Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

É MUITO FÁCIL CHEGAR ATÉ À FEIRA DE CAMPO

09.09.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

 

Vindo de Lisboa, duas alternativas, Ponte Vasco da Gama, saída sentido Alcochete, no Campo de Tiro vira à direita, em Direcção a Coruche, pela Estrada Nacional 119, até à localidade de Biscainho (12 km antes de Coruche). Aí já encontrará todas as indicações que o vão levar à Feira de Campo.

 

Se vier de Lisboa pela A10, sair em Benavente e aí apanhar a estrada regional em direcção ao Biscaínho.

 

Vindo de Norte, e tendo Coruche como referência, passar as pontes, na rotunda depois das pontes de Coruche vira à direita até apanhar a localidade de Biscainho.

 

É muito fácil vir à Feira de Campo, os acessos estão em óptimas condições e a diversão vai ser garantida!


No próximo sábado e domingo a Feira de Campo espera por si!

 

PESEIRO TRIUNFOU EM HORNACHOS

09.09.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

 

Diogo Peseiro, aluno da Academia de Toureio do Campo Pequeno, no mano a mano com Luís Miguel Navarro (silêncio e silêncio), deu volta no primeiro e cortou um orelha no segundo, na novilhada em Hornachos (Badajoz) . O também, aluno da Academia do Campo Pequeno Sérgio Nunes que foi o sobresaliente,  e que se apresentou em Espanha teve a convite de Diogo Peseiro a oportunidade de mostrar o se valor.

 

Informação e foto: Fernando Clemente

CORRIDA SEM CHAMA NO CENTENÁRIO DAS FESTAS DE SOBRAL

09.09.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros de Sobral de Monte Agraço – 08.09.13 – Corrida à Portuguesa

Director: Lourenço Luzio – Veterinário: José M. Lourenço – Lotação: ¾

Cavaleiros: Luis Rouxinol, Filipe Gonçalves, João Maria Branco

Forcados: Amadores de Vila Franca e Chamusca

Ganadaria: Jorge de Carvalho

 

CORRIDA SEM CHAMA NO CENTENÁRIO DAS FESTAS DE SOBRAL

 

A falta de bravura dos toiros de Jorge de Carvalho, apesar de bem apresentados, condicionou as lides e o resultado artístico final desta corrida de toiros que se realizou nas Festas de Feira de Verão de Sobral de Monte Agraço em tempo de comemoração do seu 1º Centenário. Faltou, também, chama à corrida, ou seja, apesar dos toureiros tentarem resolver os problermas colocados pelos toiros, poucas foram as vezes em que conseguiram aquecer o público que suportava uma desagradável nortada. Lamenta-se também o facto de que, estando a ser comemorado o centenário das Festas ninguém se tenha lembrado de um brinde a todos aqueles que ao longo destes cem anos fizeram com que a Festa Brava tivesse uma presença constante em Sobral de Monte Agraço.

 

A Luis Rouxinol tocou-lhe um primeiro toiro que cedo mostrou pouca vontade de investir mas que ão se fechou em tábuas e permitiu ao cavaleiro de Pegões desenvolver uma lide agradável mas sem um nível exibicional alto como é seu apanágio. No quarto da tarde conseguiu os seus melhores momentos ao deixar um segundo curto de nota alta em sorte frontal bem executada e um belo par de bandarilhas a rematar.

 

O cavaleiro Filipe Gonçalves também não teve um primeiro muito colaborante mas com decisão e entrega conseguiu deixar um terceiro curto a sesgo de boa nota e rematou com dois de violino que foram do agrado do público. No quinto da tarde, o seu primeiro comprido foi de boa nota e nos curtos o melhor foi o quinto em sorte frontal com reunião ajustada, para terminar com um bom par de bandarilhas e um ferro de palmo. Foi o mais aplaudido pelo público.

 

João Maria Branco, na sua primeira temporada de profissional, também não teve facilidades e mostrou que ainda há muito trabalho a fazer. No seu primeiro em que houve alguma dmeora em encontrar os terrenos e distâncias, perdendo-se por vezes o tempo de lide e decisão para cravar os ferros. No que encerrou praça, manso a fixar-se em tábuas e de lá saíndo a custo, houve mais decisão na ferragem curta, bem apontada em sortes sesgadas pois o toiro não permitia mais. Passagem positiva pelo Sobral.

 

No capítulo das pegas de caras, os Amadores de Vila Franca abriram praça com João Matos a consumar ao primeiro intento, seguido de António Faria que à primeira emendou o seu colega Francisco Faria que se lesionara na segunda tentativa e ainda Nuno Vassalo numa boa cara à primeira. Os Amadores da Chamusca tiveram na cara dos toiros Mário Duarte numa rija pega à primeira, seguido de Diogo Cruz à primeira e Igor Rabita com muita decisão ao segundo intento no que encerrou praça.

 

Direcção sem reparos de Lourenço Luzio assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.

FEIRA DE CAMPO – ACTIVIDADES NA PRAÇA DE TOIROS

09.09.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Já estão definidas as actividades e horários de funcionamento da Praça de Touros, instalada na Torrinha, onde vão decorrer as actividades taurinas, durante a Feira de Campo, nos dias 14 e 15 de Setembro.

 

Assim, nos dias 14 e 15 de Setembro as actividades vão ser as seguintes:

 

10 horas - Toureio a Pé (Tenta)

 

11 horas - Toureio a Cavalo

 

12.30 horas - Treino de Forcados (pega de caras)

 

14 horas - Toureio a Pé

 

15 horas - Toureio a Cavalo

 

16 horas - Treino de Forcados (pega de cernelha)

 

17 horas - Toureio a Pé (Tenta)

 

18 horas - Toureio a Cavalo

 

Estas são as actividades delineadas para a Praça de Touros instalada na Torrinha.

Venha à Feira de Campo e desfrute do melhor que a natureza nos pode dar!

FEIRA DE CAMPO - APRESENTAÇÃO DO CD 'CAMPO E TRADIÇÕES' - FADO MARIALVA

09.09.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

O Grupo 'Fado Marialva', composto pelos fadistas Rodrigo Pereira, D. Manuel da Câmara e Francisco Martins, vão estar também presentes na Feira de Campo.

 

Assim no dia 14 de Setembro, sábado, estes três fadistas vão apresentar na Feira de Campo o seu novo trabalho discográfico, intitulado 'Campo e Tradições'.

 

Esta apresentação terá lugar no picadeiro central, onde irão ainda decorrer inúmeras actividades.

 

Mais um bom motivo para estar presente na Feira de Campo! 

14 e 15 de Setembro - Torrinha - Coruche!