Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BALANÇO DA TEMPORADA EUROPEIA DE JOÃO RIBEIRO TELLES

04.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Imagem resumo temporada.jpg

Terminada a temporada europeia do cavaleiro João Ribeiro Telles, agora que se prepara para iniciar temporada americana no México, é chegado o momento de ser apresentado o balanço do ano de 2014:

Este foi um ano marcado pela aposta na profissionalização e renovação da imagem do cavaleiro Joao Ribeiro Telles e na implementação de uma estratégia de comunicação profissional. Esta decisão visou distinguir o cavaleiro e promover uma maior elevação da imagem do toureio em Portugal. Esta renovação incluiu a criação de um novo logo, um novo website www.joaoribeirotelles.com, nova gestão da sua página no Facebook e a abertura de novas contas no Twitter e Instagram, além de uma nova imagem do camião dos cavalos.

A apresentação da nova imagem decorreu a 3 de Junho e ficou marcada pelo vídeo de lançamento "Os Toureiros são como Poetas" inspirado na frase de António Lobo Antunes e que remete para a vida de um toureiro dentro e fora das arenas. 

Durante esta  temporada procurou-se criar e desenvolver uma relação mais próxima e cuidada com os aficionados, pelo que foi realizado e disponibilizado um vídeo-resumo de todas as corridas do cavaleiro em Portugal através do site e redes sociais do cavaleiro. Também essas as mesmas corridas foram fotografadas pela objectiva do fotógrafo Frederico Henriques, o fotógrafo que integrou da equipa de comunicação do cavaleiro. 

Em termos taurinos, depois de ter sido unanimemente declarado triunfador da temporada de 2013, esta foi uma temporada em que João Ribeiro Telles reduziu o número de corridas, centrando as suas actuações nas grandes feiras e grandes datas do calendário taurino português. Toureou 6 corridas (Santarém, Caldas da Rainha, Colete Encarnado de Vila Franca, Alcochete, Abiul, Coruche) e 1 Festival (Vila Franca) frente às ganadarias sérias de Murteira Grave, Pinto Barreiros, Passanha, Canas Vigouroux, David Ribeiro Telles, Lupi, António Silva e Vinhas), tendo triunfado com exibições de reconhecida classe e emoção, que são as suas assinaturas de marca. 

Em Espanha o cavaleiro João Ribeiro Telles toureou 15 corridas, toureou ganadarias como a de Monteviejo, Albaran, Castilejo de Huebra, entre outras, às quais cortou 36 orelhas, tendo saído 9 vezes em ombros, numa campanha espanhola impressionante, tendo sido declarado o triunfador da Feria de Galapagar, pelo ayuntamento local.

Foi uma temporada que contou com a estreia dos cavalos Milão, Gordo e Dilatado. Como grande aspecto negativo desta temporada figura a morte sentida do cavalo Zique, o craque da quadra do cavaleiro, com ferro Grave. Para a temporada de 2015 apresentam-se 6 novos cavalos na quadra. São eles o Equador, Da Vinci, Estarreja, Aveiro II, Farol e Favorito.

No ano de 2014 estão associadas ao cavaleiro João Ribeiro Telles várias marcas de prestígio. Tratam-se da Fertiprado, o Agri Consulting Group, a Horta Osório Wines, a Ecoport, o Município de Coruche, a Coisas do Campo e o vinho Vinha Magna da Herdade dos Fidalgos, marcas que apostaram pela tauromaquia e que são parceiros de excelência. 

 Encerrada a temporada europeia, o cavaleiro João Ribeiro Telles vai dar início à temporada mexicana, já se encontrando nesse país, onde irá fazer a sua apresentação, e onde vai actuar em cerca de 6 corridas no mês de Dezembro. A primeira será já dia 7 na praça de toiros "La Española" de Ixil, Yucatán. O segundo compromisso será no dia 13 na praça coberta "La Concordia" em Orizaba onde vai alternar com as duas máximas figuras mexicanas da actualidade. O cartel será apresentado em breve.

Todos os detalhes da temporada europeia e da campanha mexicana podem ser seguidos em www.joaoribeirotelles.com 

SOBRE A SAÍDA DE JOÃO MACHACAZ DE CABO DO GFA RIBATEJO

04.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Nos últimos dias tem sido notícia a saída de João Machacaz de cabo do Grupo de Forcados Amadores do Ribatejo. Os verdadeiros motivos só o João Machacaz os pode explicar bem como os elementos do referido Grupo de Forcados, por sinal um dos que mais tem pegado nas últimas temporadas e com boas prestações. Aliás, o João Machacaz afirmou-se como um grande forcado de cara e condutor de homens nesta sempre dura e difícil tarefa de escolher 8 homens para enfrentarem, a corpo limpo, um toiro, fazendo-o com arte e galhardia.

A história que antecede a entrada do João Machacaz para cabo do GFA Ribatejo, sucedendo ao brilhante Joaquim José Penetra, um forcadão com todas as letras e merecedor dos maiores encómios, tem contornos semelhantes. Na altura, com a saída de Penetra, o GFA Ribatejo entrou para a ANGF… E agora, segundo consta, terá havido pressões para que que Machacaz deixasse de ser cabo porque já incomoda um conjunto grande de outros Grupos que pegam muito menos corridas.

Aliás, se estivessem atentos ao que foi sendo dito à boca pequena durante a temporada por alguns cabos de grupos de forcados, perceber-se-ia que alguma coisa iria acontecer mais tarde ou mais cedo, mas sempre depois da temporada findar.

Era bom que os Grupos de Forcados publicassem as suas contas de temporada: quanto receberam efectivamente em cada corrida, quais os custos com seguros, por exemplo. E que a ANGF desse também o exemplo, publicando as contas e mostrando que Grupos pagam as suas contribuições e quais estão em falta. A história de que isso é do foro interno é uma treta pois os supostos boatos são mais que muitos…

Diz-se que há Grupos que arranjam patrocínios publicitários em troca da sua presença nessas corridas. E pergunto eu: será que nos últimos 20 anos isso nunca aconteceu? Será que os empresários, alguns deles antigos forcados e até cabos de forcados, não privilegiam os seus antigos Grupos nas corridas que organizam em detrimento de outros?

A verdade é que dentro da praça, com o toiro de verdade, é que se vê quem é capaz de o enfrentar e com sucesso. Há demasiados Grupos de Forcados, é verdade. Mas há 40 anos atrás não havia o número de corridas de hoje, a necessidade de aglutinar os poucos que mostram alguma afición para enfrentar a luta que os contra nos movem… E andamos a lutar internamente por questões de somenos importância mas que podem ter grande impacto num conjunto de homens que enfrentam o toiro pela sua afición e pelo desafio de se superarem dia após dia, pega após pega.

Lamento a saída do João Machacaz de cabo dos Forcados Amadores do Ribatejo por razões que não sejam aquelas que o tempo, a idade e o toiro imponham.

O balanço de temporada da cavaleira praticante Mara Pimenta

04.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

IMG_2261.JPG

A cavaleira Mara Pimenta, viveu este ano a mais importante temporada da sua ainda jovem carreira.

A toureira de Almeirim, actuou nas mais importantes praças de touros do país, como Santarém, Moita, Montijo, Setúbal e Alcochete, esta última, praça esta onde se vestiu de casaca, pela primeira vez.
Assim, Mara Pimenta protagonizou duas distintas fases numa mesma temporada.

Enquanto amadora, alcançou um dos maiores triunfos da sua época. Em Santarém, triunfou num cartel de figuras. Foi de resto com as Figuras que maioritariamente alternou em compromissos de relevo.

A ginete, actuou por treze vezes como amadora e seis vezes como praticante, tendo prestado provas para a progressão na carreira, na Praça de Touros de Alpalhão, no dia 9 de Agosto, arrebatando a maior parte dos prémios para o estatuto de "cavaleiro praticante" neste ano 2014.

Mara descreve assim a sua temporada: "Foi sem dúvida a minha mais importante temporada. Tive o gosto e o privilégio de compartir cartel com grandes figuras do toureio portuguesas, e triunfar nalguns desses cartéis. No balanço deste ano, não poderia deixar de agradecer ao meu apoderado João Pedro Bolota, bem como ao meu Mestre, grande alavanca e incentivo da minha temporada, o Sr. António Ventura. A ele devo todos os êxitos, todos os conselhos e todos os ensinamentos que me fazem progredir dia após dia".

O PRESIDENTE DE VIANA INVENTA OBRA FARAÓNICA E PREPARA-SE PARA GASTAR MILHÕES DE EUROS, ATENTANDO CONTRA O PATRIMÓNIO DA CIDADE DE VIANA

03.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Como já denunciamos, o presidente da câmara municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa está a urdir um plano para se vingar dos aficionados e tentar demolir a praça de Touros de Viana, atentando contra o património, a história da nossa cidade e o esforço de muitas gerações de Vianenses, usando agora a desculpa que pretende transformar a praça num pavilhão que custaria muitos milhões de euros.

José Maria Costa já demonstrou ser uma pessoa sem escrúpulos, humilhando-se perante os tribunais, desprestigiando a figura de Presidente da Câmara, e envergonhando os Vianenses com as suas manobras intimidatórias, indignas de um país democrático.

Depois de em 2009 a Câmara Municipal ter comprado a Praça de Toiros de Viana por 5 mil euros deixou-a ao abandono, numa manifestação de desrespeito pelo património e história desta cidade. Como se tal não bastasse, tenta inventar uma desculpa falsa para tentar demolir a praça de toiros, com o objetivo único de apagar a centenária história taurina de Viana e de se vingar dos aficionados de Viana.

Agora, José Maria Costa acaba de inventar mais um projecto faraónico, que vai endividar ainda mais um município que vive uma situação económica trágica, devido à gestão ruinosa que José Maria Costa tem realizado, com uma dívida astronómica de mais de 100 milhões de euros, quando existem em Viana carências, problemas sociais e de pobreza gravíssimos.

Nos países civilizados o património recupera-se, não se destrói e o pouco dinhiero gasta-se naquilo que é verdadeiramente importante. Mas José Maria Costa mostra que não tem práticas civilizadas nem evoluídas, afundando progressivamente o município em dívidas infindáveis, que terão de ser pagas pelos munícipes e gerações futuras, construindo "elefantes brancos" em série.

Por isso queremos que a praça seja devolvida à cidade de Viana pelo que, como já comunicamos, temos uma proposta de um consórcio Luso-Francês que pretende comprar da nossa praça, para a recuperar e transformar num espaço multiusos, criando emprego, riqueza e dinamismo na nossa cidade, sem qualquer custo para o município.

Estamos vigilantes e vamos recorrer a todos os meios legais para que José Maria Costa seja impedido de levar o seu plano de demolição da cultura e história de Viana avante.

O povo é quem mais ordena e vamos todos impedir que a barbárie se sobreponha ao respeito pela cultura e pela história da nossa cidade.

Movimento cívico “Vianenses pela Liberdade”

Vianenses pela Liberdade
Na Defesa da Liberdade e dos Vianenses
 

Faenas TV - Analise da Temporada 2014 no Campo Pequeno

01.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Faenas TV - Logo.JPG

 

Pelo segundo ano consecutivo o Faenas TV foi o único órgão de comunicação social taurina, na vertente audiovisual, a realizar as reportagens do abono do Campo Pequeno.

Agora é altura de fazer um balanço dos 11 espectáculos taurinos (10 corridas de toiros e uma novilhada) realizados em 2014, na Praça de Toiros mais importante do país.

Nesta reportagem que se encontra disponível no Faenas TV, podemos assistir a uma análise que aborda os temas que consideramos ser de maior importância no diagnóstico de um abono, são eles: a afluência de público, as prestações mais relevantes de cavaleiros, rejoneadores, espadas e forcados. No plano ganadeiro analisamos o curro mais homogéneo e os toiros com maior índice de bravura que saíram em 2014 à arena da capital.

Uma reportagem a não perder, só no Faenas TV!

Assista a esta reportagem especial em www.faenas.tv / MEO Kanal 410070 / Vimeo: vimeo.com/113110174

A produção, reportagem e edição vídeo foi de Diogo Marcelino
As imagens estiveram a cargo de Ivan Tsyganov, Valter Pinho e Sofia Oliveira

João Ribeiro Telles já se encontra no México

01.12.14 | António Lúcio / Barreira de Sombra

O Cavaleiro João Ribeiro Telles já se encontra no México desde ontem, dia 28 Novembro, país onde irá realizar a sua apresentação e onde irá tourear um conjunto de cerca de seis corridas de touros durante o m\es de Dezembro. 

O cavaleiro encontra-se sedeado no rancho da rejoneadora mexicana Mónica Serrano, tendo já dado início aos treinos de preparação para o primeiro compromisso que vai decorrer dia 7 de Dezembro, na praça de toiros "La Española" ,de Ixil, Yucatán.

Podemos já anunciar que, para a segunda corrida desta digressão, o cavaleiro João Ribeiro Telles vai tourear com as máximas figuras mexicanas do momento. Muito em breve será revelado o cartel desta corrida.

JOÃO RIBEIRO TELLES NO MÉXICO.jpg

 

Pág. 2/2