Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

FRANCISCO RIVERA ORDOÑEZ: UM TOUREIRO DE DINASTIA QUE REGRESSA AO CAMPO PEQUENO

O Matador de Toiros espanhol Francisco Rivera Ordoñez, em cujas veias corre o sangue de algumas das mais prestigiadas dinastias de toureiros espanhóis regressa a 17 de Junho ao Campo Pequeno, praça onde debutou a 3 de Agosto de 1995.

Francisco Rivera Ordoñez pertence a uma das grandes estirpes de matadores de toiros. É filho de Francisco Rivera “Paquirri”, figura mundial do toureio tragicamente falecido a 26 de Setembro de 1984, em Pozoblanco e que tão apreciado foi pelo púbico do Campo Pequeno. É neto de uma figura de época, o matador António Ordoñez, bisneto de Cayetano Ordoñez “Niño de la Palma” e sobrinho-neto de Luís Miguel Domingín, outra figura inolvidável. É um matador de toiros consagrado. Toureiro completo, na linha de seu pai em quem arte e domínio se conjugavam na perfeição é, tal como ele, exímio no tércio de bandarilhas.

Alterna com outra grande figura do momento, o espanhol António Ferrera, tal como ele exímio no tércio de bandarilhas, ao qual imprime um selo muito especial de raça e superação em cada par. Ferrera é um lidador por excelência, um diestro que tem no seu currículo as mais difíceis ganadarias espanholas, construindo assim uma carreira à base de um valor consciente, sendo credor do respeito e admiração dos aficionados de todas as praças para que é contratado. Antonio Ferrera e Rivera Ordoñez concentram nos seus estilos, vastos motivos de interesse para proporcionarem um grande espectáculo.

A lide à portuguesa está a cargo dos cavaleiros Antonio Ribeiro Telles e Manuel Lupi. Experiência em competição com um jovem determinado em se impor definitivamente no contexto do toureio equestre de Portugal e Espanha. Ao classicismo de António Telles oporá Manuel Lupi o seu estilo muito pessoal de sentir e interpretar a centenária Arte de Marialva.

Completa a lide à portuguesa o Grupo de forcados Amadores de Coruche, capitaneado por Amorim Ribeiro Lopes, um grupo pelo qual os aficionados do Campo Pequeno nutrem grande estima.

Serão lidados 7 preciosos toiros de São Torcato (3 para cavalo e 4 para pé), ganadaria com encaste Simão Malta e procedência de Cabral Ascensão e Ribeiro Telles e que pasta na Quinta do Vidigal, no concelho de Montemor.

 (nota de imprensa da SRUCP)

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me