Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

“TIRO” DE PARTIDA DA TEMPORADA TAUROMÁQUICA NA PÓVOA

12.07.11 | António Lúcio / Barreira de Sombra

A 2ª. Grande Corrida dos Caçadores do Norte, realizada no passado domingo, uma iniciativa do Clube de Caçadores da Estela, foi o ‘tiro de partida’ da temporada taurina na Catedral do toureio do Norte, a Praça de Touros da Póvoa de Varzim. O espectáculo, que registou mais de meia casa, foi uma agradável tarde de Sol e toiros.

 

Dos seis cavaleiros em praça, triunfou a única presença feminina, Sónia Matias. Com seriedade, ritmo e galhardia, Sónia empolgou e fez vibrar a afición que por aqui conquistou.

 

António Ribeiro Telles, no seu tradicional estilo, soube tirar partido do toiro de Albarran que lhe coube em sorte, cravando sempre com muito bom estilo a ferragem da ordem, terminando com um de palmo, excelente.

 

Luís Rouxinol, a quem coube o toiro mais complicado, esteve por cima e cumpriu com agrado.

 

João Pedro Cerejo, veio à Póvoa mostrar que apesar de pouco toureado, melhorou. Cumpriu sem reparos.

 

João Moura Caetano, perante o toiro com mais peso, complicou o que era simples. Entrou e saiu sem glória.

 

Duarte Pinto, que fechou praça, soube espremer tudo o que o de Albarran tinha para dar, com arte e bem feito. Agradou.

 

Dos forcados de Évora e de Alcochete, só Manuel Sousa Dias no primeiro da tarde conseguiu concretizar à primeira. Dos restantes, alguns só à quarta tentativa, e a carregar, já em recurso de causa, resolveram a papeleta.

 

Com acerto esteve a direcção de Nuno Nery, que teve como assessor veterinário o dr. João M. Nobre.

 

Cortesia de José Andrade/Póvoa Semanário

Fotos: José Carlos Marques/CMPV