Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

 

Ontem, dia 10 de Maio, não houve «Barreira de Sombra» como habitualmente entre as 21h e as 22h na Oásis FM, em 106.4. Um pequeno problema de saúde - alteração da tensão arterial e crise respiratória - impediram-me de estar em directo com os ouvintes e de lhes transmitir a crónica da 5ª feira no Campo Pequeno e um conjunto de notícias que havia preparado para o programa.

Na próxima segunda-feira prometo voltar para estar consigo nesse espaço que há quase 23 anos marca a tauromaquia no Oeste.

Tempos houve em que a Tauromaquia era atacada por organizações de objectivos dúbios que viram na Festa de Toiros a montra ideal para darem visibilidade aos seus ideais.

 

E tempos houve em que, face a tais ofensivas, quem gosta de toiros e quem faz da Festa Brava a sua vida, nada fez. Permanecemos divididos. Falámos muito. Fizemos muito pouco – exceptuando-se, justiça seja feita, algumas iniciativas isoladas e a recém-criada Frente de Acção Pró Taurina. A verdade é que, mercê dessa inacção generalizada, tais organizações foram espalhando os seus tentáculos, fizeram lobby e pressionaram, sem oposição, os Poderes Públicos.

 

Em consequência, tempos houve, também, em que se tornou politicamente incorrecto apoiar a Festa dos Toiros, e se contavam pelos dedos de uma mão os políticos e as figuras públicas com coragem suficiente para darem a cara por este património imaterial da cultura portuguesa que é a Tauromaquia.

Mas esses tempos acabaram!

 

Quem gosta de toiros finalmente compreendeu que tem de reagir, e de reagir a uma só voz, ensinando e explicando a Tauromaquia, porque esta carece de ser defendida, de forma elucidada mas intransigente, combatendo assim o desconhecimento e a ignorância que motivam os ataques a esta arte ancestral.

 

Assim, os empresários tauromáquicos, os grupos de forcados, os criadores de toiros de lide, os toureiros e os aficionados decidiram unir-se e criar a PRÓTOIRO – Federação Portuguesa das Associações Taurinas.

 

A partir deste momento, as portas da PRÓTOIRO permanecerão sempre abertas para todos aqueles que comunguem da paixão pela Tauromaquia.

 

No entanto, se essa participação é um direito, ela é também um dever. Durante demasiado tempo deixámos a nossa Festa andar sozinha e, embora não tenha caído, é apenas por nossa culpa que tem tropeçado. Só a conseguiremos endireitar e melhorar com a ajuda de todos.

 

Por isso, no próximo dia 18 de Maio viraremos definitivamente esta página, dando a conhecer ao País a PRÓTOIRO. Posteriormente, no dia 20 de Maio, na Praça de Toiros do Campo Pequeno, seremos todos chamados a materializar esta mudança, mostrando ao País que estamos cá para dar a cara pela Tauromaquia.

Em suma, é este o momento de dizer “presente!”, é este momento de dizer que queremos mais e melhor Tauromaquia, e é este o momento de gritar, bem alto e com orgulho: “EU SOU PRÓTOIRO!”

 

A empresa Toiros e Tauromaquia de Manuel Cardoso "Néné" deu a conhecer os dois cartéis que compõem a Feira de Maio 2010 da Moita. No Sábado 22 de Maio pelas 17 horas uma novilhada onde actuam os cavaleiros praticantes Marcelo Mendes e Soller Garcia,  os novilheiros Morenito de Portugal e Juan del Álamo. Lidar-se-ão seis preciosos novilhos da ganadaria de Manuel Veiga, que serão pegados pelos Forcados Amadores da Moita.


De realçar que a empresa Toiros e Tauromaquia num acto de fomentar a aficion nos mais novos dará entradas totalmente grátis para a novilhada a todos os jovens com idades compreendidas entre os 6 e 11 anos, desde que acompanhados por um adulto.  

 

No mesmo dia e pelas 22 horas todos os aficionados poderão presenciar gratuitamente ao desenjaulamento dos toiros da ganadaria Espanhola de Conde de la Corte a serem lidados no dia seguinte.


No Domingo 23 de Maio pelas 17 horas para além dos já referidos toiros de Conde de La Corte sairão à arena os cavaleiros Rui Salvador, Luis Rouxinol, João Salgueiro, Vitor Ribeiro, João Telles Jr. e Tiago Carreiras.
Remata este cartel o Grupo de Forcados do Aposento da Moita.

 

O cavaleiro praticante Marcelo Mendes começa amanhã em Santo Amaro um mês de Maio onde está contratado para tourear sete espectáculos, havendo ainda negociações em curso para mais dois.

O jovem ginete de Torres Vedras encara com muita responsabilidade todas essas tardes e diz estar pronto para triunfar e seguir em frente rumo à alternativa, a qual haverá novidades em breve.

Assim, Marcelo Mendes toureia amanhã em Santo Amaro (Sousel), num festival taurino ao lado de José Manuel Duarte, Marco José, Joana Andrade e João Soller Garcia, diante de novilhos de Prudêncio e nas pegas estarão os Amadores de Évora e Portalegre.

Depois, na próxima quinta-feira, dia 13, a tradicional data de quinta-feira de Ascensão na Chamusca, numa corrida de grande responsabilidade ao lado de Luís Rouxinol e Marcos Bastinhas, diante de uma impressionante corrida de António Silva e com as pegas a estarem a cargo dos Amadores da Chamusca e Aposento da Chamusca.

No sábado, 15 de Maio, toureia um Festival Taurino em Ponte de Rol, ao lado de Joaquim Bastinhas, Sónia Matias, Marcos Bastinhas e os matadores de toiros José Júlio e Sanchéz Vara, actuando também o novilheiro Júlio Antunes. Nas pegas estarão os Amadores de Alenquer e Académicos de Elvas e lidam-se novilhos de Felicidade Dias, Santa Maria e Dias Coutinho.

A 21, Marcelo regressa aos Açores, onde deixou grande ambiente na passada temporada e volta a tourear o Festival dos Forcados do Ramo Grande, que pegam em solitário. Marcelo é a grande atracção do cartel composto por Tiago Pamplona e Alexandre Gomes, lidando-se novilhos de Ezequiel Rodrigues e Rego Botelho.

No dia seguinte regressa no avião da manhã e à tarde toureia na importante Feira de Maio da Moita do Ribatejo, ao lado de João Soller Garcia e dos novilheiros Juan Del Álamo e Morenito de Portugal, diante de novilhos de Manuel Veiga. Nas pegas estarão os Amadores da Moita

A 28 actua em Albufeira, num cartel ainda por designar, mas que está certo o matador de toiros Sérgio Santos “Parrita”.

E no dia seguinte vai até Santa Margarida do Sado, para outro festival, onde alterna com João Pedro Cerejo, Tito Semedo, Verónica Cabaço e o matador de toiros “Parrita”, que irão enfrentar novilhos de Juan José Cano e nas pegas estará a rapaziada de Cascais e Arronches.

 

É portanto um mês de grande responsabilidade para Marcelo Mendes e esperemos que seja recheado de triunfos.

O rojoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza actuará dia 29 de Maio, em Coruche, na Primeira Corrida das Confrarias, integrada na Feira Internacional da Cortiça, organizada pela empresa do Campo Pequeno em parceria com a Sociedade Toirolindo.

O cartel é constituído pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, Pablo Hermoso de Mendoza e João Ribeiro Telles Júnior e pelos grupos de forcados amadores de Montemor e de Coruche, capitaneados respectivamente por José Maria Cortes e Amorim Ribeiro Lopes.

Será lidado um curro de seis bonitos toiros da famosa ganadaria Passanha (divisa azul e vermelho).

Os bilhetes para esta corrida podem ser adquiridos em Coruche, Vila Franca e Lisboa.

Em Coruche, os bilhetes estão à venda no Restaurante “O Farnel” e na Tertúlia dos Forcados Amadores de Coruche.

Em, Vila Franca de Xira podem ser adquiridos na Agência Arena e, em Lisboa, nas Agência ABEP (Praça dos Restauradores), no El Corte Inglês e nas Bilheteiras da Praça de Toiros do Campo Pequeno.

A partir de qualquer ponto do país, os bilhetes para esta corrida podem ser comprados via www.ticketline.pt ou em qualquer delegação da Agência de Viagens Abreu.

O rojoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza actuará dia 29 de Maio, em Coruche, na Primeira Corrida das Confrarias, integrada na Feira Internacional da Cortiça, organizada pela empresa do Campo Pequeno em parceria com a Sociedade Toirolindo.

O cartel é constituído pelos cavaleiros António Ribeiro Telles, Pablo Hermoso de Mendoza e João Ribeiro Telles Júnior e pelos grupos de forcados amadores de Montemor e de Coruche, capitaneados respectivamente por José Maria Cortes e Amorim Ribeiro Lopes.

Será lidado um curro de seis bonitos toiros da famosa ganadaria Passanha (divisa azul e vermelho).

Os bilhetes para esta corrida podem ser adquiridos em Coruche, Vila Franca e Lisboa.

Em Coruche, os bilhetes estão à venda no Restaurante “O Farnel” e na Tertúlia dos Forcados Amadores de Coruche.

Em, Vila Franca de Xira podem ser adquiridos na Agência Arena e, em Lisboa, nas Agência ABEP (Praça dos Restauradores), no El Corte Inglês e nas Bilheteiras da Praça de Toiros do Campo Pequeno.

A partir de qualquer ponto do país, os bilhetes para esta corrida podem ser comprados via www.ticketline.pt ou em qualquer delegação da Agência de Viagens Abreu.

No próximo dia 14 de Maio, num Festival de Beneficência, o cavaleiro amador Mateus Prieto vai tirar a sua prova de cavaleiro praticante. Só por si, está aqui uma boa notícia. No entanto, o contexto em que se desenrola o dia do acontecimento e os dois dias que se seguem, tornam-no ainda mais marcante, tornam-no diferente, acrescendo ainda, o notável percurso que o cavaleiro teve na sua curta carreira. Dia 14 num cartel de grande qualidade composto por: Joaquim Bastinhas, Rui Salvador, Ana Batista, Marcos Tenório e Duarte Pinto, Mateus Prieto viverá uma importante etapa da sua carreira, esperando com convicção, ultrapassá-la da melhor forma. Com a prova de praticante ainda fresca, irá tourear no dia 15 de Maio na Chamusca na tradicional feira da Ascensão, uma séria corrida de toiros, facto inédito até hoje. Integrado num cartel de figuras e com uma corrida séria, irá debutar com dois toiros, alternando com António Ribeiro Telles e Manuel Telles Bastos, Mateus Prieto irá defrontar toiros da ganadaria Vinhas, com a alma e a raça que lhe conhecemos, atrevemo-nos a dizer: “O rapaz é valente!” Como o fim-de-semana “vai curto” e os cavalos têm que tourear, Domingo 16 de Maio, Mateus Prieto vai às Caldas da Rainha para num festival de beneficência a favor do fundo de lesões do GFACR, encerrar aquele que será com certeza na sua vida, um dos fim-de-semana mais marcantes para a sua carreira! Desejamos que Mateus Prieto triunfe e confirme que merece andar na festa e que para ela possa contribuir com o seu sucesso e com a sua arte!

 

O jovem alentejano Tiago Carreiras atingiu a alternativa com mérito e um triunfo importante frente ao toiro da cerimónia, marcado com o nº 43, de 534kg e que dava pelo nome de “Ladronzuelo”. Uma lide com grandes momentos de brega, nomeadamente os recortes e remates na cara do toiro protagonizados com o “Quirino” e que levaram ao rubro as bancadas, não se esquecendo o nóvel doutorado das preparações das sortes e da cravagem acertada e com alguns ferros de boa nota. Joaquim Bastinhas foi o padrinho e Pablo a testemunha ante toiros de segunda categoria de Bohórquez.

 

Aliás, os toiros de Bohórquez, alguns de escassa presença e trapio apesar dos pesos anunciados rondarem entre os 508 e os 552 kilos, foram sensaborões, de pouca casta e escassa acometividade, apesar de servirem em termos gerais e permitirem a grande proximidade às montadas num aparente risco mas de escassa emoção.

 

Bastinhas assinou uma primeira lide alegre e movimentada dentro do seu estilo peculiar e chegou às bancadas. Vontade e determinação, ferros para todos os gostos, alardes de boa brega e, como não podia deixar de ser, o par de bandarilhas a duas mãos. Não foi tão convincente a sua segunda actuação frente a um toiro chato mas o público aplaudiu o seu esforço.

 

Pablo tem o dom de dominar na perfeição as montadas e de as utilizar na cara do toiro, em muitos momentos, como se de um capote ou uma muleta se tratassem. Trata os toiros por tu, encontra com facilidade incrível os terrenos e cravou um conjunto de ferros de muito bom nível a que se juntam momentos de enorme qualidade na brega e nos remates. Ainda que o risco seja minimizado pela escassa acometida dos toiros, a verdade é que com Pablo o dominio das montadas e dos toiros é de extraordinário mérito e toureirismo. No seu segundo as coisas não saíram tão bem apesar de alguns bons momentos na brega e de bons ferros.

 

Encerrou praça Tiago Carreiras, como ditam as regras. E se superou a emoção – viram-se as lágrimas na sua face no momento dos brindes – no toiro da alternativa, já no sexto não foi capaz de manter tão elevada bitola apesar da meritória lide que que desenvolveu. De parabéns o nóvel doutorado.


Quanto aos moços de forcado, complicaram-se algumas pegas. Os Amadores de Évora abriram praça com uma boa pega à 2ª por intermédio de Bernardo Patinhas, seguindo-se João Pedro Oliveira à terceira e António Alfacinha, enorme na forma com mandou na investida, recuou com o toiro e lhe corrigiu a investida na reunião, numa grande pega á primeira. Quanto aos Amadores de Vila Franca, abriu praça Flávio Henriques que só consumou à 3ª, Pedro Castelo  bem à 1ª e Márcio Francisco com muita determinação numa rija pega à primeira.

 

Direcção de Pedro Reinhardt marcada pela pouca sensibilidade na concessão de música e por um aviso a destempo numa das pegas (era a 2ª tentativa), assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.

Em ambiente de grande expectativa, Tiago Carreiras vem quinta-feira ao Campo Pequeno tomar alternativa de cavaleiro tauromáquico, numa corrida que, contrariando rumores, não será televisionada.

 

Tiago Carreiras alcança nesta corrida uma das metas mais importantes da sua carreira artística, quando Joaquim Bastinhas lhe entregar a primeira farpa comprida e lhe ceder o primeiro toiro da corrida, elevando-o assim à categoria de cavaleiro de Alternativa.

 

Natural de Casa Branca, Sousel, Tiago Carreiras prestou prova para Cavaleiro Praticante no dia 7 de Julho de 2007, em Santo António das Areias.

 

Para avalizar a passagem de Carreiras ao escalão maior dos cavaleiros tauromáquicos, estará em praça Joaquim Bastinhas, um autêntico ídolo das arenas, um dos cavaleiros de maior carisma e prestígio das últimas décadas.

 

Como testemunha desta cerimónia, estará outro verdadeiro ídolo da afición de Lisboa, o rojoneador espanhol Pablo Hermoso de Mendoza, a maior figura do toureio a cavalo da actualidade.

 

Pegam os valorosos Grupos de Forcados Amadores de Évora e de Vila Franca, capitaneados respectivamente, por Bernardo Patinhas e Ricardo Castelo.

 

Serão lidados seis bonitos toiros da ganadaria espanhola de Fermín Bohorquez, cuja procedência actual é Murube-Urquijo.

 

 

Integrada na Federação Internacional de Escolas Taurinas, a Centenária Praça de Toiros Palha Blanco abrirá de novo as suas portas nos dias 15 e 16 de Maio para receber a II Feira de Novilhadas.

 

Depois do êxito alcançado na temporada transacta, a Tauroleve juntamente com a Escola de Toureio José Falcão anuncia um certame onde irão pontificar alunos de três escolas taurinas de Espanha (Madrid, Albacete e Salamanca) e uma proveniente de França (Nimes), que juntamente com os representantes da Escola de Toureio José Falcão de Vila Franca de Xira se irão colocar por diante de erales das ganadarias de Palha e Canas Vigouroux.

 

Estão pois lançados os dados para mais uma jornada de promoção ao toureio,

apelando-se a todos que os que amam a festa brava a sua presença no sentido de apoiar os jovens que nestes dois dias irão fazer o paseillo na Centenária Praça de Toiros Palha Blanco.