Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BOA TARDE DE TOIROS EM FOZ DO SIZANDRO (TORRES VEDRAS)

31.07.11 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros em Foz do Sizandro – 31.07.11

Director: Manuel Jacinto – Veterinário: José Manuel Lourenço – Lotação: 60%

Cavaleiros: Rui Salvador, Sónia Matias, Brito Paes

Forcados: Coruche, Chamusca

Ganadaria: Cunhal Patrício Herds.

 

O final de Julho (último domingo) tem data marcada no calendário para a corrida da Foz do Sizandro que, na sexta edição, voltou a presentear os aficionados e o público em geral com um curro de toiros de Herds. de Cunhal Patrício, de apresentação irrepreensível e que, em diversos graus, serviu para o êxito do espectáculo, proporcionando boas lides e boas pegas de caras. Foi mais uma corrida com motivos de interesse e que levou quase dois mil espectadores até às bancadas da praça de toiros provocando uma longa fila de trânsito no acesso à bonita Foz do Sizandro.

 

Rui Salvador cotou-se com duas boas actuações, bem ao seu estilo, cheias de raça, procurando o triunfo em cada ferro e em cada remate ou preparação, o que conseguiu frente aos dois toiros que loidou. Sortes frontais bem medidas, umas vezes mais em curto e sempre que o toiro tardava, provocando as investidas a 3 ou 4 metros e saindo em bom plano.

 

Sónia Matias está a atravessar um grande momento na sua carreira e isso sentiu-se na abordagem que fez aos toiros quer na brega quer na cravagem, deixando ferros de muita categoria e rematando as suas actuações com ferros de palmo, dois deles de violino, em actuações que fizeram vibrar o público.

 

Brito Paes também manteve o nível que os seus colegas já haviam alcançado. Com mérito pela forma como entendeu distâncias e querenças dos toiros, sacou-lhes o máximo partido e cavou ferragem de muito boa nota, saindo também em bom plano.

 

Os Forcados de Coruche tiveram na cara dos toiros João Mesquita que consumou com decisão à segunda tendo de entrar nos terrenos do toiro, João Laranjinho concretizou à primeira tal como Pedro Oliveira. Pelos Amadores da Chamusca foram solistas,e todos a consumarem à primeira tentativa, Ricardo Costa, Igor Rabita e Rui Oliveira. Seis bos pegas de caras, com emoção.

 

Boa direcção de corrida de Manuel Jacinto assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.