Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

“ESTAMOS AQUI POR BEM E EM DEFESA DA NOSSA FESTA BRAVA”

31.01.11 | barreiradesombra

Esta é uma das frases-chave da entrevista que realizámos com Ricardo Levesinho, sócio-gerente da Tauroleve, empresa que foi reconduzida pela Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira (após concurso) na gestão dos destinos da centenária praça de toiros “Palha Blanco” e que hoje vos damos a conhecer e onde mostra a certeza e firmeza das suas convicções.

 

Barreira de Sombra – Podemos afirmar que se fez justiça  com a atribuição da concessão à Tauroleve, por parte da Santa Casa da Misericórdia, da gestão da “Palha Blanco” após um extraordinário trabalho que fizeram e de assim poderem continuá-lo?

 

Ricardo Levesinho (RL) – Tendo em conta essa aprovação da continuidade do projecto, é uma avaliação positiva que nos passam; é uma satisfação pelo trabalho que fizemos e um orgulho muito grande concerteza e é um grande prazer, primeiro por sentirmos que as pessoas gostam do nosso trabalho e do nosso esforço e, por outro lado, também continuar com este projecto em que acreditamos cada vez mais, onde há muitas coisas a fazer e esperamos estar à altura do mesmo. E cada dia que passa, à medida que vamos fazendo  espectáculos, que se crie de novo ambiente em Vila Franca, uma grande afición e um grande interesse nos aficionados.

 

Barreira de Sombra – Nos últimos 3 anos verificou-se um aumento geral da média de espectadores em cada espectáculo apesar  de no final da temporada haver sempre o problema meteorológico que levou à anulação/suspensão de espectáculos. É a vitória de uma aposta nos preços baixos  e da qualidade dos espectáculos de de uma aposta forte nas ganadarias portuguesas?

 

RL – É mais o segundo aspecto da questão que eu queria realçar. Na questão dos preços, acreditem que nós fazemos os possíveis e impossíveis por os ter o mais barato possivel, o mais acessível para as pessoas  mas a nossa grande aposta é mais sobre a segunda questão Não entendo este “negócio”, esta actividade, este gosto, como uma questão de lutar unicamente pelos preços, pelo preço barato, e desfavorecer a qualidade porque o que nós pretendemos é a qualidade e se a tivermos, se apresentarmos seriedade, fazemos ver às pessoas que estamos aqui por bem e em defesa da nossa Festa Brava, acredito que as pessoas possam fazer um esforço. Mas a qualidade tem de existir sempre e temos que mostrar aos aficionados e ao público em geral que cada dia que passa estamos cá para apresentar essa qualidade da melhor forma possível.

 

Barreira de Sombra – Porque o toiro é elementofundamental, vocês fizeram uma aposta fortíssima em ganadarias portuguesas, um confronto Ribatejo/Alentejo, ganadarias dos campos de Vila Franca que não eram presença assídua na “Palha Blanco”. Uma aposta ganha na emoção com vários toiros notáveis, de Falé Filipe, Oliveiras, Casquinha, Sorraia e David R.Teles, por exemplo. Os toiros portugueses dão uma garantia de êxito que os espanhóis não dão?

 

RL – Não me cabe a mim avaliar os toiros espanhóis ou dizer mal deles, por amor de Deus. Acho que quando é para se criar um espectáculo interessante, nem que seja necessário ir buscar toiros à China pois o que queremos é que os aficionados fiquem satisfeitos e que os artistas, os toureiros, consigam ter matéria-prima para brilharem e que o espectáculo seja de êxito total. Fui buscar toiros portugueses porque acredito nas ganadarias portugueas, acredito no trabalho dos ganadeiros portugueses e se estamos em crise temos de ajudar o nosso País a desenvolver-se. Não é com importação excessiva que vamos ajudar o País nesse sentido. É um sentido, uma atitude, um gosto também e por isso tomei essa decisão onde todos os elementos da Tauroleve se empenharam e entenderam que era o caminho mais correcto. Se nós sentimos que as ganadarias portuguesas têm bons produtos para criar bons espectáculos, somos os primeiros a bater à porta e estaremos lá concerteza.

 

Barreira de Sombra – Deixam também mais aberta a porta do que quando se iniciaram nestas lides, dando também mais garantias aos ganadeiros portugueses. Mas também no campo dos artistas tiveram a atitude de dar oportunidades a jovens toureiros com valor, de lhes abrir as portas, premiando os triunfadores. É uma aposta para manter e também no toureio a pé?

 

RL – Claro que sim! Esse é o nosso caminho, o caminho que traçámos e que vamos seguir. Acho que só defendendo o futuro é que defendemos a Festa Brava. Só dando oportunidades aos mais novos é que concerteza iremos ter futuro, e não nos vamos desviar nada neste nosso caminho. Temos de ajudar, de apoiar, de consagrar, de reconhecer o trabalho dos artistas durante todo o ano e contar com eles na feira de Outubro. Mas também durante a temporada estamos cá para dar oportunidades àqueles artistas que consideramos terem valor e atitude e entrega para triunfarem na “Palha Blanco”.

 

Barreira de Sombra – Nos últimos 3 anos tem havido uma grande atitude na promoção e defesa do toureio a pe em Vila Franca, terra de grandes e gratas figuras. Depois de um certo divórcio, convosco este aspecto do apoio ao toureio a pé começando pela escolha das ganadarias, será para continuar?

 

RL – Claro que sim! Estamos muito satisfeitos com esse caminho como referi na resposta anterior. Acreditamos que este caminho tem sido muito positivo, tem sido um percurso com coisas a melhorar concerteza, mas onde existe muita satisfação por estarmos a contribuir para esse êxito. Tentamos fazer bem, é para manter e melhorar, com as ganadarias que achamos que estão no melhor momento possível pois é com elas que estaremos a contar porque queremos, como já referi, grandes êxitos. E aí não há muitos segredos e as tácticas não podem ser muito diferentes: quando estamos satisfeitos, quando vemos que é o caminho mais correcto, quando existe verdade, quando existe entrega de todos, tudo se conjuga para o espectáculo de êxito, de sucesso. E nós precisamos deste tipo de espectáculos porque só assim é que os aficionados vão à “Palha Blanco” como vão aos toiros a outro lado qualquer. Se acreditarem que vai haver um bom espectáculo, concertza que lá estarão para apoiar os artistas a triunfar.

 

Barreira de Sombra – A televisão esteve presente em Vila Franca (Arte & Emoção), a comunicaçãom social foi presença constante e massiva em todos os espectáculos na “Palha Blanco”. Achas que é importante para o desenvolvimento do vosso projecto o papel da comunicação social na divulgação e análise dos espectáculos? Conseguem tirar daí também algumas ilações para o futuro do vosso trabalho?

 

RL – Concerteza. Todos os dias aprendemos e reconhecemos à comunicação social grande capacidade de análise. Temos de aprender diariamente, temos de conseguir ler as críticas e crónicas pois só assim nos podemos desenvolver e, para além disso, a função normal da comunicação social é informar o público e o aficionado sobre o que aconteceu naquela tarde ou noite e estamos completamente rendidos à qualidade da comunicação social por esses dois vectores de que falei e tudo o que de bom têm dito de nós muito se deve à comunicação social pela forma como passa a palavra e reconecemos essa importância da avaliação que tem sido feita porque tem sido prestigiante e de reconhecimento do nosso trabalho e esforço. Estamos gratos.

 

Barreira de Sombra – A Tauroleve é uma empresa familiar onde sentimento e emoção são colocados em todo o trabalho. O que é que nos reservam para esta temporada de 2011?

 

RL – Vai ser uma temporada com um planeamento normal. Mesmo não havendo este ano o Salão do Cavalo, a corrida vai ter lugar pois é um espectáculo já com tradição. Será a 8 de Maio e vamos novamente apostar em jovens com reconhecido valor para os poder apoiar; o Colete Encarnado como festa mais bonita e emblemática de Vila Franca e no fim teremos quatro espectáculos pela Feira de Outubro onde queremos reconhecer o mérito dos artistas durante a temporada a prestigiar assim a nossa Feira, premiando os seus triunfos. Será uma feira de premiar e reconhecer o trabalho dos artistas. Quanto às ganadarias, serão aquelas que nos possam ajudar a contribuir para os bons espectáculos. Estamos em análise de campo, a ver toiros, e em finais deste mês princípios de Março penso que poderemos divulgar as ganadarias que lidarão em Vila Franca.

 

Ficamos então a aguardar pelas próximas notícias da Tauroleve para a temporada 2001 na centenária “Palha Blanco”.

FICAMOS À ESPERA DA PROIBIÇÃO? E DEPOIS MOSTRAMOS A NOSSA INDIGNAÇÃO...

28.01.11 | barreiradesombra

Defensor de Moura deu o mote em Viana do Castelo e depois no parlamento. Mais recentemente, durante a campanha eleitoral para a Presidência da Repúlica. Os pretensos defensores dos animais continuam com a sua luta na Net e com a sua petição a engrossar e até já nasceu um novo Partido político em defesa dos animais e da natureza...

 

Por cá, a única acção forte e visível foi a da Petição lançada pelo Dr. Francisco Moita Flores pois a Prótoiro ficou-se pelo seu lançamento e as restantes Associações de classe (Ganadeiros, Toureiros, Forcados e Empresários) nada têm feito que se veja e seja relevante. Tirando alguns alertas que têm sido lançados pelos sites e blogs taurinos, a verdade é que tudo se mantem como se nada se passasse.

 

Pergunto: vamos ficar à espera que esses senhores consigam levar ao Parlamento a sua petição antes da nossa e façam valer a sua vontade de acabar com as corridas de toiros? Vamos continuar a pensar que somos reis de pequenos reinos onde mandamos como tiranetes e os outros não importa o que façam? Vamos continuar a fingir que os outros não existem e a aplicar o velho ditado de Salazar «orgulhosamente sós«?

 

E se a proibição chega e as corridas de toiros são proibidas? Será nessa altura que iremso chorar de raiva e mostrar a indignação pela perda de mais uma parte importante da nossa identidade enquanto povo e enquanto País? Não iremos tarde de mais se essa situação acontecer? Poderá estar mais perto do que alguns pensam!...

 

Aquilo que aconteceu em Santarém em Outubro passado, já deveria ter permitido que, na capital do reino, em Lisboa, os mais de 50 mil peticionários, os intervenientes directos e indirectos no espectáculo tauromáquico, tivessem mostrado a sua genuinidade e a sua força com um dia de festa que culminasse com um desfile de todos do Campo Pequeno ao Terreiro do Paço. Mostrando a nossa força e a força da nossa razão.

 

Não fiquemos de braços cruzados.

ALCOCHETE COM DATAS DEFINIDAS PARA 2011

28.01.11 | barreiradesombra

Segundo a empresa Toiros&TAuromaquia, são estas as datas da temporada 2011 em Alcochete:

 

» 13 de Março

» 17 de Abril

» 18 de Junho

» 2 de Julho

 

Nas Festas do Barrete Verde e das Salinas:

 

» 12, 14, 16 e 18 de Agosto

 

SANTARÉM - 20 DE MARÇO - CARTEL COMEÇA A DEFINIR-SE

28.01.11 | barreiradesombra

A Empresa Apaludir tem o cartel de inaguração da temporada de 2011 em Santarém - dia 20 de MArço - quase pronto.

 

Cavaleiros: João Salgueiro, João Telles Jr e Tiago Carreiras

Forcados: Santarém e outro

Ganadaria: a designar

 

A certeza é de que os preços se mantém inalterados, a partir de 5 euros!

ASSEMBLEIA GERAL DA TERTÚLIA TAUROMÁQUICA SOBRALENSE

26.01.11 | barreiradesombra

Na próxima sexta-feira, 27 de Janeiro, reunirá a Assembleia Geral da Tertúlia Tauromáquica Sobralense, na sua sede da Rua Dr. Correia Guedes em Sobral de Monte Agraço, para análise e votação das contas do ano de 2010 e para eleição dos novos Corpos Sociais.

 

Recordamos que a Tertúlia Tauromáquica Sobralense promove, anualmente, a sua novilhada a 25 de Abril, e realiza todas as sextas-feiras um jantar convívio nas suas instalações, sempre concorrido por figuras gradas da nossa tauromaquia.

TAUROLEVE RECONDUZIDA NOS DESTINOS DA «PALHA BLANCO»

26.01.11 | barreiradesombra

“Hoje fomos informados directamente pela Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira na pessoa do Exmo. Senhor Provedor do resultado da concessão da praça de Toiros Palha Blanco em Vila Franca de Xira para o biénio 2011 e 2012.

A mensagem transmitida foi a de confiança e preferência para com o projecto por nós elaborado e que reuniu para quem avaliou, a melhor escolha entre os dois projectos em concurso.

Esta decisão é para nós gratificante e encorajadora mas ao mesmo tempo de imputação de grande compromisso já que para além da responsabilidade natural inerente à gestão da Centenária Palha Blanco nunca nos esqueceremos que a Santa Casa prescindiu de valores monetários superiores oferecidos pela outra proposta existente acreditando na vontade e na capacidade do nosso projecto.

Perante esta decisão que nos honra prometemos fazer cada vez mais e melhor na defesa de Vila Franca, da Palha Blanco e da Tauromaquia.

A partir de hoje efectuaremos as gestões necessárias de forma a seleccionar as ganadarias a lidar nesta temporada onde a Centenária Palha Blanco cumprirá 110 anos de existência.

Gratos pela vossa atenção

Com os nossos melhores cumprimentos

Ricardo Levesinho – Sócio Gerente da Tauroleve

Vila Franca de Xira, Dia 25 de Janeiro de 2011”

 

Foto: Pedro Batalha

APLAUDIR CONFIRMA JOÃO SALGUEIRO A 20 DE MARÇO EM SANTARÉM

26.01.11 | barreiradesombra

Esta é a nota de imprensa da Apaludir sobre a abertura de temporada em Santarém: “Informamos toda a aficion que o Cavaleiro João Salgueiro, um dos grandes Triunfadores da Temporada de 2010, estará presente no dia 20 de Março, Domingo, na Monumental Celestino Graça na Corrida da Inauguração Oficial da Temporada. Este é o primeiro nome e brevemente iremos dar a conhecer as duas outras Figuras deste grandioso Cartel.

Lembramos que a Aplaudir manterá os preços de valor igual aos do ano de 2010 pelo que os aficionados podem contar com "touros para todos" desde 5 euros! Só mesmo em Santarém!

Santarém em Defesa da Festa Brava sempre!”

 

Foto remetida pela Assessoria de Imprensa de João Salgueiro

 

«BARREIRA DE SOMBRA» NO AR EM 106.4 FM/OÁSIS FM, A PARTI DE 7 DE FEVEREIRO

22.01.11 | barreiradesombra

As emissões semanais do «Barreira de Sombra», que comemorará 24 anos em 13 de junho, regressam à antena da Oásis FM em 106.4 e www.radiooasis.pt a parti de 7 de Fevereiro, no habitual horário das 21 às 22 horas. Como sempre, as notícias, os cartéis das corridas, as análises, a cultura tauromáquica e a análise das corridas a que assistimos serão o prato forte de cada emissão. Regressam também as entrevistas e haverá espaço para o fado e as outras músicas ligadas á Festa Brava, com destaque para o tema a emitir em cada final de emissão.

 

Já sabe, a partir de 7 de Fevereiro, regressa ao vivo e em directo nas ondas do FM, «BARREIRA DE SOMBRA». Para o aficionado que sabe o que que!

CAMPO PEQUENO APRESENTA DATAS DO ABONO 2011

22.01.11 | barreiradesombra

O abono do Campo Pequeno (Lisboa), terá na temporada de 2011, 16 espectáculos, sendo quinze corridas de toiros e uma novilhada.

 

O abono inicia-se no dia 14 de Abril (Inauguração da temporada) e prosseguirá nos dias 5 e 19 de Maio.

 

No mês de Junho haverá corridas nos dias 2, 16 (novilhada de oportunidade aos novos valores) e 30 e, em Julho, nos dias 7, 14, 21 e 28.

 

Em Agosto haverá corridas nas quatro quintas-feiras, ou seja: 4, 11, 18 (Comemoração do 119º aniversário da inauguração do Campo Pequeno) e 25.

 

Em Setembro haverá corridas nos dias 1 e 29 (Corrida de Gala à Antiga Portuguesa, para encerramento do Abono).

 

No respeitante a ganadarias, debutarão esta temporada no Campo Pequeno as de Rego Botelho (a 19 de Maio) e José Luís Cochicho (a 11 de Agosto).

 

O efectivo da ganadaria de Rego Botelho pasta no Lugar da Caldeira, na Freguesia da Conceição, em Angra do Heroísmo (Região Autónoma dos Açores), foi fundada em 1953 e tem como antiguidade 21 de Junho de 1964 (Angra do Heroísmo). Tem procedência de Castro Parreira e Dinis Fernandes (ganaderos açorianos) sendo o seu encaste actual Simão Malta e Parladé (Domecq/Jandilla).

 

A ganadaria de José Luís Cochicho, cuja antiguidade foi fixada em Alcochete (23 de Maio de 1992), foi fundada em 1991, pasta na Herdade de Alcalate, na Freguesia dos Pardais (Vila Viçosa), tem procedência Talasnas sendo o seu encaste actual Parladé (Santiago Domecq/Paulo Caetano).

 

Regressam esta temporada ao Campo Pequeno as ganadarias triunfadoras de 2010: a de Luís Rocha (Galardão Campo Pequeno para a melhor corrida) e a de Pinto Barreiros (Galardão Campo Pequeno para o melhor toiro).

 

Outras ganadarias já contratadas para o Campo Pequeno são as de Murteira Grave, Passanha, Vinhas, Falé Filipe, São Torcato, Romão Tenório, Guiomar Cortes Moura, Veiga Teixeira, Ruy Gonçalves e Santa Maria.

 

A empresa continua a observar toiros para virem a ser lidados no Campo Pequeno, ou em qualquer das praças sob sua administração.

TOIROS&CULTURA APRESENTA IMAGENS DA TEMPORADA 2010

22.01.11 | barreiradesombra

Através da sua Newsletter, a empresa Toiros&Cultura mostra-nos, em http://www.youtube.com/watch?v=As_cuSAjB0g ou em http://www.toirosecultura.com  alguns dos momentos da temporada 2010 daquela empresa, partilhando também com os aficionados a mensagem que se segue:

 

“Queremos partilhar convosco o nosso “álbum” referente à temporada de 2010, onde tivemos a preocupação através de imagens, relembrar os momentos mais significativos para a “Toiros & Cultura” do que foi a sua actividade no passado ano.

 

Certos de que iremos continuar o nosso trabalho na procura de melhores resultados durante 2011, tentando cada vez mais aproximarmo-nos da perfeição, queremos apenas apelar a todos os profissionais e aficionados, que não sejam passivos no Vosso papel na festa, mas sim, cada vez mais interactivos e com ideias positivas que passem das palavras aos actos, ajudando que a festa evolua na optimização das suas acções atingindo maior sucesso!

 

Despedimo-nos com os votos da melhor temporada para todos nós.

 

Vamos aos toiros!

 

Paulo Pessoa de Carvalho”

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/2