Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

MONTEMOR – BARRA DE OURO A 5 DE MAIO

12.04.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Conforme anunciado a empresa Campo e Praça, irá levar a efeito a Tradicional Corrida da Barra de Ouro, no dia 5 de Maio, pelas 17 horas, em Montemor-o-Novo, onde os Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Montemor, disputam o tão desejado troféu, atribuído ao melhor grupo em Praça.

Serão lidados seis magníficos touros da ganadaria Veiga Teixeira, pelos cavaleiros, João Salgueiro, Rui Fernandes e Gilberto Filipe.

 

Esta é uma corrida recheada de história, onde a sã rivalidade entre os Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Montemor marcará com certeza a tarde, onde nenhum dos agrupamentos quererá deixar de mostrar que merece conquistar o tão desejado troféu.

 

Também nos cavaleiros presentes em praça existe uma forte competição, João Salgueiro, que este ano cumpre a sua 25ª temporada de profissional, cumpre aqui a sua primeira das dez actuações desta temporada.


Rui Fernandes é um cavaleiro consagrado e que certamente irá jogar todos os trunfos, frente a um imponente curro de touros de Veiga Teixeira.

 

Gilberto Filipe, depois de no ano passado ter conseguido cimentar a sua posição no escalafón, quer iniciar aqui a sua temporada da melhor forma.

ATDC- UMA ASSOCIAÇÃO DE PERNAS PARA O AR....

12.04.13 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Do antigo director de corrida e bandarilheiro António Garçôa recebemos a seguinte nota:

“Exmos Sr.s

Não sendo meu habito utilizar os meios de comunicação especializados na área taurina, venho desta feita, informar da vergonha que neste momento grassa na Associação que ainda presido.

No passado dia 28 de Março, realizou-se uma Assembleia Geral da Associação para apresentação de contas e eleição de novos corpos gerentes.

 

Para meu espanto e contra toda a legalidade vigente, após a aprovação das contas por unanimidade e no momento em que se falava de não ter sido apresentado dentro do prazo legal estipulado, ao presidente da Assembleia Geral nenhuma lista para  os órgãos sociais, o Sr. Pedro Reinhardt, entregou/ leu uma serie de nomes constituintes numa lista de uma futura direcção em que para espanto dos que ali se encontravam era constituída por elementos que não eram sócios.

 

5 dos novos directores de corrida, mas membros não associados, 1 director de corrida não sócio e mais um elemento,  pasmem-se, o Dr. Luís Pereira, reconhecido inspector/fiscal das  corridas de toiros, onde anda a ver o cumprimento do Regulamento.

Nada me move contra a entrada de novos sócios, desde que sejam efectivamente directores de corrida reconhecidos pela IGAC, pois é estes que a Associação Tauromáquica de Directores de Corrida defende e representa.


Tanto mais que os novos elementos agora escolhidos como Delegados Técnicos Tauromáquicos- Directores de Corrida-  foram elucidados que deveriam, preencher a a sua proposta de sócio, uma vez que a Assembleia Geral por unanimidade decidiu aceita-los para sócios, uma vez que sendo eles Directores de Corrida detêm toda a legitimidade de pertencer a esta Associação, aos quais desde já desejo muita sorte e rigor na sua função.

 

Porem, preocupa-me muito, os interesses que querem instalar dentro da Associação que ainda presido, preocupa-me o carácter deontológico de pessoas que detêm cargos estatais incompatíveis com um cargo de direcção numa área que fiscaliza e preocupa-me sobretudo o futuro que a festa está a levar sendo utilizada para os interesses pessoais de cada um.

 

Toda a minha vida primei pela excelência e rigor no cumprimento das minhas obrigações e funções. Tentei sempre dar o meu melhor em prol da festa. Aceitei assumir um cargo de direcção de uma associação que traria a uma só voz a representação daqueles que agora de forma injusta e interesseira querem um lugar de destaque e de onde possam de alguma maneira colher ambicionados "louros" e interesses sem que para isso tenham trabalhado.

 

Para qualquer esclarecimento estou à vossa inteira disposição.

Melhores cumprimentos;

António Garçoa”