Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

“CHEIA ATÉ À BANDEIRA” - UM ÊXITO REDONDO A XV CORRIDA RPT/NORTE, NA PÓVOA

23.07.11 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Foi um êxito ‘redondo’ a XV Corrida RPT/Norte, organizada pela Casa de Pessoal da RTP, realizada na passada Sexta-feira Na Monumental Praça de Touros da capital nortenha da tauromaquia, a Praça de Touros da Póvoa de Varzim. Um espectáculo tauromáquico que encheu ‘até à bandeira’ em número de espectadores, isto é, lotação esgotada, e ainda umas centenas que pacientemente aguardaram por uma desistência. Dirigida com acerto e sobriedade pelo Senhor Nuno Nery, assessorada na parte veterinária pelo senhor dr. José Luís Cruz, a XV Corrida RTP/Norte, televisionada, fica como mais um marco no historial da Casa de Pessoal da RTP, e na afición que no Norte tem na Praça da Póvoa um ponto de encontro.

 

Com um cartel composto por três cavaleiros homens e três mulheres - Joaquim Bastinhas, abriu praça e voltou a empolgar na lide que empregou ao primeiro e único toiro que lidou. Sónia Matias, sempre muito acarinhada e aplaudida pela afición do Norte, lidou com ritmo e acerto o toiro que lhe coube em sorte no curro da ganadaria do Senhor Higino Soveral, bem como Ana Batista, mais empolgada e ritmada, num jeito que mostrou no sorriso durante a lide, estar satisfeita com o trabalho que desenvolveu. Lide ‘redonda’ , com gosto e de fazer romper as bancadas, foi a de Marcos Bastinhas, que teve no cavaleiro imediato, Tomás Pinto, um digno companheiro para despique. Fechou praça a cavaleira praticante, Ana Rita, que mostrando modos, teve de inventar soluções, para sacar o possível do menos lidável da noite.

 

Pegaram três grupos de forcados, os Amadores da Moita, de Pedro Raposo, Aposento Barrete Verde de Alcochete e Amadores de Alenquer, que souberam, com galhardia pegar todos os toiros, os quatro primeiros, ao primeiro intento, e os dois últimos, só à segunda tentativa.

 

No prémio para a melhor lide, o júri atribuiu o troféu ‘Casa de Pessoal da RTP’ ao cavaleiro Marcos Bastinhas, e melhor pega, troféu ‘João Moreira de Almeida’ ao forcado André Mata, dos Amadores de Alenquer.

 

Autor: José Andrade / Póvoa Semanário