Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ROUXINOL TRIUNFA COM O MELHOR LOTE; GRANDE PEGA DE NUNO OLIVEIRA (REDONDO)

08.07.11 | António Lúcio / Barreira de Sombra

Praça de Toiros do Campo Pequeno – 07.07.11

Director: Francisco Farinha – Veterinário: José Manuel Lourenço – Lotação: ¾

Cavaleiros: Luis Rouxinol, João Salgueiro, Ana Batista

Forcados: São Manços, Redondo, Monsaraz

Ganadaria: Engº Luis Rocha

 

A XIII Corrida TVI teve ingredientes para um bom espectáculo televisivo e na praça, com dois bons toiros do Engº Luis Rocha que justificaram a sua chamada á arena (e um curro de 4 anos e irrepreensível apresentação), e uma segunda actuação de Luis Rouxinol de muito bom nível, assim como a grande pega de caras de Nuno Oliveira (GFA Redondo) frente ao segundo da noite. A corrida foi longa mas o interesse manteve-se até ao fim.

 

Luis Rouxinol entrou a substituir Andy Cartagena e saíu em plano de triunfador absoluto da corrida após duas lides interessantes, de maior impacto e qualidade a segunda, frente a um bravo toiro de Luis Rocha. Cumpriu na lide ao que abriu praça mas foi exactamente no quarto da noite que deu nota maior do seu sentido de lide, sempre ligado com o toiro, criando bomns momentos de brega e nos remates e com bons ferros curtos, rematando com os habituais de palmo e par de bandarilhas no meio da euforia popular. Mas, diga-se em, abono da verdade, com inteiro merecimento e tirando todo o partido quer das montadas quer das boas investidas do toiro. Foi um Rouxinol a cantar forte.

 

João Salgueiro teve por diante um primeiro toiro manso, reservado, que se adiantava e tapava, procurando colher a montada. Uma primeira lide para cumprir com dignidade a papeleta. No quinto da noite esteve em bom plano na brega e na cravagem, procurando encontrar as melhores soluções, com alguns bons ferros.

 

Ana Batista viu o seu primeiro ser devolvido por se ter lesionado num dos lances iniciais de capote do seu bandarilheiro. O que saíu de seguida foi manso e com algumas complicações e Ana teve de porfiar para lhe cravar a ferragem. No que encerrou praça voltou Ana a não ter sorte, com o toiro a fechar-se em tábuas e a não querer de lá sair. Actuação esforçada mas sem conseguir o ansiado triunfo.

 

Os Forcados dos 3 agrupamentos em praça sentiram imensas dificuldades face à dureza dos toiros e algumas falhas dos próprios forcados. Pelos Amadores de São Manços João Branco concretizou á 2ª e Rui Cláudio a 3ª; pelos Amadores do Redondo N uno Oliveira concretizou á 1ª a pega da noite suportando fortes derrotes e Carlos Palma apenas à 4ª e a sesgo conseguiu concretizar; finalmente pelos Amadores de Monsaraz, David Rodrigues só à 5ª e a sesgo consumou e Luis Rodrigues emendou a sesgo e à 1ª o seu colega Hugo Torres que foi desfeiteado por 3 vezes.

 

Bem apresentado, com dois toiros de muita classe (1º e 4º), e os restantes mansos em diversos graus, o curro enviado pelo Engº  Luis Rocha trouxe emoção à corrida.

 

Boa direcção de corrida de Francisco Farinha assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço.