Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

INAUGURAÇÃO DA TEMPORADA NO MONTIJO A 14 DE MAIO

29.04.16 | barreiradesombra

140516 - Montijo.jpg

A temporada na Monumental Amadeu Augusto dos Santos, no Montijo, tem inicio no dia 14 de Maio, sábado, pelas 17 horas, com a realização da V Grande Corrida de Toiros Raporal/Stec.


Em praça vão estar os cavaleiros, Rui Salvador, Gilberto Filipe, António Brito Paes, António d'Almeida, Luís Rouxinol Jr. e Mara Pimenta, que vão lidar seis magníficos touros da ganadaria Ascenção Vaz.


As pegas vão estar a cargo dos Forcados Amadores do Montijo e Aposento da Moita, na última corrida de José Pedro Pires da Costa, enquanto cabo da formação moitense.

 

29 de Maio Alternativa de João Salgueiro da Costa

29.04.16 | barreiradesombra

290516 - Almeirim.jpg

O Empresário Paulo Pessoa de Carvalho, responsável pela organização da corrida, enviou a seguinte nota de imprensa:

"Queremos hoje e em primeira mão, dar-Vos a conhecer a imagem oficial deste acontecimento divulgando o cartaz final da corrida de toiros do próximo dia 29 de Maio em Almeirim!

 

Exactamente 1 mês antes da data em que se fará história na nossa tauromaquia, 28 anos depois de seu pai, no mesmo dia e na mesma Praça de Toiros em Almeirim, teremos a Alternativa de João Salgueiro da Costa, com um cartel cheio de significado.

 

Será uma festa impar, esperemos que seja o início de uma grande carreira de profissional elevando assim ainda, mais os pergaminhos da sua família e da história da dinastia Salgueiro.

 

Enviamos uma fotografia de há 28 anos do dia de alternativa de seu pai João Salgueiro, dada por seu avô (bisavô) e testemunhada por seu pai (avô), três gerações da família Salgueiro.

 

No próximo dia 29 de Maio, voltaremos a ter presentes na Arena de Almeirim 3 gerações da dinastia Salgueiro, para dar continuidade ao seu nome e à sua arte passados 28 anos.

 

Oportunamente irão sendo dadas notícias sobre este acontecimento, agradecendo desde já a divulgação das mesmas. Aproveitamos para informar que esta será uma organização conjunta entre as empresas PPC Verdadeira Festa.

 

Atentamente,

Paulo Pessoa de Carvalho"

SALGUEIROS AAA copy.jpg

 

PAN continua a atacar os direitos e liberdades dos portugueses

29.04.16 | barreiradesombra

O Pan, partido dos animais, apresentou esta semana três projectos contra a tauromaquia pretendendo proibir a transmissão de corridas de toiros pela RTP, a proibição da participação de jovens entre os 16 e os 18 anos de idade em touradas, e a utilização de apoios públicos nesses espetáculos, sendo seguido pelo BE. Estes projectos fazem parte da rotina demagógica de alguns partidos perante a qual esta Federação está tranquila, ainda que atenta e proactiva.

A Federação Portuguesa de Tauromaquia denuncia uma vez mais a ânsia proibicionista e o ataque contra direitos e liberdade dos cidadãos, perpetrados pelo PAN. É inadmissível que no século XXI, após décadas de democracia, alguns partidos tentem proibir e atacar a diferença, a cultura e a liberdade dos portugueses. É inadmissível que numa sociedade livre e democrática ainda existam partidos fanáticos e radicais, como o PAN, que baseiam a sua actuação na promoção de proibições, do preconceito, da intolerância e do ódio ao diferente. O acesso à cultura é um direito constitucionalmente protegido sendo o estado obrigado a promover o livre acesso dos cidadãos portugueses à mesma.   

Um dos projectos de lei do PAN pretende proibir a RTP de transmitir corridas de toiros. Ora, sendo a tauromaquia uma parte integrante da cultura e identidade de Portugal, a transmissão de corridas de toiros no canal público, correspondem ao dever de serviço público da RTP.  A cultura portuguesa tem de ter sempre espaço num serviço público de televisão. Muitos são os portugueses que pela distância, mesmo no estrangeiro, ou dificuldades financeiras não podem aceder à cultura taurina.  Além do mais, as audiências reforçam a presença de tauromaquia no canal público. Em 2015 as 7 corridas transmitidas obtiveram uma média acumulada de 3 milhões de telespectadores, com as corridas a obterem picos de 700 mil telespectadores. Como corolário, as transmissões de corridas foram líderes das audiências nacionais em diversos segmentos horários. Ou seja, estamos a falar de cultura de massas com grande adesão por parte dos portugueses, não cabendo ao Pan a definição da programação do serviço público da RTP. 

Quanto ao projecto para impedir o trabalho de jovens entre os 16 e os 18 anos, na tauromaquia, trata-se de mais um projecto absurdo e ilegal. Em Portugal a lei do trabalho permite que qualquer cidadão possa trabalhar a partir dos 16 anos. O acesso às profissões tauromáquicas foi regulamentado no ano de 2015, com legislação completamente actualizada e aprovada no parlamento. Com esta proposta o Pan revela uma vez mais um ataque ao direitos laborais dos portugueses, propondo uma ilegalidade discriminatória e gritante. 

Sobre o projecto relativo a apoios à tauromaquia trata-se uma vez mais de uma fraude. A tauromaquia é uma área cultural tutelada pelo Ministério da Cultura, sendo que é a única área cultural que não tem um programa de apoio à criação, não recebendo qualquer apoio deste ministério, mas deveria. A tauromaquia é um dos poucos sectores culturais que se pode orgulhar de viver da própria bilheteira, algo impossível para a grande maioria dos demais sectores. A tentativa de inventar apoios para a tauromaquia do Ministério da Agricultura não faz qualquer sentido. Apesar disso, o Ministério da Agricultura e o IFAP, organismo responsável pela atribuição de apoios agrícolas, já desmentiram publicamente esta mentira do Pan, por diversas vezes.

O Pan pretende criar a falsa ideia de que o Estado gasta e perde recursos na tauromaquia, o que é manifestamente falso. Os únicos apoios existente são apoios reduzidos e insignificantes de alguns municípios nas suas políticas culturais e de promoção do associativismo. Na verdade a tauromaquia estimula a economia desses municípios e regiões ao movimentar muitos milhares de pessoas, sendo uma financiadora do erário público através de muitos milhões de euros de impostos directos e indirectos, gerando riqueza para a economia nacional. 

A Protoiro continuará a realizar o seu trabalho junto das entidades competentes até que estes projectos feridos de legalidade e legitimidade sejam chumbados. 

ACADEMIA DE TOUREIO DO CAMPO PEQUENO EM DUAS FRENTES ESTE FIM-DE-SEMANA

29.04.16 | barreiradesombra

A Academia de Toureio do Campo Pequeno estará presente, este fim-de-semana, no Encontro de Escolas de Toureio na Azambuja e no Bolsin de Peñaranda de Bracamonte (Salamanca, Espanha).

No sábado, na Azambuja, perante novilhos da ganadaria Ortigão Costa, actuarão Sérgio Nunes e Duarte Justino, que competirão com representantes das escolas de toureio da Azambuja, Moita do Ribatejo e “José Falcão” (Vila Franca de Xira).

Sérgio Nunes representará no domingo, em Peñaranda de Bracamonte, a Academia de Toureio do Campo Pequeno, num bolsín que reúne alunos das principais escolas de toureio de Espanha.

SAMORA - 'REGULARIDADE' E POUCO MAIS... POR: SOLANGE PINTO

27.04.16 | barreiradesombra

É tempo de Festivais e Samora Correia juntou-se ao ‘grupo’ destes festejos, dando em sua ‘casa’,  um Festival Taurino cujos benefícios ou eventuais lucros, revertiam a favor do Grupo Desportivo de Samora Correia.

Em plena harmonia com o S. Pedro, definitivamente a dar tréguas depois de um período abastado de ‘rebeldia’, entram em praça perante um público que preencheu menos de meia casa, os cavaleiros Tito Semedo, Gilberto Filipe, Marcos Bastinhas, Duarte Pinto, Tomás Pinto e Mara Pimenta, frente a toiros na sua generalidade colaborantes, de Lopes da Costa e um de Romão Tenório, lidado por Bastinhas.

Apesar de um ou outro exemplar ser mais escasso de forças, houve até um deles, o lidado por Duarte Pinto, que permitiu e bem, a ‘chamada’ do ganadeiro à arena.

Todos os cavaleiros exibiram actuações apenas e só regulares, não havendo, infelizmente, um sonoro triunfo que se possa guardar na
memória.

Abriu a função o já veterano Tito Semedo, fazendo-o de forma correcta. Terminou a sua prestação com um violino e palmo, tendo dado volta à arena, como de resto aconteceu com todos os ginetes.

A Gilberto Filipe tocou lidar um dos tais exemplares menos felizes em comportamento, sendo mais tardo na investida, faltando-lhe também aquele ´passito’… Gilberto lidou em crescendo, terminando com um muito bom curto.

Marcos Bastinhas e como já foi referido lá atrás, teve por diante um Romão Tenório, bem em tipo da ganadaria e com a suavidade suficiente para que o toureiro lhe templasse a investida, em brega a duas pistas que criaram ‘impacto’ junto do cônclave. Sem par de bandarilhas, terminou com um palmo que, acabaria por não ficar cravado. No entanto, a forma como lidou, desembaraçada e com ‘praça’, criou ‘alvoroço’ em Samora.

Duarte Pinto teve por diante o mais colaborante toiro do festejo. Andou correctissimo na execução das sortes, sendo fiél ao seu conceito de toureio, tal como aconteceu com Tomás Pinto, cuja prestação decorreu sob o signo da regularidade.

Terminou a jovem Mara Pimenta. Recebeu muito bem o oponente, em curto, deixando um primeiro comprido de muito boa nota. A sua restante actuação, foi pautada pelas boas maneiras que exibe, mesclando no entanto, alguns momentos de intermitência.

As pegas estiveram por conta das formações do Ribatejo e Cascais, sendo caras do primeiro grupo, Fábio Costa (à quarta), João Oliveira (à primeira) e Ricardo Jorge (à segunda). Pelo do Cascais, foram na linha da frente Marco Baião (à primeira), André Baião (à segunda) e Ventura Doroteia (à quarta).

Dirigiu o Sr. Rogério Jóia.

_MG_0008.JPG

_MG_0012.JPG

_MG_0081.JPG

_MG_0168.JPG

_MG_0274.JPG

_MG_0347.JPG

_MG_0457.JPG

_MG_0486.JPG

_MG_0552.JPG

_MG_0608.JPG

_MG_0671.JPG

_MG_0735.JPG

_MG_0844.JPG

_MG_0928.JPG

 

Fotos: João Dinis/www.touroeouro.com

SANTO ANTÓNIO DAS AREIAS COM CURVAS E CONTRACURVAS - POR: SOLANGE PINTO

27.04.16 | barreiradesombra

Qualquer das estradas de acesso à localidade alentejana de Santo António das Areias, é abastada em curvas e contracurvas… Tudo vale a pena, quando chegamos à dita povoação e damos de ‘caras’ com a catita praça de touros, renovada à pouquíssimo tempo e portanto, ainda muito bem parecida…

O seu já tradicional Festival Taurino, foi por diante (não havia sequer razões para não ir), chegando mesmo a ‘ganhar’ com o adiamento de outro espectáculo agendado para o mesmo dia… Tauródromo cheio à vista e bom ambiente!

A tónica dominante do evento, simples, as mesmas curvas e contracurvas que atrás referi, descrevendo o acesso a Santo António das Areias.

O que quer isto dizer? Simples também… Êxito rotundo, nenhum; ‘petardo’ (desculpem a expressão pouco elegante), também nenhum, mas houve sim, actuações curvilínias…

A mais destacada prestação da tarde, foi a do jovem Miguel Moura, que esta tarde substituia o lesionado  (segundo o atestado médico e AVISO) ‘cabeça de cartaz’, João Moura.

Depois dos regulares compridos, seguiu para uma série de curtos de franca boa nota, sobretudo no que concerne à brega, de tom muito ‘mourista’ e que, em ‘casa’, fizeram delirar o público presente. Remates em curtas distâncias, cadenciados e a templar a investida do oponente, quiçá um dos que mais serviu.

Antes, havia passado pela arena Marcos Bastinhas. A sua actuação foi limpa, coerente e até com bons momentos, sendo que ainda assim, faltou a rectificação da cravagem do par de bandarilhas que se prupôs deixar. Cravou meio, sendo que o outro meio, acabaria por ser cravado em sorte de violino.

Rui Salvador e Tito Semedo abriram as hostilidades, fazendo-o de forma intermitente. Ainda assim, as suas prestações decorreram em tom crescente. Há que referir que Tito Semedo lidou um astado escasso de forças motivando o insistente protesto do público.

Sónia Matias lidou o terceiro da tarde, visivelmente menos composto de carnes que os anteriores. A ginete andou irregular até ao equador da sua exibição, sendo que, na segunda metade e uma vez encontrado o ‘sítio’, agarrou praça, voltando a evidenciar o seu carisma e poder comunicativo junto do público.

A jornada taurina encerrou com a presença na arena da segunda cavaleira anunciada. A praticante Mara Pimenta. Nos compridos e com grande apoio do cônclave, esteve fantástica, deixando dois belíssimos ferros, sendo que, continuou em muito bom tom nos curtos iniciais. Com o público já rendido, foi em busca do ‘Quiebro’, sendo que nesta fase da sua actuação a regularidade não foi efectiva.

Todos os cavaleiros deram volta à arena e todos, foram altamente prejudicados com imenso areal a que se chamava arena.

Lidaram-se toiros de João Ramalho, de comportamento desigual e um de Santa Maria, lidado por Marcos Bastinhas.

No ramo da forcadagem e com prémio em disputa para o melhor grupo, estiveram os elementos das formações de Cascais, Portalegre e Coimbra. Ganhou Cascais, mas todos evidenciaram regularidade. As cinco primeiras pegas foram efectivadas ao primeiro intento e a última, ao segundo.

Por Cascais, foram caras Paulo Loução e Carlos Dias; por Portalegre, Fábio Santos e Miguel Gonçalves e por Coimbra, Carlos Prata e Pedro Silva.

Dirigiu com correcção, Marco Gomes.

_MG_0026.JPG

_MG_0034.JPG

_MG_0116.JPG

_MG_0151.JPG

_MG_0241.JPG

_MG_0271.JPG

_MG_0305.JPG

_MG_0352.JPG

_MG_0388.JPG

_MG_0420.JPG

_MG_0456.JPG

_MG_2578.JPG

_MG_2689.JPG

_MG_2748.JPG

 

Fotos de João Dinis/www.touroeouro.com

Os Toiros da Corrida de Homenagem ao Senhor Fernando Palha, 1 de Maio 2016 VFX

26.04.16 | barreiradesombra

Paulo Pessoa de Carvalho enviou o seguinte comunicado sobre a corrida de dia 1 de Maio:

"

Venho dar a conhecer os toiros para a Corrida de Toiros  de dia 1 de maio na PALHA BLANCO, através das fotografias em anexo, corrida que será de Homenagem ao Senhor FERNANDO PALHA.

 

As fotografias são cortesia do Fotógrafo Francisco Romeiras e do Faenas TV. Nessa corrida será lidado umimponente lote de  toiros de 6 afamadas ganadarias touristas.

 

Aproveito também para enviar os links dos dois vídeos promocionais da corrida de toiros:

 

https://vimeo.com/164077195 (Vídeo promocional dos toiros de 1 de Maio)

 

https://vimeo.com/163600898 (Vídeo promocional da corrida de 1 de Maio)

 

 

Relembramos o cartel:

 

Cavaleiros

- António Ribeiro Telles

- Manuel Telles bastos

- Francisco Palha

 

Forcados

- Vila Franca de Xira

- Caldas da Rainha

 

Toiros

- David Ribeiro Telles

- Branco Núncio

- António Silva

- Canas Vigouroux

Fernando Pereira Palha

- Passanha Sobral

 

Sendo o regresso à PALHA BLANCO do Concurso de Ganadarias, estarão em disputa os troféus bravura e apresentação, que serão atribuídos por um júri constituído pelos representantes das ganadarias a concurso.

 

Estará ainda em disputa na sua 2ª edição, o Troféu João Vila Verde para o melhor grupo em praça, sendo o júri constituído pelos Senhores: João Franco, João Cortes, António Manuel Cardoso (Néné), Jorge Faria (GFAVFX) e Nuno Vinhais (GFACR)."

PassanhaSobral-nº43.jpg

CanasVigouroux-nº398.jpg

ganadaria antonio silva (2).jpg

ganadaria branco nuncio (1).jpg

ganadaria fernando palha (2).jpg

ganadaria ribeiro telles (2).jpg

 

Pág. 1/6