Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BARREIRA DE SOMBRA 30 ANOS (1987/2017)

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

Desde 13.06.1987 ao serviço da Festa Brava

SANTARÉM: 2 ESPECTACULARES CORRIDAS COM BILHETES JÁ Á VENDA

A Feira de Santarém terá 2 corridas de toiros com 2 grandes cartéis nos dias 10 e 17 de Junho.

 

Ventura, Juli e Morante no dia 10, com os Forcados de Santarém e toiros de Maria Guiomar Moura, Nuñez del Cuvillo e Gracigrande e no dia 17 Rouxinol, Moura Caetano e Padilla também com os Forcados de Santarém, lidando-se toiros de Cunhal Patrício e Paulo Caetano.

 

Ambos os espectáculos terão início às 18h e os bilhetes já estão à venda.

100617 - Santarém.jpg

 

CAMPO PEQUENO - 18/05/17 - AS FOTOS DE ANTÓNIO LÚCIO

JOÃO MOURA JR

MIGUEL MOURA

FORCADOS DE LISBOA

 FORCADOS DE ÉVORA

 ANTONIO FERRERA

 

FERRERA E MOURA JR OS MAIS DESTACADOS DA NOITE LISBOETA

Praça de Toiros do Campo Pequeno – 18/05/17 – Corrida Mista

Director: João Cantinho – Veterinário: Jorge Moreira da Silva – Lotação: + de ¾

Cavaleiros: João Mura Jr, Miguel Moura

Forcados: Amadores de Lisboa e Amadores de Évora

Matador: António Ferrera

Ganadarias: António Charrua (cavalo), Manuel Veiga (pé)

IMG_7433.JPG

FERRERA E MOURA JR OS MAIS DESTACADOS DA NOITE LISBOETA

 

O matador de toiros António Ferrera entrou pela porta da substituição e saiu em plano de triunfo com duas boas faenas de muleta e bons momentos com o capote tal como João Moura Jr com uma grande actuação no toiro que abriu praça se alcandorou a lugares bem cimeiros. E ainda João Varanda do Grupo de Forcados de Lisboa, recriando uma sorte que o grande Nuno Salvação Barreto tão bem fazia – receber sozinho na arena o toiro – que concretizou à segunda tentativa a sua pega de caras e deu duas merecidas voltas à arena, num dos momentos mais quentes, senão o mais, de toda a noite.

 

Com a ausência de Pablo Hermoso de Mendoza, justificada com atestado médico, podia supor-se que a afluência de público seria bem menor, o que não aconteceu e a praça registou mais de ¾ de lotação preenchida. A sua substituição por António Ferrera acabou por dar uma maior dimensão à aposta no toureio a pé e o público agradeceu com a sua presença e a entrega do matador extremenho fez o resto.

 

João Moura Jr abriu praça frente a um cumpridor e codicioso toiro de Charrua, algo escorrido e cariavacado. Uma lide em apurado estilo mourista, com bons momentos de brega e alguns bons ferros curtos serviram par mostrar que está cada vez mais perto dos primeiros lugares, em plano de figura. Uma bela actuação. No quarto da noite voltou as mostrar as suas qualidades frente a um toiro que pouco trouxe à lide.

 

Miguel Moura tentou receber ambos os toiros em sortes de gaiola que não resultaram mas recompô-se rapidamente e ambas as lides tiveram alguns bons pormenores. Podemos afirmar que está em crescendo, mais lidador, mais preocupado com o desenho das sortes e o público aplaudiu alguns dos bons ferros que cravou.

 

António Ferrera esteve francamente bem de capote em ambos os toiros. Mais templado, com as mãos baixas, em belos lances à verónica, mostrou como se toureia bem de capote. E com a muleta, em dois toiros bem diferentes (mais áspero o segundo), teve derechazos e naturais de enorme qualidade, muito largos e profundos muitos deles, templando e levando o toiro sempre muito bem metido na muleta. Cumpriu nos tércios de bandarilhas e foi uma bela lufada de ar fresco com o seu toureio.

 

Os Forcados Amadores de Lisboa pegaram o toiro que abriu praça por intermédio do seu cabo Pedro Maria Gomes, muito bem à primeira, lesionando-se num pé por ter sido pisado pelo toiro, e João Varanda, sozinho na arena frente ao toiro e a consumar ao segundo intento uma bela pega de caras, premiado com 2 voltas à arena.  Os Amadores de Évora tiveram ma cara dos toiros que lhes tocaram pegar, o ainda cabo António Alfacinha, bem ao primeiro intento com o toiro a sair de largo, e o próximo cabo João Pedro Oliveira que também consumou ao primeiro intento.

 

Os toiros de António Charrua serviram para o espectáculo, com destaque para a qualidade do primeiro. Dos de Manuel Veiga foi melhor o primeiro que o segundo.

 

Dirigiu o espectáculo João Cantinho assessorado pelo veterinário Jorge Moreira da Silva.

 

Uma nota á margem: a empresa Campo Pequeno e a Prótoiro têm de fazer algo urgentemente para que todos os que nos deslocamos às corridas não tenhamos que ser violentados com o barulho que os anti-taurinos fazem e que a

CAMPO PEQUENO: FERRERA TRIUNFA. GRANDE ACTUAÇÃO DE MOURA JR NO 1º DA NOITE

Entrou pela porta da substituição (lesionado Pablo Hermoso de Mendoza não pode actuar) e triunfou. António Ferrera teve duas boas faenas enquanto que João Moura Jr também esteve em destaque na lide do primeiro da noite.

Noite onde foi homenageado o  Real Club Tauromáquico pelos seus 125 anos de existência.

Não perca mais logo a crónica e as fotos da corrida.

OS MELHORES DO MUNDO A 10 E 17 D EJUNHO EM SANTARÉM

 

A Praça de Touros Celestino Graça, em Santarém, Capital do Ribatejo, receberá este ano, a melhor Feira Taurina de sempre, com a presença dos maiores toureiros da actualidade, em dois espectáculos para a história da tauromaquia.

A 10 de Junho, três gigantes da Tauromaquia Mundial, numa corrida única na temporada portuguesa, a corrida que nenhum aficionado vai querer perder.
Diego Ventura, Morante de la Puebla e Julián López 'El Juli', três toureiros que dispensam apresentação, na mesma corrida, uma corrida para a história da tauromaquia portuguesa e mundial.
Os três toureiros vão lidar touros das divisas, Guiomar Cortes Moura (a cavalo) e Núñez del Cuvillo e Garcigrande (a pé), pegando, como manda a tradição o Grupo de Forcados Amadores de Santarém.

O segundo espectáculo taurino da Feira do Ribatejo, terá lugar a 17 de Junho, e contará com a presença do matador de touros Juan José Padilla 'El Pirata', figura consagrada e toureiro de inexplicável força e dedicação. Padilla irá alternar com os cavaleiros,  Luís Rouxinol, na comemoração dos seus 30 anos de alternativa, e João Moura Caetano, um toureiro de arte, que dispensa apresentações.
Serão lidados touros das divisas, Cunhal Patrício e Paulo Caetano, pegando em solitário os Forcados Amadores de Santarém.

Os aficionados podem garantir desde já o seu ingresso, pelo telefone, 914 094 038 ou através do e-mail, bilhetesaplaudir@gmail.com

Santarem_10_Junho.jpg

Santarem_17_Junho.jpg

 

400 OLÉS NAS BANCAS!!!! É OBRA!

1-jornal_ole.jpg

Chegar às 400 edições de um jornal de temática taurina é uma obra de que todos aqueles que ajudámos a erguer o jornal OLÉ há pouco mais de 10 anos nos podemos orgulhar. Nessa altura, num jantar na Rua de S. Bento em Lisboa, entre outros estavam o Luís Pombeiro, a Ana Paula Nunes, o José Ramalho, o Francisco Morgado, o Rui Levesinho, o Henrique Carvalho Dias e mais duas ou três pessoas cujos nomes não me lembro.

ole fundação 2007.jpg

 

Com um papel crítico e ao mesmo tempo didáctico, os colaboradores do OLÉ têm tido um papel importante na divulgação, promoção e defesa da Festa Brava, levando até aos seus leitores não apenas as crónicas das corridas mas também muitos textos onde se ensina mais alguma coisa sobre o toureio nas suas diversas vertentes e trazendo elementos históricos que ajudam a compreender este fenómeno único.

As sensações e as emoções que a Festa Brava nos permite, aqueles momentos únicos que vivemos em cada tarde ou noite de toiros, o descortinar do que é a busca da bravura em cada ganadaria numa tenta. Ou sair de uma corrida a tourear pelas ruas. Ou emocionarmo-nos até às lágrimas com uma daquelas faenas, ou pegas, que anos depois ainda recordamos; ou quando um toiro é indultado pelas suas excepcionais condições de bravura. E conseguir transmitir tudo isto num texto, com alguma foto? Que sorte poder fazê-lo ainda que conscientes de que nem sempre essa mensagem se consegue passar na totalidade. Sim! Porque aquele momento foi único, vivido num tempo que não volta atrás e que coloca à prova as nossas capacidades de escrita.

Nestes cerca de 10 anos e nestas 400 edições sempre procurei ser o mais justo possível nas minhas avaliações, sendo fiel ao princípio de que tenho de ser honesto com todos mas, acima de tudo, comigo próprio e com a minha consciência de aficionado.

O meu comprometimento é o de continuar a pugnar pela verdade, pela emoção, pela divulgação, promoção e defesa da festa brava. A independência, todos o sabemos, tem o seu preço. Por isso continuo a escrever e a fazer umas fotos para o OLÉ do meu amigo Luís Miguel Pombeiro.

Venham mais 400 edições. Viva a Festa Brava!

TRIUNFADOR DE SEVILHA ANTONIO FERRERA SUBSTITUI PABLO HERMOSO AMANHÃ NO CAMPO PEQUENO

António Ferrera.jpgO matador de toiros espanhol Antonio Ferrera substituirá o rejoneador Pablo Hermoso de Mendoza, impedido, por acidente, de tourear, amanhã no Campo Pequeno.

 

Pablo Hermoso de Mendoza, conforme relatório médico que se junta, sofreu ontem uma entorse nas vértebras cervicais, provocada por um cavalo, que lhe limita os movimentos e o obriga a usar colarinho ortopédico.

 

António Ferrera foi o triunfador da recém terminada Feira de Sevilha, tendo conquistado os prémios de Melhor Faena, Melhor toureio de capa e Triunfador Absoluto.

 

Matador completo nos três tércios de lide, Ferrera é um artista muito querido dos aficionados de Lisboa. Tendo já saído em ombros do Campo Pequeno, praça talismã para si.

 

Ferrera lidará 2 toiros de Manuel Veiga, a ganadaria que em 2016, lidou o melhor toiro da temporada do Campo Pequeno.

 

O cartaz da corrida de amanhã fica definitivamente constituído da seguinte forma: Cavaleiros João Moura Jr. e Miguel Moura, Matador de toiros António Ferrera, Forcados Amadores de Lisboa (cabo: Pedro Maria Gomes) e Évora (cabo: António Alfacinha). 4 Toiros para lide a cavalo, de António Charrua e 2 para lide a pé de Manuel Veiga.

Atestado PHM.jpg

18 Maio Promo Antonio Ferrera.jpg