Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

ARRUDA, 17 DE AGOSTO - GRANDE LIÇÃO DE ANTÓNIO TELLES NO QUARTO DA NOITE E UMA ENORME PEGA DO GRUPO DE MONTEMOR

O cavaleiro António Telles foi o triunfador da corrida concurso de ganadarias de Arruda dos Vinhos, o 13º, pela lide realizada frente ao quarto da ordem, um manso e perigoso toiro de António Charrua com 680kg, e onde o cavaleiro da Torrinha fez uso da sua maestria para se impôr ante a recusa de investir e as oleadas perigosas por diante do cavalo de um toiro enorme em tamanho, peso e mansidão, e que viria a ser superiormente pegado de caras, numa dura e vistosa intervenção, por intermédio de Filipe Mendes dos Amadores de Montemor, premiado com 2 voltas á arena.

 

No bom toiro de Pinto Barreiros que abriu praça (não se entende porque não ganhou o prémio de bravura!!!), António Telles esteve em bom plano na brega, criterioso na escolha dos terrenos, aguentando nas viagens e nos remates das sortes, bem excutadas e aplaudidas pelo público, transformando-no, no conjunto das duas lides, no triunfador da noite.

 

Luis Rouxinol lidou bem o seu primeiro, com ferro de Vinhas, bem apresentado e com condições de lide apesar de algo andarilho de início. Uma actuação em bom plano, com bons curtos, terminando com  os habituais palmo e violino e um par de bandarilhas de boa execução. No quinto da noite, de Ruy Gonçalves, bem apresentado e manso, Rouxinol sentiu mais dificuldades e foi obrigado a pisar terrenos de compromisso para deixar a ferragem da ordem.

 

Marcos Bastinhas voltou a mostrar que é um cavaleiro a ter em atenção pela qualidade e desenvoltura do seu toureio e pela forma como se preocupa em ir de frente para os toiros. Lidou em primeiro lugar e a contento um mansote de Herds. Conde Cabral e foi no sexto da ordem, de Pégoras (que mereceu o prémio de bravura atribuido pelos senhores ganadeiros!!!) que se destacou com uma lide de bom nível quer na brega quer nas cravagens, para terminar com dois de violino, o segundo deles de palmo.

 

No capítulo das pegas enfrentaram-se os Amadores de Santarém e de Montemor. Por Santarém foram caras Luis Sepulveda (à 1ª), João Brito (à 1ª) e Manuel Roque Lopes (à 4ª), e por Montemor, Frederico Caldeira (à 1ª), Filipe Mendes na pega da noite á 1ª e António vacas de Carvalho (à 1ª).

 

Direcção correcta de António Santos, assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva, com a praça a registar uma excelente moldura humana.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me