Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Petição "Pela Proibição da Realização de Manifestações Anti Taurinas nas Imediações das Praças de Toiros a Bem da Garantia da Ordem Publica"

12.07.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Caros amigos,

Após o lançamento da Petição "Pela Proibição da Realização de Manifestações Anti Taurinas nas Imediações das Praças de Toiros a Bem da Garantia da Ordem Publica", que pode ser consultada em, http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=P2013N70298, vários foram os toureiros que assinaram a mesma, levando a que, apenas em 3 dias, estejamos a chegar às 700 assinaturas.

 

Daqueles que emitiram declarações publicas, revelando o porquê de se identificarem com a mesma, destacam-se, Pedro Salvador, João Augusto Moura e Maria Mira:

 

  • "Nos tempos      que correm, já se devia de ter bom senso, educação, e uma coisa que      infelizmente se vê muito pouco... berço. Enfim... Penso que está na hora      de pôr um "travão" a este tipo de manifestações, que deixam de      ser passivas, quando os protestos passam a ser uma desonra publica à      profissão tauromáquica, e também à vontade de expressão dos aficionados e      também aqueles que simplesmente gostam do espectáculo. Os "anti"      têm de perceber de uma vez por todas duas coisas fáceis de entender para      qualquer ser normal. Ponto número um: - a nossa liberdade termina, onde      começa a dos outros; e ponto numero dois: - a educação e caldos de galinha      nunca fizeram mal a ninguém... José do Carmo Reis, conta comigo para o que      der e vier... com amizade, Pedro Salvador"
  • “Acho que esta      petição é muito importante pois já chega de ver os anti taurinos à porta      das praças a ofenderem os adicionados! Chega de sermos pisados por essa      gente e não poder fazer nada. Eles não têm esse direito de nos ofender da      maneira que nos ofendem! Espero que tudo isto vá para a frente e os metam      a kms das praças. Aí sim podem manifestar-se, e vamos ver se isto for      feito se eles vão continuar! Tenho a certeza que não. Um grande abraço ao      amigo José do Carmo Reis por esta iniciativa, conte comigo para o que      quiser abraço. João Augusto Moura”

 

  • "Esta      iniciativa é de louvar. Se vivemos numa democracia e a Tauromaquia é uma      Tradição Secular, enraizada na cultura Portuguesa e prevista na Legislação      do País,
         não vejo motivo para umas dezenas de anti-taurinos se manifestarem e      insultarem, chegando até a desejar a morte a toureiros e forcados,apenas      porque são contra a tauromaquia.
         Que eu tenha conhecimento, esse género de comportamento é considerado      crime contra a Honra, segundo o Código Penal Português. Assim sendo, este      género de manifestações têm que ser proibidas pois são, além de ridículas,      uma falta de respeito para todos os profissionais e aficionados da      tauromaquia.
         Ao Sr. José do Carmo Reis, os meus parabéns pela iniciativa e apelo a      todos para o apoio da mesma. Merecemos mais respeito. Maria Mira"

 

Paralelamente, estamos a iniciar contactos, com vista à recolha de assinaturas em papel que será, preferencialmente, realizada em algumas praças de toiros em dia de corrida, por forma a conseguir, o mais rapidamente possível, as assinaturas necessárias (4000).

 

Com este objectivo em mente, e porque nenhum aficionado que se identifique com a mesma, estará dispensado do seu contributo, venho solicitar, divulgação da referida petição, nos canais que gerem.

 

Atenciosamente,

 

A Bem da Festa Brava

 

José do Carmo Reis

Primeiro subscritor da Petição

 

28 DE JULHO – 18H – SANTARÉM: CORRIDA DA UNIÃO DAS MISERICÓRIDAS PORTUGUESAS

12.07.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Vai ter lugar em Santarém, a 28 de julho, uma corrida de touros em favor do Centro Bento XVI, resposta social da União das Misericórdias Portuguesas (UMP) dedicada ao tratamento de demências, em especial a doença de Alzheimer.

 

O cartel desta corrida será composto por seis cavaleiros. Joaquim Bastinhas, Luis Rouxinol, Sónia Matias, João Moura Caetano, Manuel Ribeiro Telles Bastos e Marcos Bastinhas vão graciosamente animar a Monumental Celestino Graça no dia 28 de julho, pelas 18 horas. Os forcados são os Amadores de Santarém e o Aposento da Moita. Toiros de diversas ganadarias: Veiga Teixeira, David Ribeiro Telles, Luís Rocha, Paulo Caetano e Fernando Palha.

 

A corrida está a ser organizada por um grupo de Misericórdias do Ribatejo e do Alentejo, em estreita colaboração com a própria UMP.

 

Com capacidade para 60 pessoas, o Centro Bento XVI começará a funcionar em setembro. Serão criados cerca de 40 postos de trabalho.

 

Bilhetes a partir de cinco euros nos locais habituais e na UMP (ww.ump.pt)