Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

BARREIRA DE SOMBRA – 23.08.10 – NOTA DE ABERTURA

A semana do 15 de Agosto é sempre uma semana de muito trabalho para os críticos taurinos e fotógrafos pois o número de espectáculos que exigem cobertura é enorme e temos de nos desdobrar para podermos acorrer ao maior número de espectáculos possível. Durante muitos anos fiz autênticas maratonas, tal como outros colegas, mas, de ano para a ano, tenho vindo a diminuir a intensidade e a diminuir também o número de espectáculos a que assisto. E na passada segunda e terça-feira estive calmamente instalado nas bancadas incómodas da praça de Arruda para assistir aos dois espectáculos que aí tiveram lugar.

 

Há uns anos atrás até teria assistido a muitos mais espectáculos e até o de segunda-feira poderia ter sido visto na televisão. Mas, também é verdade que já não consigo ver touradas a cavalo na televisão e prefiro as de Espanha. Começo a ver as nossas e passado um bocadinho, lá estou eu a ver as do Canal Plus... Entendem certamente as minhas razões!

 

E este Agosto até teve algumas corridas com interesse, pelo menos no papel. O que me preocupa muitas das vezes é a falta de cuidado na apresentação dos torios, na disparidade nos lotes numa mesma corrida, e o facto mais grave, de que não consigo lembrar-me de um daqueles triunfos sonantes que há 25/30 anos atrás faziam esgotar as praças onde aqueles toureiros se anunciassem.

 

Devo, contudo, destacar 3 situações do toureio a cavalo que me tocaram na sensiibilidade de aficionado: a actuação genial de João Salgueiro no Montijo, a souplesse e classe amadurecida de uma Ana Batista no Campo Pequeno e a lição de pundonor e de verdade toureira de António Telles em Arruda dos Vinhos frente a um mastodonte de 700 kilos. Foram 3 momentos marcantes desta temporada de 2010, quando ainda faltam cumprir as importantes feiras da Moita em Setembro e Vila Franca em Outubro.

 

Do toureio a pé está tudo dito porque as oportunidades não são muitas e nem sempre são bem aproveitadas. Diga-se em abono da verdade que poucos são os que lutam por um lugar ao sol e a despedida das arenas de José Luis Gonçalves na próxima quinta-feira em Lisboa deixa-nos um sentimento de alguma frustração por a mesma não poder ter lugar com uma corrida integral, como certamente este toureiro de arte e filigrana bem merecia. Esperamos que a corrida seja de êxito e a praça se encha para a despedida do José Luis. Continuidade... Esperamos que os mais novos sejam capazes de manter acesa a chama!!!

 

O “Barreira de Sombra” acompanhou, até este momento, cerca de 40 espectáculos tauromáquicos em Portugal. Na emissão de hoje temos para si os resumos das corridas de dias 12 e 13 em Lisboa e na Malveira, e as crónicas de dia 15 em Caldas da Rainha, 16 e 17 em Arruda dos Vinhos. Nesta semana contamos acompanhar os espectáculos de 5º feira no Campo Pequeno e de sábado no Montijo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me