Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ALMEIRIM ATRIBUIU MEDALHA DE HONRA A D. FRANCISCO DE MASCARENHAS

03.04.15 | António Lúcio / Barreira de Sombra

francisco marcarenhas.jpgA Câmara Municipal de Almeirim vai distinguir este ano com a medalha de honra da cidade o cavaleiro tauromáquico D. Francisco de Mascarenhas. A distinção dá-se no ano em que D. Francisco Mascarenhas comemora 70 anos de alternativa.

D. Francisco de Mascarenhas é uma das figuras maiores do meio taurino nacional, tendo-se apresentado em público pela primeira vez em Almeirim no ano de 1936. Este ano comemora 70 anos de alternativa, tirada no Campo Pequeno a 29 de Agosto de 1945, apadrinhada pelo Mestre João Branco Núncio. A cerimónia irá decorrer por alturas do 25 de Abril, onde a autarquia de Almeirim distingue um conjunto de personalidades.

Este ano, para além de D. Francisco de Mascarenhas, será também distinguido o músico Custódio Castelo, um dos maiores intérpretes da guitarra portuguesa, ao que avançou o jornal O Almeirinense.

Este ano ainda não é conhecido o local da cerimónia de distinção de D.Francisco Mascarenhas e outras personalidades do concelho. 

D. Francisco de Mascarenhas passou por praças como Las Ventas e Sevilha, tendo actuado também em França, Angola e México. Este ano a Câmara de Almeirim vai assim agraciá-lo com a Medalha de Honra da cidade.

mdias1.jpg

 

Miguel Dias

DE 16 DE ABRIL A 31 DE MAIO “FLAMENCO É LIVRE; TOUREIRO NÃO” EM EXPOSIÇÃO NO NH HOTEL AVENIDA DA LIBERDADE

02.04.15 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Poster Tauromaquia.JPG

Métis Eventos recebe a partir do dia 16 de abril pelas 18h30 no Hotel NH a exposição de Tauromaquia, do conceituado pintor português Pedro Nunes. A exposição é gratuita e está aberta ao público até ao dia 31 de maio. A exposição está representada em 12 obras que poderão ser visitadas gratuitamente no hotel.

A exposição convida-nos a conhecer para além da arena uma tradição secular em Portugal, através de cores quentes como vermelho e amarelo que nos mostram as diversas vertentes da cultura que envolve os touros.

Pedro Nunes aprendeu que não é toureiro quem quer. Através dos pincéis e paleta fez da tela a arena onde, pictoricamente, deu forma às “faenas” de sonho e fez da Pintura Taurina uma sua especialidade. Foi com o matador de toiros bairrense Armando Soares que o pintor aprendeu sobre a “arte” e os bastidores desse mundo.

O artista português nasceu em Rio Tinto no ano de 1952 e já colaborou em diversas revistas da especialidade. Expôs em Galerias de Arte variadas temáticas através de técnicas como carvão, pastel seco, aguarela, acrílico e óleo. Atualmente, Pedro Nunes dedica-se ao ensino.

Um momento de sevilhanas com oito bailarinas será responsável pelo momento de inauguração desta exposição e homenagem ao matador de toiros Armando Soares.

As 12 obras presentes na exposição, distribuídas pelo lobby e restaurante do Hotel estão disponíveis para venda, podendo ser adquiridas no próprio local.

Barreira de Sombra - Temporada 2015 - 4.ª - emissão 01/Abril/2015

01.04.15 | António Lúcio / Barreira de Sombra

jandrade1.jpg

Hoje é o dia que está consagrado ás mentiras. É o dia um de Abril de dois mil e quinze. E porque é o dia das 'mentiras', queria aqui fazer uma incursão sobre o tracto que é a ilusão, o uso do acto de mentir.

Assim, quando não há pachorra para mais nada, algumas criaturas menos dadas a fazerem alguma coisa de interessante, rapam da sua capacidade de enganar uns tantos, e vai de montarem uma 'linha de interesses', um grupo, uma frente, um colectivo, escolher o produto a 'vender', a coisa a virar 'moda', sempre alguma temas e conjunto de acções, que lhes dê dez minutos de antena, outros tantos de fama, e uns quantos mais de uns cobres a ganhar, claro, sempre com uns quantos acólitos anódinos, gente pronta a fazerem uns serviços pela causa, desde que isso lhes permita uns lugares onde possam ocupar uma cadeira à mesa do pote. Sucede a propósito com a comemoração do dia das mentiras, como também pode acontecer com o dia da beterraba com pêlos, espécime que ninguém conhece, mas que estas almas descobriram que está em vias de extinção, ou carente de protecção e, na pior das hipóteses, extinta e pronta a ressuscitar, para gáudio não se sabe de quem, mas que estas mesmas criaturas juram serem muitas e 'tão dignas, e com tantos direitos' como qualquer outro mortal que se prese. Poucos, mas barulhentos. Com direitos. Que se lixe a maioria. Isso é uma coisa de burgueses, gente instalada.

E porque estamos no dia das mentiras, que o trato mais institucional e farisaico gosta de trocar por, 'dia na não verdade', ou seja, é mentira, mas como isso pode dar azo a um processo nos tribunais, a coisa pode ser contornada, e até é mais jeitosa de ouvir, dizendo-se que a mentira, é uma não verdade. Assim mesmo. Nem é meia verdade. É não verdade, porque a coisa é mesmo uma refinada mentira, completa, repleta e redonda.

Porque estamos no dia das mentiras, espero que o seja mesmo, aquilo que se vai sabendo sobre o calendário das transmissões televisivas da temporada tauromáquica de 2015.

Infelizmente,parece que a nova direcção da RTP, não só não abre mão de abrir um espaço num dos seus canais para a divulgação da cultura e tradição tauromáquica, como agora parece querer limitar, ou reduzir as transmissões em directo, que em princípio, estavam já delineadas pela administração anterior.

Estas transmissões televisivas, não só eram, ou são, um meio de permitir, ou que permitiam, que a Casa de Pessoal da RTP, através dessas transmissões, conseguisse angariar fundos para as actividades que desenvolve, e que não se limitam ao trivial calendário de passeios para os associados.

A Casa de Pessoal da RTP, nos serviços que presta e assegura, é uma pequena grande empresa que, graças a homens como João Moreira de Almeida, que como dirigente responsável na RTP, isso mesmo soube entender, e tudo fez para que a Casa de Pessoal tivesse na lista das suas actividades anuais uma corrida televisionada, iniciativa que foi o agente e meio que melhor divulgou, informou, formou e promoveu, a Festa dos Toiros em Portugal. Mas isso era no tempo em que os interesses da RTP estavam virados para o fomento e divulgação da Cultura e Tradições portuguesas. Tempo em que os Homens ainda tinham medo da 'palavra dada', onde a 'mentira' era tratada como uma coisa desprezível, indigna e ofensiva da dignidade, e não como, 'não verdade'.

Hoje, como dizem os mais indignos que se passeiam pelos corredores dos poderes, 'os tempos são outros', é outra a concepção da dignidade e da baixeza moral da dita 'classe dirigente'. - A 'mentira' já não é o ´não falar verdade', e herói, herói é o que foge, o 'homem de carácter' deu lugar a um perigoso 'irresponsável, e teimoso q.b.'

Mas isto é o que eu penso.

E como estamos no dia um de Abril… possivelmente, até será mentira. Pelo menos até o 'fogo' chegar ás portas destas gentes. Aí vamos ter estes mesmos a reclamarem por mais 'respeito'. Então pode ser que não seja mais um dia das 'mentiras', mas tão só a verdade vir ao cima, o equilibrar.

Do Norte, com um abraço

José Andrade

Hoje é o dia que está consagrado ás mentiras. É o dia um de Abril de dois mil e

ALUNOS DA ACADEMIA DE TOUREIO DO CAMPO PEQUENO TENTARAM NA MACHOA E NA TORRE DO FERRADOR

01.04.15 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Diogo Peseiro, Sérgio Nunes, alunos da Academia de Toureio do Campo Pequeno, e Pedro Cunha, que recentemente passou também a integrá-la, participaram em tentas nas ganadarias Luis Rocha (Herdade da Machoa, Monsaraz) e António Silva (Torre do Ferrador, Coruche).

Peseiro e Pedro Cunha participaram no sábado, dia 28 de Março, na tenta que fez parte da festa de Campo na Herdade da Machoa, ao passo que Sérgio Nunes tentou na terça-feira, dia 31, na ganadaria António Silva.

2-DSC_0483.jpg

7-DSC_9757.jpg

4-DSC_9701.jpg

 

Fotos da autoria de Fernando Clemente

Dia 11, dia de Futebol solidário em Alter do Chão

01.04.15 | António Lúcio / Barreira de Sombra

FUTEBOL SOLIDARIO.jpg

No dia 11 de abril no campo de futebol de Alter do Chão, vai decorrer um jogo de futebol solidário entre a Associação Desportiva de Alter e os Toureiros/Aficionados.

Além da importância do evento, este assume um carácter de notoriedade por ser um jogo para se arranjar alimentos (leite, massas, arroz, farinha), para aqueles que mais precisam.Os bens serão doados no local à Santa Casa da Misericórdia.

Esta iniciativa tem início marcado para as 10h, havendo animação musical, e é uma organização do Município de Alter, Clube Taurino do Agrupamento de escolas de Alter do Chão, e tem o apoio da Associação Desportiva de Alter, Santa Casa da Misericórdia e Casa Bastinhas.

Não falte, apareça, faça o seu donativo.

Ajude quem precisa, hoje por eles amanhã por você!

Informa: Marco Gomes

Pág. 9/9