Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

AINDA A 'DEMONSTRAÇÃO DE PEGAS'! - POR JOSÉ ANDRADE

20.11.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

A capacidade humana de espanto, é tão imensa e imensurável, quanto a estupidez do acto ou acontecimento que o obriga a atenção e realce. E para quem, gostando da Festa dos Toiros, vai acompanhando o que neste final de temporada se vai passando, das duas, três. Ou faz de conta que o que se passou, foi um mau sonho. Ou então, a fazer fé na saúde mental, mandar ás malvas o espanto, sobre o que tem sido escrito e dito entre o final do 'Espectáculo de Demonstração de Pegas' do passado Domingo no Montijo, e esta Terça-Feira.

 

Dois dias, apenas dois dias passados, já tanta estupidez vertida por metro quadrado, em 'juras de amor' pela classe de Forcados, 'traições' na área dos Bandarilheiros, 'Pareceres oficais' que envergonham quem os subscreve, 'troca-tintas' entre quem 'diz que sabe de toiros', e é 'aficionado' desde antes de nascer. Enfim!

 

Diferente do Sol, que quando nasce ilumina todos, nesta coisa de 'cobardia' e a ausência de 'Ética', o 'Bom Senso' e a 'Frontalidade', é coisa só de alguns, poucos, mas alguns. É que o 'Sol, como fonte de luz, ilumina, e por vezes queima. Mas isso não pode servir, ou ser consentido como desculpa, para aqueles que só gostam de viver à sombra das nuvens. Isto é, justificar na sombra, onde gostam de viver, a sua falta de Verticalidade, Coragem e Ética, dizendo hoje 'branco', para logo a seguir fazer a alegoria do 'preto', numa troca de Valores, só porque outros 'valores' servem, isso, não. Infelizmente foi isso, é isso que se regista, dois dias após o final de uma iniciativa, que primeiro devia ser acarinhada, depois participada, depois ainda, respeitada.

 

Mas o que lá vai lá vai. A concorrência que esteve presente no Montijo, independentemente do número, parece que gostou. Os organizadores, até agora não vieram a público de chapéu na mão fazendo colecta. Os ausentes, por Dever e Função, os que só tinham a ganhar com a realização deste tipo de 'marketing' da Festa Brava, vem podem escavar nos dicionários e entre os 'amigos' palavras e prosas de 'amor e ódio', porque quem lá foi, e por quem se esteve marimbando para os 'pergaminhos de azul pintado'.

 

A realização da 'Demonstração de Pegas' foi uma realidade, e merece um aplauso pelo que fez, e veio mostrar que se devia fazer na promoção da Festa dos Toiros, no Portugal de 2013. Se quem vive da Festa assim não o entendeu... pode ser não leve muito tempo para sentir a oportunidade perdida. Não! Não é uma questão de gosto ou opinião... é uma questão de realismo com os tempos. E, contrário ao que alguns, como cobarde desculpa já defendem, entendo que este assunto não deve morrer de morte por eutanásia. Como coisa de toiros, deve morrer na praça, com raça e com valor.

 

Vila do Conde, 19 Novembro de 2013

José Andrade