibon, e publicou vários Tweets a propósito da morte de Barrio, onde diz por exemplo que os toureiros não podem ter respeito ou quaisquer direitos. Também publicou vários tweets ofensivos e insultuosos para Barrio e a tauromaquia, que apagou entretanto. As redes sociais mobilizaram-se de imediato, com os aficionados a lançar a hashtag #BoicotNestlé, para forçar a marca a distanciar-se do Youtuber. O apelo ao boicote tornou-se trending tweet no Twitter espanhol.

 

A marca reagiu, dizendo que “Para a Nestlé, a vida humana está acima de qualquer outra consideração. Assim, não podemos estar de acordo com qualquer opinião que não responda a este princípio”. Às onze da manhã de hoje, a Nestlé anunciava no seu Twitter que JPelirrojo deixava de ser a imagem do Maxibon, por manifestar alegria com a morte de um ser humano.

 

Os tweets apagados foram guardados pela Fundación del Toro de Lidia, que agrega em Espanha todas as associações ligadas à tauromaquia, e que já entregou o caso à polícia, que abriu investigação. Os tweets de JPelirrojo não foram únicos, com a morte de Barrio a gerar reacções muito intensas, com mensagens de regozijo por parte dos antitaurinos, que lançaram também mensagens cruéis a propósito da sua viúva, que assistiu à morte do toureiro na praça, como foi o caso de Vicent Belenguer Santos, que também já foi denunciado às autoridades, estando estas a investigar o caso. 

 

Mariano Rajoy, Presidente do Governo, também manifestou solidariedade e total apoio à viúva, Raquel Sanz, classificando os insultos de “bárbaros”.

 

Informa: Protoiro