Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ROUXINOL JR, FILIPE GONÇALVES E JOSÉ PEDRO SUIÇAS, OS TRIUNFADORES DA NOITE NO MONTIJO

03.07.16 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros Amadeu Augusto dos Santos - Montijo – 02.07.16 – Corrida de Toiros

Director: Tiago Tavares – Veterinário: Carlos Santos – Lotação: ¾ fortes

Corrida de Homenagem a Alfredo Vicente “Rouxinol” – 6ª Corrida Adega de Pegões

Cavaleiros: Luís Rouxinol, Filipe Gonçalves, Marcos Bastinhas, Luís Rouxinol jr

Forcados: Tert. Tauromáquica do Montijo e Amadores do Montijo

Ganadaria: Vinhas

IMG_6779.JPG

ROUXINOL JR, FILIPE GONÇALVES E JOSÉ PEDRO SUIÇAS, OS TRIUNFADORES DA  NOITE NO MONTIJO

Em plenas festas de São Pedro, o Montijo viu a sua magnífica praça de toiros engalanar-se com uma excelente moldura humana, presença massiva e com mais de ¾ das sua lotação preenchida e a que não foi alheio o interesse regional do cartel e a homenagem a essa figura da festa brava e do concelho do Montijo que dá pelo nome de Alfredo Vicente “Rouxinol”, 83 anos de idade e uma enorme afición. Foi singela e bonita a homenagem a que se somou a Câmara Municipal do Montijo na pessoa do seu presidente Engº. Nuno Canta para além de um significativo número de entidades locais e a organização da corrida Abel Correia/João P. Bolota.

 

Noite agradável e de amena temperatura e em termos taurinos com alguns momentos interessantes e de despique entre os 4 cavaleiros em praça e os dois grupos de forcados locais, numa são competição que também se regista e saúda.

 

Os três troféus em disputa foram para Luís Rouxinol Jr (melhor lide), Filipe Gonçalves (melhor par de bandarilhas e José Pedro Suiças dos Amadores do Montijo para a melhor pega.

 

Abriu praça a dupla de Rouxinóis, numa lide com interesse, ritmada e com alguns bons ferros, com entendimento perfeito entre os dois cavaleiros e com o público a aplaudir as sortes.

 

Filipe Gonçalves entendeu-se com o segundo da ordem, pequenote mas com pata nas investidas e a lide foi em crescendo com o último curto de boa nota e um par de bandarilhas de muito mérito com o toiro quase no centro da arena.

 

Marcos Bastinhas lidou o terceiro. Andou com desenvoltura, provocou o toiro e na fase final da lide esteve mais acertado quer nas viagens quer na cravagem, com um terceiro de muito boa execução, rematando com um bom par de bandarilhas.

 

Em quarto lugar actuou Luís Rouxinol, com uma lide onde a brega foi essencial para ao bom desenvolvimento da lide onde houve bons ferros remates como mandam as regras. Rematou a lide com os habituais ferro de palmo e par de bandarilhas.

 

Luís Rouxinol Jr teve uma lide que chegou ao público, com boas preparações e remates das sortes, alguns ferros de boa nota, com garra e muito competitivo. Foi uma prestação muito agradável do jovem Rouxinol que mostra, cada vez mais, estar preparado para outros desafios.

 

Encerrou a corrida a dupla Gonçalves/Bastinhas, numa lide muito movimentada, com alegria e ritmo, bom entrosamento e ferros para todos os gostos, muito aplaudidos pelo público.

 

Complemento das lides equestres, as pegas de caras que estiveram a cargo dos forcados da Tertúlia Tauromáquica do Montijo e Amadores do Montijo e que conseguiram muitos bons momentos. Pelos da Tertúlia Tauromáquica do Montijo foram caras o cabo Márcio Chapa com uma boa pega de caras à primeira, seguido por Luís Carrilho também á primeira e Rodrigo Carrilho a emendar á primeira o seu colega José Eufémia que saiu lesionado na única tentativa que efectuou. Pelos Amadores do Montijo, José Pedro Suiças fechou-se com raça e à 1ª no segundo da noite, seguido por Hélio Lopes também á primeira e João Paulo Damásio apenas à terceira conseguiu concretizar frente ao sexto da ordem.

 

A corrida teve início com a guarda de um minuto de silêncio em memória de David Ribeiro Telles, José Zúquete e Amadeu Augusto dos Santos e foi bem dirigida por Tiago Tavares com assessoria do veterinário Carlos Santos.